Blog do Dresch

21 de abril de 2017

Os mundos do poeta impossível

os mundos do poeta impossivel 600x300 c - Os mundos do poeta impossível

            Dentro das comemorações pelos 200 anos de Emancipação de Alagoas, a cada mês, um filho ilustre será homenageado pelo Governo do Estado. Agora em Abril, o escolhido é o poeta, escritor, médico, artista plástico, tradutor e romancista, Jorge de Lima. Nestes dias 24 e 25 acontecerão as principais homenagens em União dos Palmares (terra natal) e em Maceió, com encontros, palestras e exposições sobre as mais diversas atividades deste grande intelectual alagoano. A homenagem foi batizada pela comissão especial do bicentenário de “Os mundos do poeta impossível”.

Os mundos do poeta 2

           A escolha de Jorge de Lima para ser um dos homenageados das comemorações do bicentenário de emancipação foi inquestionável, justificou o secretário-chefe do Gabinete Civil, Fábio Farias. “O legado de Jorge de Lima é imprescindível para reforçar os avanços, a história e a cultura da nossa gente, e ele não poderia ficar de fora das comemorações dos 200 anos” disse Farias. O curador do projeto, o jornalista e poeta Claufe Rodrigues, da Globonews, profundo conhecedor da obra de Jorge de Lima gravará um programa de literatura sobre o poeta alagoano a ser exibido em rede nacional.

Nova lei da migração

              O Senado Federal aprovou esta semana a nova Lei da Migração, que estabelece os direitos e deveres do imigrante e do visitante, regula sua entrada e estada no país e estabelece princípios e diretrizes sobre as políticas públicas para os grupos. A lei garante a condição de igualdade do imigrante com os nacionais, a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade e ainda o acesso aos serviços públicos de saúde e de educação, assim como a documentação para o mercado de trabalho e direito à Previdência Social. Também permite exercer cargo ou função pública, desde que regulamentada por um edital. Por outro lado a lei tipifica como crime a ação de traficantes que promovem a entrada ilegal de estrangeiros em território nacional, caracterizando o tráfico de pessoas e estabelece as penas de prisão e multa agravada se houver violência. A lei deve ser sancionada nos próximos dias.

 

Nova lei da migração

              O Senado Federal aprovou esta semana a nova Lei da Migração, que estabelece os direitos e deveres do imigrante e do visitante, regula sua entrada e estada no país e estabelece princípios e diretrizes sobre as políticas públicas para os grupos. A lei garante a condição de igualdade do imigrante com os nacionais, a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade e ainda o acesso aos serviços públicos de saúde e de educação, assim como a documentação para o mercado de trabalho e direito à Previdência Social. Também permite exercer cargo ou função pública, desde que regulamentada por um edital. Por outro lado a lei tipifica como crime a ação de traficantes que promovem a entrada ilegal de estrangeiros em território nacional, caracterizando o tráfico de pessoas e estabelece as penas de prisão e multa agravada se houver violência. A lei deve ser sancionada nos próximos dias.

 

Cai o preço do feijão

           De acordo com o Boletim Econômico, publicação vinculada ao Banco do Nordeste, que analisa dados do mercado e de pesquisa do Dieese, o feijão apresentou uma variação negativa de preço mais relevante da região Nordeste. Segundo a publicação o grão somente não baixou de preço em Aracaju e Salvador. Mas aqui em Maceió a redução chegou a 35%. Na região, a queda acumulada nos últimos nove meses já é de 56%. Ainda segundo o Boletim, este mesmo feijão aumentou 154% entre 2015 e 2016.

Semana indígena

                Cerca de 4 mil índios de dez etnias diferentes participaram esta semana, em São Félix do Xingu, no Pará, da Semana dos Povos Indígenas. O evento buscou resgatar a identidade dos povos indígenas da Amazônia e o fortalecimento da luta pela continuidade de seus costumes. Participaram as etnias Caiapó, Tembé, Gavião, Waiwai, Kuxuyana, Kikrion, Guajajara, Parakanã, Suruí e Munduruku. Também discutiram políticas públicas e disputaram de atividades culturais, sociais e esportivas.

A propina do Maracanã

             O maior templo do futebol brasileiro não ia escapar do processo de rapinagem instituído nas obras urbanas dos últimos anos. Para a reforma do estádio visando a Copa do Mundo, a Odebrecht pagou R$ 7,3 milhões em propinas para fraudar a licitação para as obras de reforma. O montante foi destinado ao então governador Sérgio Cabral (hoje preso), secretários de estado e conselheiros do Tribunal de Contas do Estado. E a corrupção só não foi maior por causa do descumprimento de alguns acordos, já em função da Lava Jato.

A propina do Maracanã 2

               Segundo o delator Benedicto Barbosa da Silva Júnior, responsável pelo departamento de propinas da empresa, foram pagos ao governador Sérgio Cabral R$ 6,3 milhões. Para o presidente do Tribunal de Contas, Jonas Lopes recebeu R$ 1 milhão. O valor acertado com o Tribunal de Contas era de R$ 4 milhões, que corresponde a 1% do valor da obra. Com a deflagração da Lava Jato, apenas uma parcela teria sido paga, no dia 17 de Março de 1984. Mesmo assim os conselheiros do TCE pressionaram a Odebrecht pelo pagamento das demais parcelas, o que não foi feito por causa do alcance da operação da Polícia Federal.

 

  • A Prefeitura de Maceió pretende encaminhar à Câmara Municipal vários projetos de lei, propondo alterações em nomes de logradouros e prédios públicos batizados com nomes de pessoas vivas.
  • A decisão atende à determinação legal, com base em uma ação do Ministério Público Estadual.
  • Assim mudarão de nome alguns locais bem conhecidos do maceioense como Viaduto João Lyra (a sugestão é que mude para Viaduto Jorge de Lima). O Viaduto Washington Luís poderá se chamar Nise da Silveira.
  • A Avenida Márcio Canuto pode mudar para Avenida jornalista Waldemir Rodrigues. Avenida Milton Hênio poderá ser Avenida Jofre Soares. A Avenida Carlos Lyra, pode vir a ser chamada de Avenida Mestre Verdelinho.
  • O Ginásio Arivaldo Maia, poderá se chamar Ginásio Jurandir Costa.
  • Várias outras modificações estão sendo sugeridas pela Prefeitura, para atender o que a lei determina, finalmente.