Blog do Dresch

31 de maio de 2017

Decreto de emergência abrange 25 municípios

decreto de emergencia abrange 25 municipios 600x300 c - Decreto de emergência abrange 25 municípios

                   Publicado na edição de ontem do Diário Oficial do Estado, o decreto de emergência, em decorrência das chuvas caídas nos últimos dias assinado pelo governador Renan Filho com base na avaliação técnica reconhecida pelos órgãos competentes. O decreto abrange, além de Maceió e Marechal Deodoro (cujo decreto havia sido publicado no Sábado) outros 25 municípios alagoanos, todos atingidos pelas fortes chuvas dos últimos dias e com uma série de problemas estruturais, alguns em situação de extrema dificuldade. O decreto permite o atendimento rápido para a reabilitação das cidades.

Emergência decretada 2

                   Além de Maceió e Marechal Deodoro, o decreto abrangeu os seguintes municípios: Atalaia, Barra de Santo Antônio, Cajueiro, Capela, Chã Preta, Colônia Leopoldina, Coruripe, Coqueiro Seco, Igreja Nova, Japaratinga, Joaquim Gomes, Murici, Paulo Jacinto, Paripueira, Pilar, Quebrangulo, Rio Largo, Satuba, São Luiz do Quitunde, São Miguel dos Campos, Santa Luzia do Norte, Jacuípe, Jundiá, Viçosa e União dos Palmares.

 

Impeachment virou cicatriz

                   Ao discursar em um seminário internacional, realizado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Luís Roberto Barroso disse que o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff deixou uma cicatriz na sociedade brasileira, sendo uma contínua fonte de discordância da população. O ministro do STF falou sobre a decisão do Supremo não intervir na abertura do processo, acolhida por dois terços dos deputados federais. Ele falou sobre os argumentos da defesa de Dilma, que questionou a abertura do processo, alegando ser uma questão pessoal do então presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) hoje preso e processado. “Esse foi o processo que tivemos aqui e que acabou gerando essa cicatriz junto a sociedade” afirmou Barroso, refletindo que o país acabou dividido politicamente. Para ele, a decisão do Supremo Tribunal Federal em não interromper o processo de impeachment se deu pelo fato de que “em um país dividido, não caberia ao Supremo fazer escolhas políticas”.

 

Um ditador a menos

                   O ex-ditador do Panamá, Manuel Noriega, morreu na noite de segunda feira, aos 83 anos, em um Hospital da cidade do Panamá. Ele estava internado desde o dia 7 de Março, quando se submeteu a uma cirurgia para a retirada de um tumor cerebral benigno. O seu estado de saúde se complicou após sofrer uma hemorragia. Ele governou o Panamá com mão de ferro entre 1983 e 1989, quando foi derrubado por uma invasão dos Estados Unidos. Apeado do governo, ele foi levado para uma prisão norte-americana, onde passou vinte anos preso.

Um ditador a menos 2

                   Noriega foi julgado e condenado por tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. Cumpria pena de 60 anos, e foi extraditado para o Panamá em 2011, para cumprir o restante da pena na Prisão El Renacer, nos arredores da capital panamenha.[LD1]  Devido ao seu estado de saúde, ganhou o direito de prisão domiciliar em Janeiro deste ano. Ele 2010 ele também foi acusado do desaparecimento, em 1970, do líder Heliodoro Portugal, que liderava a esquerda no Panamá.

Cresce a educação a distância

              O último Censo da Educação Superior, com dados de 2015, revelou que a educação a distância cresce em um ritmo mais rápida que a educação presencial. Enquanto que o ensino presencial teve um crescimento de 2,3% nas matrículas em relação a 2014, o ensino a distância alcançou 3,9%. Mas a falta de contato é criticada pelos especialistas, que atribuem a isso a maior parte da evasão dos estudantes.

Cresce a educação a distância 2

          No ensino superior a distância, a rede privada concentra a maior parte das matrículas nesta modalidade, com 1.265.359 alunos, que representa 90,8% do total de 1.393.752 registradas em 2015. Apesar do aumento do número de concluintes, que cresceu 23,1%, índice maior que nos presenciais, que foi de 9,4%, muitos estudantes deixaram o curso sem concluí-lo. Nas instituições privadas, a taxa de evasão nos cursos a distância é 32,5%, superior a evasão nos cursos presenciais que é de 27,9%.

 

 

  • Mais de 3,4 mil cidades em 18 países participarão da 23ª edição do Dia do Desafio, que acontece hoje (31). A ideia é criar uma competição saudável mobilizando a população contra o sedentarismo.
  • No Brasil participam 1.886 cidades (quais em Alagoas?). Ganha quem contabilizar o maior número de pessoas que tenham praticado pelo menos 15 minutos de atividades físicas entre 0h e 21h de hoje.
  • O evento é coordenado em todo o continente americano pelo Serviço Social do Comércio de São Paulo (Sesc-SP), e o mote deste ano é a criação de microrredes para o incentivo da prática desportiva.
  • Além dos exercícios feitos individualmente, entidades e organizações participantes promoverão atividades como caminhadas, passeios ciclísticos e brincadeiras.
  • O Dia do Desafio foi criado nos anos 1980 no Canadá com a proposta de incentivar o interesse pelas atividades físicas. O movimento envolve agentes comunitários, além do Poder Público e instituições privadas.