Blog do Dresch

14 de junho de 2017

Procissão marcará festejos de Corpus Christi

procissao marcara festejos de corpus christi 600x300 c - Procissão marcará festejos de Corpus Christi

                   Tendo a procissão como ponto alto das comemorações em homenagem ao Corpus Christi, a Arquidiocese de Maceió, já estabeleceu a programação para a festa religiosa. A solenidade será presidida por Dom Antônio Muniz, arcebispo metropolitano. Hoje (quarta-feira) acontece a Oração das Vésperas, na Catedral Metropolitana, ás 19h30. Amanhã, ás 10h, será rezada a Missa Solene, também na Catedral e logo em seguida, será iniciado o trabalho de confecção e ornamentação das vias por onde os fiéis passarão, na procissão que começa ás 15h e segue até o Santuário da Misericórdia São João Paulo II e Irmã Dulce, na região do Dique Estrada.

Um corrupto a menos

                   O ex-presidente da Força Sindical e atual deputado federal, Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força Sindical (SD/SP) teve seus direitos políticos suspensos pelo prazo mínimo de cinco anos. A decisão judicial, se deu por atos de improbidade na utilização de recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Quando presidia a Força Sindical, Paulinho contratou a Fundação João Domini, sem licitação, para promover cursos profissionalizantes a desempregados e pessoas de baixa renda, utilizando recursos do FAT. Segundo a denúncia encaminhada pelo Ministério Público Federal, em 1999 e 2000, a Força Sindical firmou três convênios com o Ministério do Trabalho, para qualificação e requalificação profissional de trabalhadores desempregados ou sob risco de desemprego, além de micro e pequenos empreendedores e autônomos. Em uma das parcerias, a Força Sindical contratou a Fundação João Domini por R$ 215 milhões para ministrar estes cursos. Ainda segundo o MPF, os réus tinham pleno conhecimento da incapacidade técnica e da precariedade das instalações para a realização dos cursos profissionalizantes.

 

 

Um exemplo de incoerência

                   Ao mesmo tempo em que a direção nacional do PSDB decide por permanecer no governo de Michel Temer, o partido também resolve recorrer da decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que absolveu o presidente, e vai voltar a pedir sua cassação. “Nós vamos recorrer porque achamos que houve corrupção (na eleição de 2014) e uso indevido do dinheiro público” disse o senador Tasso Jereissati, presidente da sigla. Ele reconheceu que houve incoerência dos tucanos que, por maioria decidiram permanecer na base de apoio do governo, e que ele foi voto vencido. Jereissati defendeu a saída do PSDB do governo. “A história nos tornou incoerentes” afirmou o senador cearense.

Um exemplo de incoerência 2

                   Tasso Jereissati disse também que a bancada de deputados do PSDB está, ao menos por enquanto, liberada para votar como quiser caso a Procuradoria-Geral da República apresente denúncia contra Temer, que caso seja endossada pela Câmara, culminaria com o afastamento do presidente do cargo. “Será uma decisão dos deputados. Totalmente deles. Cada deputado vai votar como quiser. Não existe nenhuma decisão de fechar questão sobre isso. A decisão é cada um votar de acordo com a sua consciência” defendeu o presidente do PSDB. Quem quiser que acredite!

Lateral nega doping

           O lateral esquerdo da Seleção Brasileira na Copa de 2002, Roberto Carlos emitiu um comunicado à imprensa mundial, negando o uso de qualquer tipo de substância ou artifício que o fizesse levar vantagem na disputa esportiva. Ele foi acusado pela TV alemã ARD/WDR de ter se dopado para disputar a Copa do Mundo de 2002 (no Japão e Coreia). No comunicado o lateral reage indignado à acusação: “Repudio veementemente as acusações irresponsáveis feitas pela rede alemã ARD, e reafirmo que nunca usei nada para levar vantagem sobre meus colegas” disse o ex-jogador do Real Madri.

Lateral nega doping 2

            Na reportagem da TV alemã, o entrevistado é o médico Júlio César Alves, que teria prescrito substâncias proibidas a atletas em sua clínica, em Piracicaba, no interior paulista. Uma testemunha disse ter visto Roberto Carlos nessa clinica logo após a Copa. Coisa que o lateral desmente. “Em Julho de 2002, logo após a Copa voltei ao Brasil para participar das homenagens em Brasília, e em seguida retornei a Espanha, para de apresentar ao meu time, o Real Madri. Não estive de forma alguma em Piracicaba. Além disso a reportagem não apresenta nenhuma prova do meu suposto envolvimento em doping” garante.

A luta contra a impunidade

                   Alagoas mereceu um lugar de destaque no estudo estatístico divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), por ter obtido o maior índice de esclarecimento das causas de mortes violentas no ano de 2015. De acordo com os dados, apenas 0,4% das mortes por causas não naturais ficaram sem esclarecimento. O estudo explica que o conceito de mortes violentas é determinado pela Classificação Internacional de Doenças, adotada pelo Brasil em 1996, incluindo acidentes, suicídios, homicídios e mortes decorrentes da intervenção policial.

 

 

  • Termina nesta quinta-feira (15) o prazo para que os criadores alagoanos vacinem seu rebanho de bovinos e bubalinos contra a febre aftosa.
  • A campanha, na sua primeira etapa, foi iniciada no dia 1º de Maio, com prazo para ser encerrada no dia 31. No entanto, com as fortes chuvas que caíram na segunda quinzena daquele mês, impossibilitando em muitos locais que o procedimento de imunização fosse praticado, o período foi prorrogado por mais quinze dias.
  • A Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal), considerou o período de prorrogação fundamental para que o estado alcançasse os índices de vacinação preconizados pelo Ministério da Agricultura e da Pecuária.
  • O rebanho alagoano é estimado em torno de 1,1 milhão de cabeças e nas últimas campanhas de vacinação o percentual alcançado de imunização chegou a 97%.
  • Logo após o período de vacinação os criadores terão mais um período para registrarem nos escritórios da Adeal em todo o Estado, a confirmação do número de animais imunizados.