Flávio Gomes

31 de Maio de 2017

Indiretas, logo

Dora Krammer, na “Veja”: “De solução constitucional quando vice-presidente, Michel Temer tornou-se agora um obstáculo à única opção razoável para a administração da crise instalada desde a revelação daquela conversa flagrantemente delituosa com um corruptor confesso: o afastamento do presidente e a eleição indireta pelo Congresso no prazo de trinta dias, nos termos da Constituição. Não tem jeito. Qualquer outro caminho é enganoso ou doloroso. A oposição formal, que há pouco deixou o poder enxovalhada de alto a baixo por evidências de corrupção, improbidade, irresponsabilidade e inépcia na administração do país, resolveu apostar no quanto pior melhor: no Congresso, aos gritos e safanões; e nas ruas mediante o patrocínio da barbárie. Condenar tais atos é preciso, mas na prática inútil, pois esse pessoal não tem nada a perder. Involuntariamente o presidente acabou dando substância ao até então inconsistente ‘Fora, Temer’. Segurar, quem há de? As forças de situação só podem ser assim qualificadas por obra do formalismo, uma vez que já adotam o clássico comportamento de governo em extinção movimentando-se abertamente na busca de nomes de possíveis candidatos ao colégio eleitoral. Não se trata de conspiração, pois nada está sendo feito às escondidas…”

Afago

Do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), sobre a nomeação do advogado Torquato Jardim para o Ministério da Justiça: “Cumprimento o presidente Michel Temer pela nomeação de um ministro da Justiça digno do nome, que pode exercer nesse momento difícil papel de interlocução na vida nacional”.

Expectativa

O prefeito Rui Palmeira marcou para a próxima semana uma reunião com lideranças dos servidores municipais para discutir o reajuste salarial deste ano. Já o governador Renan Filho continua sem se definir em relação ao reajuste do funcionalismo estadual, cuja última correção salarial foi em maio de 2015.

2018 à vista

Governo do Estado e Prefeitura de Maceió se confrontam, nos bastidores, sobre ações da União de socorro às vítimas das enchentes e às regiões atingidas. O governador Renan Filho já fala em o Estado intermediar obras na periferia da Capital, o que é visto pela turma de Rui Palmeira como busca de espaço político.

 

Cultura

A Assembleia Legislativa realiza hoje, 9 horas, audiência pública proposta pelo deputado Rodrigo Cunha (PSDB), para discutir o incentivo à cultura pelo poder público alagoano. “A transparência nos gastos públicos é de interesse de todos. Esperamos ter um debate rico e com proposições efetivas para a pasta”, diz Rodrigo.

Agenda

A Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência da Câmara dos Deputados promove hoje audiência pública para debater a legalização do aborto em caso de suspeita de microcefalia. A deputada federal Rosinha da Adefal (PTdoB) se põe como exemplo de que deficiência não inibe qualidade de vida.

Conquista

A venda de imóveis adjudicados pela Caixa necessariamente passa a ter a intermediação de corretor. Foi o que ficou decidido, em Brasília, em reunião do presidente do Cofeci, João Teodoro, com Marcelo Prada, vice da Caixa. Pelo Creci/Al participaram o presidente, Vilmar Pinto, e o secretário, Edílson Brasileiro.

Opinião

Antônio Fernando Pinheiro Pedro, no “Diário do Poder”: “O fenômeno da cartelização no setor da advocacia é real, e deveria estar sendo tratado com muito critério pela OAB, Institutos de Advogados, associações advocatícias e sindicatos. No entanto, o silêncio é diretamente proporcional à proletarização ocorrente na profissão.”

 

*?O prazo final para a entrega da Declaração Anual Simplificada do Simples Nacional se encerra hoje, alerta a Secretaria de Estado da Fazenda, em recado específico para os microempreendedores. Além de gratuito, o processo é feito inteiramente online.

*A Junta Comercial do Estado de Alagoas lançou, anteontem, uma série de novos atos de registro empresarial disponíveis no Portal Facilita Alagoas, porta de entrada dos processos de registro e legalização de negócios no estado. Ao todo, são 18 tipos de atos.

*As escolas das redes pública e privada podem declarar o Censo Escolar 2017 a partir de hoje. Nessa primeira fase, que prossegue até o dia 31 de julho, é necessário informar, dentre outros dados, a quantidade de alunos matriculados na instituição de ensino.

*O fotógrafo Pablo De Luca está com a exposição “Fragmentos: Arte do tempo nas canoas dos pescadores” no Museu Palácio Floriano Peixoto, somente até hoje. Estão à mostra 14 peças conceituais que fazem referência a telas feitas com tinta a óleo.

*Foram empossados os novos membros do Conselho Municipal de Políticas Culturais, com 18 representantes – nove eleitos pela comunidade cultural e nove indicados pela Prefeitura de Maceió. O violinista Tércio Smith foi eleito presidente do conselho.

*O prazo para as inscrições da segunda edição do Festival de Música Popular Em Cantos de Alagoas foi prorrogado até 9 de junho. O Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado da Cultura, está investindo R$ 15,5 mil nas premiações.

*Diretoria de Teatros do Estado de Alagoas (Diteal) lançou o edital da 13ª edição do projeto “Quinta no Arena”. As inscrições podem ser feitas até o dia 29 de julho. Podem participar pessoas jurídicas estabelecidas em Alagoas, de natureza artístico-cultural.

 

“Esses políticos foram eleitos por nós. Onde erramos?”

Claudio Lamachia

Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil