Roberto Baia

12 de Maio de 2017

Caos continua

Com informações do blogueiro Roberto Gonçalves: O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinteal) núcleo Agreste, André Luiz, em entrevista na manhã de ontem, quinta-feira (11), ao programa Pajuçara na Hora, comandado pelo radalista Ailton Avlis, afirmou que a educação municipal em Arapiraca vivencia uma das piores fases da sua história na gestão do prefeito Rogério Teófilo (PSDB).

A categoria, após uma assembleia geral, decidiu pela paralisação por tempo indeterminado em todas as unidades da rede municipal de Educação.

 

Luta por reposição

Para o sindicalista, a categoria luta pelo reajuste salarial de 7,64% data base do mês de abril de 2017. Professor e presidente do Núcleo Regional de Arapiraca do Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Alagoas (Sinteal), os professores reivindicam 7,64% de reposição do piso nacional de Educação.

 

Sem proposta

“Estamos com mais de quatro meses desta nova gestão sem apresentar uma proposta para a categoria. E a reunião que teríamos na tarde da última terça-feira (09) a secretária de Educação Mônica Pessoa não apareceu no Centro Administrativo”, justificou o sindicalista.

 

Merenda escolar

No elenco de reivindicações da categoria, está incluída a merenda escolar que, segundo ele, falta nas escolas municipais, além de pessoal como professores e assistentes de apoio nas unidades de ensino.

“Infelizmente nossa realidade é esta. Não era isso que queríamos até porque temos um gestor professor e que deve entender a nossa situação, mas não tivemos resposta até agora”, enfatizou o sindicalista.

 

Centro ocupado

Sobre a nota oficial da Prefeitura de Arapiraca de que ocorreu invasão no Centro Administrativo, desabafou: “Nós não invadimos, nós ocupamos o Centro Administrativo que é um espaço dos servidores públicos e não haveria problema algum em sermos recebidos pela secretária de Educação Mônica Pessoa”, pontuou.

 

Pode desabar

Na entrevista, André Luiz denunciou que escolas da rede municipal de ensino estão sem nenhuma estrutura, que existe precariedade na distribuição da merenda escolar e que em algumas unidades as colunas ameaçam desabar colocando em riscos os estudantes no hora do recreio. 

 

Mais seguros

Com apoio do vereador Dr. Fábio, a segurança passou a ser prioridade nos residencias Brisa do Lago, Vale do Perucaba e no bairro dos Cazuzinhas. O pedido feito pelo vereador de forma regimental e aprovado pela Câmara, foi para o 3º BPM de Arapiraca que passou a fazer rondas diurnas e noturnas, o que garante uma maior tranquilidade para milhares de famílias.

 

Iluminação

A segurança aumenta nos bairros Lago do Perucaba, Lago do Sul, Brisa do Lago, no bairro Nossa Senhora aparecida, Massaranduba, e em todo o bairro dos Cazuzinhos, com a colocação de 264 lâmpadas, em mais de duzentos postes destas localidades. O requerimento foi encaminhado pelo gabinete do Dr. Fábio para a diretora de iluminação pública, Rafaela Pessoa que já atendeu ao pedido do vereador. Permitindo maior segurança nessas localidades, que há muito tempo vinha sofrendo com a escuridão provocada pelas lâmpadas queimadas.

 

Poços artesianos

Seis poços artesianos serão instalados nas regiões da Gruta d´Água, Poção e Carrasco. Três deles já foram perfurados e estão em pleno funcionamento, garantindo água para milhares de famílias.

Também estão garantidos por intermédio do vereador Dr. Fábio mais três para as localidades do Pé leve Velho e em mais duas que serão escolhidas de acordo com as necessidades dos seus moradores.

 

Fim da corrupção

Em quatro meses de administração, o prefeito de Traipu, procurador licenciado Eduardo Tavares, surpreendeu até mesmo aliados como a ex-prefeita e prima Conceição Tavares, a quem responsabiliza por um “rombo” de R$ 16 milhões junto ao INSS.

 

Especialistas

Com medidas duras, mas que ele as consideram fundamentais para recuperar a máquina administrativa, Tavares denunciou as autoridades os ex-gestores que praticaram atos de improbidade. Para garantir oxigênio em sua gestão, o prefeito Eduardo reduziu o quadro de servidores de dois mil para mil e cem.

 

 

 

… Outra alternativa para manter os serviços públicos em pleno vapor, foi nomear uma equipe técnica, formada por especialistas, para áreas cruciais como saúde, educação e segurança pública.

 

 

…  “Reconheço que algumas medidas que tomei são impopulares, mas legítimas no sentido de dar um basta na corrupção e no assistencialismo político e eleitoreiro, impregnado durante longos anos no setor público municipal”, disse o prefeito, que faz questão de afirmar que nesses quatro meses de gestão promoveu mudanças importantes para garantir a segurança das famílias traipuenses.

… “Nesses quatro meses em que estou à frente da Prefeitura ocorreu apenas um assassinato na zona rural”, revelou Eduardo Tavares.