Roberto Baia

2 de abril de 2017

Febre Amarela

febre amarela 600x300 c - Febre Amarela

Após três dias da Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas (Sesau) divulgar que um sagui encontrado morto em Maceió tinha o vírus da febre amarela, o secretário da Saúde, Christian Teixeira convocou a imprensa na última sexta-feira (31) para informar que novos exames descartaram a presença do vírus no animal.

 

Sem o virus

De acordo com o comunicado do secretário , dos três exames realizados, apenas um deu positivo. “Diante dos exames e argumentos do Ministério da Saúde, está descartado que o macaco morreu por febre amarela. O teste é feito em três técnicas. A primeira o resultado foi positivo. As duas últimas deram negativo. Com isso, fica descartada [a morte pelo vírus]”, afirmou o secretário da Saúde, Christian Teixeira.

 

Contraprova

Mesmo com a Sesau dando como descartada a presença do vírus, um quarto exame será realizado. “Estamos fazendo um quarto exame, que é a contraprova, só para tirar dúvidas”, disse o secretário.

 

 

Balneabilidade 1

O Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA-AL) divulgou, na última sexta-feira (31), o relatório de balneabilidade de praias e rios de Alagoas. Nesta semana, dos 63 pontos monitorados, 58 estão considerados próprios para o banho.

Balneabilidade  2

O documento é produzido pelo Laboratório de Estudos Ambientais, com base no que determina a resolução nº 274 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama). As coletas foram realizadas nos dias 28 e 29 março, quando não houve incidência de chuvas em nenhuma das regiões. No Litoral Sul, dos 21 trechos monitorados, dois estão impróprios. Um desses pontos não recomendados fica no rio Niquim e o outro no rio São Francisco.