Flávio Gomes

6 de julho de 2017

Sociedade desmantelada

Miguel Lucena, jornalista e delegado da Polícia Civil do DF, no site “Diário do Poder”, sobre o PT: “Partido inicialmente voltado para as lutas dos trabalhadores, vislumbrou a tomada do poder por meio da formação ideológica de gerações nas escolas, campos e construções, passando a empunhar bandeiras que pusessem abaixo tudo o que fosse de tradição civilizatória. O resultado está aí: qualquer moleque se acha com autoridade para desbancar o conhecimento acumulado há milênios, os filhos não reconhecem a autoridade paterna nem dos professores, enquanto a sociedade, atordoada e sem saber o que fazer, chamam o delegado para fazer o papel do pai e da mãe. Muitos pais, que cresceram na irresponsabilidade, fazem os filhos e vão embora; muitas mães, da mesma forma, têm filhos por diversão, e os entregam aos cuidados dos avós, quando não os largam por aí ou os negligenciam para curtir baladas, porque são mulheres e têm todo o direito de perseguir a felicidade individual. Uma parcela significativa da população perdeu os freios morais do medo, da vergonha e da culpa, tornando-se um segmento de desembestados, e nos levará ao começo do fim, sem nada de bom para pôr no lugar, se as pessoas de bom senso não reagirem a tempo Já vivemos um tempo em que o errado é o certo e o certo é o errado. E quem sempre procurou andar na linha vai ter de pedir permissão ao bandido para abrir a boca.”

Contra

O advogado Gustavo Ferreira, especialista em Direito Eleitoral, é totalmente contra a criação de novo fundo, bancado pela União, para financiar campanhas eleitorais através dos partidos. Argumenta que as legendas já têm recursos mais do que suficientes – do Fundo Partidário e das multas aplicadas pela Justiça Eleitoral.

Alternativas

Para Gustavo Ferreira, interessados em obter mandato político, que já não têm mais recursos de empresas nas campanhas, deveriam mesmo usar a criatividade para cativar o eleitor. Ele diz que na campanha de 2016 candidatos voltaram à prática de visita direta ao eleitor e usaram a modernidade, com as redes sociais.

Atrativos

Helder Lima, secretário estadual do Desenvolvimento Econômico e do Turismo, tem uma explicação para estarem sendo implantados em Alagoas, no momento, 16 hotéis e 10 indústrias. “Investindo em infraestrutura, pagando em dia ao funcionalismo e tendo bom plano de incentivos o Estado transmite segurança”, diz.

Transparentes

Renan Filho e Rui Palmeira, prováveis adversários na disputa pelo governo, estão empatados no quesito transparência. Alagoas foi reconhecido pelo Ministério Público Federal e pelo Ministério da Transparência; Maceió atingiu nota 10 em ranking da Escala Brasil Transparente, reconhecido pelo Ministério da Transparência.

Proposta

Do senador Benedito de Lira (PP/AL), ao sugerir á ANAC o compartilhamento de aeronaves para melhorar a malha aérea do Nordeste, em especial Alagoas: “Está na hora de as empresas áreas oferecerem sua contribuição para o crescimento do nosso turismo. Nós, alagoanos, dependemos, e muito, do nosso turismo”.

Realidade

Da juíza Fátima Pirauá: “Queremos crucificar os adolescentes que estão delinquindo, mas o país está infestado de adolescentes infratores. Quando eles chegam perto de mim tenho vontade de pedir desculpas porque naquele momento sou o único Estado que eles conhecem e quando já estão perdidos na delinqüência”.

Opinião

Eugene Soltes, economista americano e professor da Universidade Harvard, em entrevista às Páginas Amarelas da revista “Veja”, edição desta semana: “O criminoso de colarinho-branco não sente remorso porque não consegue personificar o indivíduo que está lesando. A vítima, em geral, está distante fisicamente.”

 

 

* Na próxima 2ª feira, 10, às 8h30m, no Museu Palácio Floriano Peixoto, acontecerá o “Primeiro encontro de líderes Brasil-China: oportunidades para Alagoas”. O governador Renan Filho e Helder Lima, titular da Sedetur, são os anfitriões do evento.

 

*O Ministério Público do Trabalho realiza atividades nesta semana em Maceió para implantação do projeto nacional “Resgate a Infância”. Hoje, no Ministério Público Federal, haverá qualificação de integrantes da Rede de Proteção e audiência pública.

*O Prêmio de Finanças Públicas Graciliano Ramos, lançado pela Secretaria de Estado da Fazenda, em parceria com a Fapeal, busca monografias e trabalhos técnicos inéditos que digam respeito à administração pública financeira do Estado de Alagoas.

*O trabalho que nasce das mãos de dezenas de reeducandas na Fábrica de Esperança, situada no Complexo Penitenciário, em Maceió, poderá ser visto, de hoje ao dia 16 de julho, na 18ª Fenearte, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda.

*Acontece hoje, a partir das 19 horas, no Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas, o lançamento do documentário “O pianista do sobrado”. É um trabalho dirigido por Pedro Rocha, abordando a vida e a obra do pianista Joel Bello Soares.

*Durante o mês de julho o programa “Aplauso”, produzido por Givaldo Kleber, será exibido de 2ª a 6ª feiras, das 20 às 22 horas, na Rádio Difusora AM. O focalizado de hoje é o cantor Emílio Santiano; amanhã será a vez da cantora Simone.

*Para celebrar o Dia Olímpico, festejado em 23 de junho, o Parque Shopping Maceió e outros 18 shoppings da rede Aliansce Shopping Centers recebem até 9 de julho exposição com fotos de atletas brasileiros que disputaram os Jogos Olímpicos Rio 2016.

 

“Só o presidente tem legitimidade para reduzir o próprio mandato”

Fernando Henrique Cardoso

Ex Presidente da República, ao sugerir que Michel Temer renuncie