Blog do Dresch

4 de Maio de 2017

A vez de Paul McCartney na Bahia

             O ex-beatle Paul McCartney confirmou esta semana, as datas e locais dos shows que fará no Brasil em Outubro deste ano, como parte da etapa sul-americana da sua última turnê internacional: a One on One. O ídolo britânico se apresentará no dia 13 de Outubro no Estádio Beira-Rio em Porto Alegre; dia 15 no Allianz Parque, em São Paulo; dia 17 no Estádio Mineirão, em Belo Horizonte; e no dia 20 no Itaipava Arena Fonte Nova, em Salvador.

 

Um Beatle no Nordeste 2

             As vendas para os concertos começam nesta sexta feira (5) para a aquisição com o cartão ELO, e a partir de segunda feira (8) para os demais. Os ingressos variam entre R$ 350, com meia entrada, até R$ 850. A turnê teve início no final do ano passado e nela Paul McCartney mostra os clássicos dos Beatles e na sua carreira posterior. Um dos destaques é a comemoração dos 50 anos do célebre álbum “Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band” considerado um dos melhores discos dos Beatles e um marco na história da música mundial.

Políticos ameaçam jornalistas

             A Organização Não Governamental (ONG) Artigo 19, em um levantamento feito nos últimos cinco anos, concluiu que a maioria das violações graves contra comunicadores no Brasil, como homicídios e ameaças, tem políticos como principais suspeitos. A entidade que luta pela liberdade de expressão divulgou documento sobre 31 casos registrados em 2016, envolvendo assassinatos, tentativa de homicídio, sequestro e ameaças de morte a comunicadores, sendo 19 com suspeita de envolvimento de políticos. Depois aparecem os agentes públicos (três casos) e policiais em dois. Quatro episódios de homicídio, que aconteceram em Goiás, Paraná, Minas Gerais e Pará, tem políticos como suspeitos. Outras cinco mortes foram descartadas no relatório porque a entidade não conseguiu evidenciar que elas estavam relacionadas com a profissão. Para a ONG é uma situação geral de impunidade, que todos os anos são mostradas para a sociedade, e não são casos isolados e os padrões se repetem ano a ano.

 

Adutora ganha recursos

             A boa notícia veio do Ministério da Integração Nacional: estão garantidos mais R$ 27 milhões para as obras da segunda etapa da Adutora da Bacia Leiteira, sendo que R$ 8 milhões serão liberados imediatamente. No total a obra conta com um investimento de R$ 114 milhões, o maior já obtido para um sistema de abastecimento de água em Alagoas. A primeira etapa da adutora está com 85% dos serviços concluídos. Agora, o início dos trabalhos prevê a construção de 14 novos reservatórios, que vão atender a 18 municípios e uma população estimada em 240 mil pessoas.

Adutora ganha recursos 2

             Esta segunda etapa da obra da Adutora já está licitada e contratada, e somente falta a assinatura da ordem de serviço, garantida pelo governador Renan Filho para os próximos dias. Entre os municípios atendidos, os considerados menores como Cacimbinhas, aumentarão a capacidade de armazenamento, em alguns casos, de 75 mil litros para 250 mil litros. Já os maiores, como Santana de Ipanema e Olho D’Água das Flores dobrarão a capacidade de um milhão de litros para 2 milhões. Em Olho D’Água também será construída uma Estação de Tratamento de Água.

Cannabis nas farmácias

            A Lei da Maconha atinge a sua plenitude após quatro anos aprovada pelo Congresso. Do Uruguai. No último dia 2, as farmácias foram autorizadas a comercializar da droga, dentro de um rígido esquema de controle do Estado. Já operam no país os chamados “clubes do cultivo” com cerca de seis mil associados. O porte pequeno da erva já foi liberado. Agora a venda nas farmácias autorizadas conclui o processo, mas os interessados devem fazer sua inscrição. Deve ser uruguaio, maior de 18 anos de somente pode adquirir 40 gramas por mês (10 por semana) com um custo de US$ 1,30 o grama. O delivery é proibido.

Cannabis nas farmácias 2

            Mesmo com toda a controvérsia para sua aprovação, a Lei da Maconha mostrou que a legalização é bem mais eficiente que a repressão ao tráfico. Com fazendas de produção sob controle do Estado, comercialização e monitoramento dos usuários, o Governo praticamente liquida com o produtor e com o traficante. Das 1.200 farmácias do país, 30 se apresentaram no primeiro dia para comercializar a erva. A questão da segurança ainda é o ponto mais discutível do processo, mas a lei aos poucos vai conquistando os adeptos no país.

 

 

  • A Comissão Especial de Inquérito (CEI) criada pela Câmara Municipal de Maceió para apurar denúncias de cartelização nos preços dos combustíveis da capital alagoana, pretende ouvir o Sindicato do Comércio Varejista dos Derivados do Petróleo de Alagoas (Sindicombustíveis-AL).
  • A data para os esclarecimentos, será definida na reunião de hoje, segundo o presidente da Comissão, vereador José Márcio Filho (PSDB).
  • Um levantamento preliminar, feito junto aos postos de combustíveis de Maceió, mostram que o preço da gasolina e do etanol, estão praticamente tabelados, com 99% dos estabelecimentos cobrando os mesmos valores.
  • Também serão convocados para participar das discussões a Secretaria de Estado da Fazenda, Procon, Ordem dos Advogados do Brasil e Ministério Público Estadual.
  • A Comissão é formada ainda pelo vereador Luciano Marinho (PTN) como vice-presidente, Samyr Malta (PSDC) como Secretário, e Silvânio Barbosa (PMDB) como relator. Os demais membros são Silvânia Barbosa (PRB), Lobão (PR) e Francisco Sales (PPL).