Blog do Dresch

16 de maio de 2017

A biografia da divina Hebe Camargo

a biografia da divina hebe camargo 600x300 c - A biografia da divina Hebe Camargo

            Muito bem recebida, a biografia da atriz, cantora e apresentadora Hebe Camargo, lançada semana passada, traça um panorama da história do cinema, do rádio e da televisão brasileira. Escrita pelo crítico Artur Xéxeu, a biografia nos remete à recepção dos equipamentos de televisão (os primeiros do Brasil) importados por Assis Chateuabriand em Janeiro de 1950, com a presença de Hebe, que já era contratada da Gravadora Odeon há quatro anos. Sua primeira viagem internacional, em 1957, aos Estados Unidos, a trouxe loira (era morena quando viajou) influenciada pelo “estouro” da jovem atriz Marilyn Monroe em “O Pecado Mora ao Lado”.

A biografia de Hebe 2

             A obra de Xéxeu, mesmo sem ser longa (266 páginas) é atraente e bastante parcial, já que o autor adorava a biografada, como aliás quase todo o povo brasileiro. Em 1960, Hebe foi escolhida como “Rainha da Televisão” pela Revista do Rádio, superando com mais que o dobro dos votos, Angela Maria, e o triplo sobre Isaurinha Garcia, Maysa e Marlene. O livro inda aborda entrevistas dadas por Hebe Camargo em diversas épocas, campanhas que ela abraçou, prêmios que recebeu e manifestações diversas sobre situações que o país atravessou em oito décadas.

 

Delação e Lava Jato em Londres

             Um debate promovido pela Universidade de Oxford e voltado a estudantes brasileiros da Inglaterra, reuniu neste final de semana o juiz Sérgio Moro e o ex-ministro da Justiça do governo Dilma Rousseff, José Eduardo Cardozo. O tema era o papel do Judiciário na crise política. Moro chegou sob uma mistura de vaias e aplausos. Cardozo afirmou que os poderes no Brasil vivem em constante conflito. “Não adianta aplaudir quando o direito suprimido é de um adversário e vaiar quando é de um aliado”. Cardozo destacou ainda que um juiz não pode jogar para a plateia “ele tem que jogar pelo direito” defendeu. Na sua fala, Moro disse que “o juiz tem de julgar de acordo com a prova e não segundo a opinião pública. Se o juiz for julgar pensando na consequência política, não está fazendo seu papel de juiz”. Moro defendeu ainda as prisões preventivas para proteger a investigação criminal. Cardozo criticou as prisões cautelares dizendo que “a pena restritiva de liberdade é extremíssima, só quando não há alternativa” disse ele.

 

Mobilidade nas grotas

             Mais duas localidades foram atendidas com serviços e obras de mobilidade urbana. Desta feita, as grotas do Pau D’Arco e Divaldo Franco, ambas no conjunto José da Silva Peixoto no Jacintinho, receberam melhorias como passarelas, rampas de acesso, pontilhões, passeios, muros e canaletas para águas pluviais. Segundo o governador Renan Filho, que esteve nas duas grotas no Sábado, outras 22 localidades estão sendo beneficiadas pelo programa Pequenas Obras, Grandes Mudanças. Até o final do ano, mais 40 grotas receberão as obras.

Pesquisador preso na Rússia

             O pesquisador brasileiro Eduardo Chianca Rocha foi preso em Agosto passado na Rússia, com quatro garrafas de chá de ayahuasca. Por isso foi condenado a seis anos e meio de prisão. O governo brasileiro tem tentado obter transferência para ele cumprir a pena em uma prisão no Brasil. O chá contém a substância dimetiltriptamida, proibida da Rússia, mas aprovada no Brasil pela Vigilância Sanitária. A bebida é usada em rituais do Santo Daime. Eduardo é engenheiro eletrônico, mas abandonou a função para se dedicar a terapias holísticas, que trabalham diagnósticos a partir das leituras dos chacras e seu equilíbrio.

Um imposto desigual

          Os dados foram apresentados pelo Secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, na semana passada. Os muito ricos pagam proporcionalmente menos Imposto de Renda. Super-ricos são aqueles que tiveram, em 2015, renda média mensal tributável de R$ 135 mil. Eles representam apenas 0,1% dos que declaram IR em 2015 a pagaram alíquota efetiva de imposto de 9,1%. Já a alíquota efetiva dos ricos, aqueles com renda média mensal tributável de R$ 34 mil, são 0,9% do total de contribuintes, chegou a 12,4%.

Um imposto desigual 2

            Somando ricos e super-ricos, essa camada da população tem renda 240% superior à da metade de baixo da pirâmide. Ou seja, os 10% do topo têm renda tributável equivalente a 3,4 vezes a da metade mais pobre. Na camada de baixo da distribuição, a maior parte dos contribuintes do Imposto de Renda têm renda mensal de até R$ 2.812. Eles representam 50% dos 27.518 milhões de contribuintes que entregaram a declaração do IR no ano passado.

 

  • O município de São Luiz do Quitunde comemora hoje, 125 anos de emancipação política, com uma série de atividades para festejar a data.
  • Na verdade, as comemorações tiveram início no dia de ontem, quando foi entregue à população, a Escola Estadual Messias de Gusmão, uma das mais importantes unidades escolares da região norte.
  • A escola foi fundada na década de 1920, na administração do governador Fernandes Lima, e recebeu em suas bancas, grande parte da população local, entre estes, alunos ilustres como os ex-governadores Divaldo Suruagy e Lamenha Filho.
  • A escola estava desativada há 17 anos, após ter sofrido avarias por causa de uma enchente no ano 2000.
  • Ela foi totalmente reconstruída, mantendo os padrões originais da construção. Foi feito o piso e a laje, recuperadas as partes elétrica e hidráulica, a coberta e novas rampas de acessibilidade.
  • A reinauguração da escola contou com a presença do governador Renan Filho e do secretário da Educação, Luciano Barbosa.