Flávio Gomes

9 de junho de 2017

A dor moral

Edson Vidigal, advogado e ex-presidente do STJ no portal “Diário do Poder”: “Uma pessoa pode ser despojada dos seus bens materiais, suas sandálias, suas vestes, seu teto e, ainda assim, sobrevivente do flagelo, redobrando forças, parceira da esperança, recupera o que perdeu. Mas uma pessoa ferida pela desonra, a sua reputação depreciada, confundida com os nulos de caráter, os indigentes morais, também se levanta. Porém, com mais dificuldades. Enquanto subsistirem na memória coletiva aquelas dúvidas semeadas pela ofensa, estará sempre diminuída, como se lhes faltasse um pedaço, alguma porção de um valor indissociável da sua personalidade, da sua honra. Sim, a honra se afirma inseparável da pessoa. Ninguém a adquire a não ser com a conduta de bons exemplos. Uma pessoa honrada é um patrimônio moral da sociedade, motivo de orgulho para todos. Sua boa fama atravessa o tempo. Será honrada não apenas no seu tempo de vida, mas em outros tempos, além de sua vida. Daí a proteção legal. Calúnia, difamação e injúria são crimes em todas as leis do mundo civilizado não só porque causam lesões graves à honra das pessoas, enodoando reputações, mas também porque, alvejando a autoestima, estimulam rixas servindo, assim, à disseminação do ódio e da inveja, em prejuízo da justiça e da paz, pressupostos maiores para a construção de sociedades menos desiguais.”

Mais uma 

Alagoas parece um Estado sem jeito, no que diz respeito a malandragem. Pois não é que superestimaram a quantidade de vítimas das enchentes de maio… A tal ponto que estão sendo devolvidos R$ 13 milhões ao governo federal. Mais um episódio negativo que é reforço à pauta negativa em relação ao Estado, em nível nacional.

Fartura

A propósito, no Pilar, uma das cidades mais atingidas pelas enchentes, a situação não parece estar muito ruim em termos de finanças. É que, apesar de toda a calamidade, que ensejou até a solidariedade pública do prefeito de São Paulo, João Dória, a prefeitura já antecipou 50% do 13º salário dos servidores da Educação.

Contestação

Do senador Benedito de Lira (PP-AL), criticando o governo estadual pela interdição de casas de farinha: “Chegam na casa do pequeno agricultor, do pequeno trabalhador, do homem que vive da atividade primaria da agricultura familiar exigindo que as casas de farinha possuam piso e parede de cerâmica. Aonde já se viu isso?”

Perda

As classes empresarial e política estão a lamentar o falecimento, aos 91 anos de idade, de Aldemário Calheiros, empresário que foi também vereador e prefeito de Murici. Era pai, dentre outros, de Tito Uchoa, ex-secretário de Agricultura e de Turismo, Jubson Uchoa, presidente da Ademi-AL, e DElson Uchoa, artista plástico.

No ar

A revista de bordo da Avianca, edição de junho, contempla fartamente belezas naturais de Alagoas, graças ao trabalho da secretaria estadual do Desenvolvimento Econômico e do Turismo. Matéria de 12 páginas aborda a diversidade das opções para o turista. E um vídeo institucional da Sedetur, exibido a bordo, reforça a divulgação.

Avanço

Trakto, plataforma alagoana que oferece mecanismos para facilitação de marketing digital para pequenos e médios empreendedores, ganhou mais espaço. É que agora tem aporte da Bossa Nova Investimentos, uma empresa dirigida pelos empresários Pierre Schurmann e João Kepler que realiza aportes no estágio pré-seed.

Alerta

Jornalista Cláudio Humberto: “O Exército está mais preocupado do que parece com a crise política e as manifestações de rua, cada vez mais violentas. Para discutir esses temas, o comandante do Exército, general Eduardo Villas Boas, reuniu vários generais no QG do Exército. Um deles, Augusto Heleno, um dos mais admirados, admitiu essa preocupação e disse que os ‘black-blocs’ têm praticado um ‘quase terrorismo’.”

 

* Um encontro entre os cantores Toquinho e João Bosco acontece hoje, às 21 horas, no Teatro Gustavo Leite, do Centro de Convenções de Maceió. Na abertura, a cantora Wilma Araújo apresenta clássicos de Chico Buarque no show “Com Buarque, com Afeto”.

*Catorze peças referentes a telas abstratas feitas com tinta a óleo, em exposição desde 9 de maio, podem ser vistas, só até hoje, no Museu Palácio Floriano Peixoto. Fazem parte da mostra “Fragmentos: Arte do tempo nas canoas dos pescadores”, de Pablo de Luca.

*Hoje acontece em Arapiraca mais uma edição da festa Forrêxito, no Levinos Halls, este ano com a cantora Solange Almeida, ex-Aviões do Forró. A noite festiva terá também apresentações dos cantores Walla Arrais e do Lennon Menezes. Às 21 horas.

*A Secult encerra hoje a chamada pública para execução do Projeto “Alagoas 200 Anos” São João em Alagoas. Os interessados deverão comparecer a sede da Secult até as 10 horas. Objetivo: incentivo a apresentações artísticas e quadrilhas juninas.

*O Centro de Belas Artes de Alagoas, vinculado à Secretaria de Estado da Cultura, tem 40 vagas para o novo curso de percussão, com ênfase no pandeiro e tarol. As matrículas são gratuitas e acontecem somente até hoje, para pessoas a partir de 10 anos de idade.

*O cantor Leoni se apresenta hoje, 20h30m, no Teatro Deodoro, em Maceió, no espetáculo “Multiversos”, com muita música, poesia e projeções. No show, Leoni vai apresentar canções inéditas, além de covers de Raul Seixas e Caetano Veloso.

 

“A gratidão não prescreve nunca”

Cláudio Lamachia

Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil