Roberto Baia

26 de junho de 2017

Transtorno em Campo Alegre

transtorno em campo alegre 600x300 c - Transtorno em Campo Alegre

A população da cidade de Campo Alegre, no Agreste alagoano, passa por diversos contratempos, desde que a agência dos Correios foi assaltada no dia 12 passado. Isso porque, desde então, a unidade está fechada e diversos serviços deixaram de ser prestados, como por exemplo, a entrega de documentos e produtos.

O delegado da Polícia Civil, Gilson Melo, morador da cidade, é uma das vítimas secundárias dos criminosos.

 

 

Prejudicado

Ele comprou um Home Theater pela internet e a entrega será pelos Correios. “Desde o dia 8 passado, monitoro e o equipamento já estava direcionado para entregar na agência de Campo Alegre”, explicou.

 

Péssimo atendimento

No entanto, devido ao fechamento da unidade, o delegado continua na expectativa de receber seu equipamento e não sabe qual providência tomar. “O atendimento já não era legal, era apenas o gerente e um funcionário que vinha de Arapiraca. Agora com a agência fechada, então…”, desabafou.

 

Paralisados

O delegado disse que todos os serviços prestados pelos Correios estão paralisados na cidade. “Ninguém fala nada. A agência está fechada no cadeado. Nem o gerente, que mora em Campo Alegre, aparece por lá. Os Correios já foram sinônimo de eficiência, mas a unidade aqui estava até sem segurança humana há algum tempo”, revelou.

 

Arapiraca

A reportagem tentou falar com a assessoria de comunicação dos Correios, em Maceió, mas não conseguiu. Na agência de Arapiraca, localizada na Praça Luiz Pereira Lima, uma servidora que pediu para não ser identificada explicou, extraoficialmente, que a agência só deverá ser reaberta provavelmente após o encerramento das investigações pela Polícia Federal.