Blog do Dresch

1 de junho de 2017

Apoio do governo federal é fundamental

apoio do governo federal e fundamental 600x300 c - Apoio do governo federal é fundamental

                   O governador Renan Filho acredita que o apoio manifestado pelo governo federal, principalmente através do Ministro Hélder Barbalho, da Integração Nacional, será fundamental para diminuir o sofrimento das pessoas que sofrem com as chuvas caídas em Alagoas, O ministro esteve no Estado no último Domingo, e reconheceu que a situação é bastante difícil. Ele anunciou a liberação de R$ 12 milhões, que serão repassados assim que o Diário Oficial da União publicar o decreto de emergência. “Com esses recursos esperamos normalizar a situação dos mais atingidos pelas chuvas” afirmou Barbalho.

Equipes visitam cidades

                   Equipes multidisciplinares, composta por militares e civis começaram a fazer ontem, uma visita técnica aos municípios atingidos pelas chuvas e que integram o decreto de emergência. São integrantes da Defesa Civil do Estado, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e servidores voluntários que farão um levantamento das prioridades de cada cidade. As equipes também vão elaborar relatórios estratégicos e jurídicos, para facilitar o encaminhamento dos pleitos ao Governo Federal. Ao todo foram deslocadas 14 equipes.

          

Congresso garante o ISS

                   Atendendo a um pleito dos prefeitos brasileiros, manifestado durante a recente Marcha dos Prefeitos, o Congresso Nacional derrubou o veto do presidente Michel Temer, relativo à lei que previa a redistribuição da arrecadação do Imposto Sobre Serviços, para o local e consumo do serviço. Partidos de oposição chegaram a tentar obstruir a votação, mas depois desistiram da tática. Até o Palácio do Planalto anunciou que concordava com a derrubada do veto. O placar da votação na Câmara foi de 371 votos a 6, e no Senado por 49 votos a 1. Ao vetar a medida, o Planalto impedia a redistribuição às prefeituras dos recursos arrecadados em operações de cartões de crédito e débito, de arrendamento mercantil e de serviços de saúde. O veto afetava o dispositivo que transfere a cobrança, atualmente feita no município do prestador de serviço, para o município domicílio dos clientes.

 

Sobre a mortalidade materna

          Hipertensão e hemorragia estão entre as principais causas da mortalidade materna no Brasil e no mundo, e ocorrem principalmente pela má assistência no pré-natal e no parto. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 830 mulheres morrem de complicações com a gravidez ou com o parto todos os dias. Mas o Brasil fez alguns progressos na redução da mortalidade, mas que ainda estão longe do ideal. Segundo o Ministério da Saúde, a mortalidade materna no país caiu 58% entre 1990 e 2015, de 143 para 60 óbitos por 100 mil nascidos vivos.

Sobre a mortalidade materna 2

           Como base de comparação, no Japão são 6 óbitos de mulheres por 100 mil nascidos vivos. No Brasil, os números são bastante heterogêneos e variam muito conforme a região, de 44 até 110 óbitos por 100 mil nascidos vivos. As principais causas das mortes são pressão alta durante a gravidez, hemorragia após o parto, infecções e aborto. Especialistas defendem que a morte materna está associada à qualidade de vida e de assistência, e por isso mesmo, os indicadores são piores em países em desenvolvimento e em locais com poucos recursos.

Um senhor telescópio

            O maior e mais sofisticado telescópio já projetado na história da humanidade, começou a ser construído sobre uma montanha no deserto do Atacama, no Chile. Assim que entrar em funcionamento, o European Extremely Large Telescope (E-ELT), permitirá que os astrônomos observem, com uma precisão jamais alcançada por outro tipo de instrumento óptico, objetos distantes do Universo. “Ele produzirá descobertas que nem podemos imaginar hoje” assinalou um dos diretores do projeto.

Um senhor telescópio 2

            A montanha de três mil metros em que será construído o telescópio, a Cerro Amazones, fica a cerca de 1.200 quilômetros de Santiago. A região é privilegiada para a astronomia, pois tem um céu noturno límpido, quase sempre livre de nuvens, graças a baixa umidade do ar. Com a tecnologia avançada dos espelhos, o ELT poderá captar 13 vezes mais luz que o Very Large Telescope (VLT), que atualmente é o maior do mundo. O projeto de construção do ELT, que custará cerca de 1,2 bilhão de euros, originalmente conta com a participação do Brasil. No entanto, para ser sócio do consórcio, o país precisaria ser membro do European Southern Observatory (ESO), processo que já se alonga há sete anos.

 

 

  • Ainda sobre as consequências das chuvas: A Casal elaborou um balanço sobre os problemas apresentados pelo sistema de abastecimento de água de algumas cidades.
  • Foram relacionados casos de inundações de unidades operacionais, rompimento de adutoras, danos e obstrução de equipamentos e impossibilidade do tratamento de água por excesso de turbidez.
  • As ocorrências foram registradas em 19 dos 77 municípios operados pela Casal, Um dos locais mais atingidos foi Jacuípe na região norte do Estado, onde técnicos ainda não conseguiram acessar os equipamentos atingidos.
  • Em Murici, na zona da Mata, o acesso as duas estações de tratamento de água (Cachoeira e Cansanção) está intransitável. Em Flexeiras houve rompimento de adutora da água bruta. Em Novo Lino houve obstrução da válvula da adutora de água bruta e em Jundiá existe dificuldade no tratamento de água em função da turbidez.
  • A diretoria da Casal e seu corpo técnico garantem que, os serviços serão retomados no menor espaço de tempo possível, dependendo ainda da meteorologia.