Edmilson Teixeira

31 de maio de 2017

Maribondo, socorro mecânico

maribondo socorro mecanico 600x300 c - Maribondo, socorro mecânico

Vejam só: uma ambulância da Base do SAMU, que presta serviço à população de Maribondo estava na “UTI” há mais de dois meses, simplesmente por falta de um reparo mecânico, por parte da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). Mas, a influência de Val Borges (camisa escura), diretor do Posto de Saúde do município, garantiu o funcionamento do veículo, que ontem chegou para a disposição de todos. “Há 15 dias estivemos em Maceió, cobrando justamente uma solução imediata para o problema” disse Borges.  Revelou ainda, que são muitos os municípios que estão com suas ambulâncias do SAMU quebradas, por não haver uma cobrança sistemática junto a Sesau.   

Maribondo – educação

Aliás, em Maribondo a equipe do prefeito Leopoldo Pedrosa não tem dado trégua para os serviços essenciais do município, assim como fez Val Borges. Na Educação, o destaque fica com  a implantação de uma escola em tempo integral. Os alunos entram pela manhã, e só saem à tarde com direito a refeições e tudo mais. Nas últimas administrações, o que se via muito em Maribondo eram professores em greve, por falta de aumento salarial e até pagamento em dia, além de tantas complicações administrativas.  

Promessa

Por falar em Sesau, a partir de junho os municípios alagoanos já podem contar com o retorno da parte fixa do Pró-Saúde. É a contrapartida estadual de incentivo à Atenção Básica, que tem sido pleito e reivindicação do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Alagoas (Cosems) junto ao Estado.

Coruripe

Prefeito Joaquim Beltrão, disse que Coruripe não sofreu muito com as chuvas. Na reunião com o governador e a Defesa Civil na segunda-feira no Palácio, Beltrão pediu apoio, a fim de encontrar um meio, que possa retirar diversas famílias  que residem  em áreas de riscos lá em seu município.  

São Luiz de Quitunde

As chuvas frequentes da última semana deixaram um saldo negativo de 10 casas destruídas e 50 condenadas pela Defesa Civil. A informação é da prefeita Fernanda Cavalcante. A gestora enfrenta um sério problema social na cidade, onde é alarmante o número de famílias que vivem em extrema situação de miséria. Planeja a gestora, ampliar os programas sociais, sobretudo em parcerias com o Estado e a União, a fim de amenizar parte do problema.

Chuvas

 

Por conta das equipes da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) estarem empenhadas por esses dias nas ações de recuperação dos municípios que sofreram o impacto das chuvas, é que não haverá mais no próximo domingo, a abertura da Semana do Meio Ambiente. O evento que seria realizado em Maceió, na orla de Ponta Verde, foi cancelado pela própria Semarh.

 

Pilar

Empresário Jorge Luiz Carvalho, o Jorge Leiteiro como é conhecido, lamenta o grande prejuízo que tomou com as águas que transbordaram da Lagoa Manguaba, na cidade do Pilar. Jorge é tido como um dos maiores comerciantes da região. “Perdi toda mercadoria do mercadinho, onde não escapou nada; tanto de mercadoria como de bens materiais. A água subiu tanto, que por pouco não chegou ao primeiro andar da minha casa”, disse, lamentando que nunca tivera visto coisa igual na cidade.

Marechal

O Instituto Federal de Alagoas de Marechal Deodoro suspendeu as aulas no início desta semana, devido às chuvas na cidade. Em nota, o instituto informou que as chuvas causaram alagamento na escola, inundando as quadras esportivas, o estacionamento e outras dependências.

Solidariedade

Sensibilizado com a situação vivenciada pelos deodorenses, o IFAL de lá está organizando uma campanha de arrecadação de roupas e alimentos para ajudar as vítimas da chuva, incluindo trabalhadores terceirizados da escola e moradores do Beco da Anastácia, comunidade vizinha à escola. Marechal Deodoro foi o município mais atingido pelas chuvas, cujo prejuízo ainda não foi levantado por completo pela Defesa Civil.

Traipu

O prefeito Eduardo Tavares regulamentou na segunda-feira, a Lei de Acesso à Informação e deliberou pela criação de um Conselho Gestor.  “Essas medidas serão ferramentas importantíssimas que a sociedade passará a dispor para acompanhar o desenvolvimento do serviço público com mais facilidade”, explica Tavares.

Vacina

Por causa das fortes chuvas que castigaram Alagoas até o domingo, o secretário de Estado da Saúde, Christian Teixeira, anunciou que os municípios atingidos irão receber medicamentos, vacinas e correlatos.