Blog do Dresch

1 de Abril de 2017

Ministro ameaça demissões nos Correios

                A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) terá de fazer “cortes radicais” de gastos para evitar a privatização. A ameaça veio do próprio ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab. Ele salientou para o prejuízo de quase R$ 2 bilhões que a empresa teve ano passado, e garantiu que o governo Temer não vai socorrer financeiramente a estatal. Aliás, o processo de privatização vem sendo defendido pelo governo Temer desde o inicio. O ministro Kassab foi mais longe: “Não haverá injeção de recursos do governo nos Correios. Isso é uma definição de governo que conta com nosso apoio”.

Pesquisas sobre doenças

                   As doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti (dengue, zika e chikungunya) terão R$ 10 milhões para pesquisas, segundo anúncio feito pelo Ministério da Saúde. Do total, R$ 6 milhões serão destinados à criação de um banco nacional de amostras biológicas relacionadas a essas doenças, como sague, urina e saliva. O banco servirá de suporte aos pesquisadores permitindo que análises futuras possam ser realizadas com a ajuda dessas amostras. A estruturação do banco deve iniciar ainda este ano. Também serão definidas prioridades para pesquisas específicas relacionadas à chikungunya, com um estudo de abrangência nacional, e será dado um auxílio a pesquisadores na publicação de artigos de grande impacto relacionados às arboviroses. Segundo o Ministério da Saúde, no total, o governo federal já investiu mais de R$ 250 milhões no financiamento de pesquisas relacionadas às três doenças causadas pelo Aedes aegypti.


Água Branca na rota do turismo

               O mais recente Mapa do Turismo Brasileiro, incluiu a cidade sertaneja de Água Branca como integrante da lista elaborada pelo Ministério do Turismo, para servir como base de orientação para melhor direcionar políticas e verbas públicas para áreas com potencial turístico. Agora são 28 municípios de Alagoas que aparecem no Mapa, e que atenderam aos critérios estabelecidos pelo Ministério. Cada município deve dispor de um órgão específico para o desenvolvimento das atividades turísticas, uma Lei Orçamentária com recursos voltados ao turismo, além de um Termo de Compromisso por parte da Prefeitura.

Água Branca na rota do turismo 2

               Os 28 municípios que atenderam ás exigências do Ministério, e apresentaram a documentação foram Água Branca, Delmiro Gouveia, Arapiraca, Barra de São Miguel, Cajueiro, Coruripe, Penedo, Feliz Deserto, Japaratinga, Maceió, Mar Vermelho, Maragogi, Marechal Deodoro, Murici, Olho D’Água do Casado, Palmeira dos Índios, Pão de Açúcar, Paripueira, Passo de Camaragibe, Piaçabuçu, Pilar, Piranhas, Porto Calvo, Porto de Pedras, São José da Lage, São Miguel dos Milagres, União dos Palmares e Viçosa. Estas cidades fazem parte das regiões turísticas de Alagoas: Agreste, Costa dos Corais, Lagoas e Mares do Sul, Metropolitana, Quilombo e Caminhos do São Francisco.

Sem Terra e Carne Fraca

             O Movimento dos Sem Terra (MST) divulgou nota pública expressando sua opinião sobre a Operação Carne Fraca, e, como era de se esperar atacou “o conluio entre a mídia e o governo golpista para escamotear o processo de corrupção entre as empresas do agronegócio e os fiscais do Ministério da Agricultura”. Para o MST, a Operação da Polícia Federal “serve como argumento para reafirmar as contradições do modelo do agronegócio, principalmente em relação à saúde humana e à destruição ambiental”. O Movimento defende ainda a responsabilização e punição das empresas envolvidas no processo.

MPF coloca PP na mira

                   O Ministério Público Federal (MPF) ajuizou uma ação civil pública contra o Partido Progressista (PP) por improbidade administrativa. Além da legenda o pedido também inclui dez políticos da sigla e um ex-assessor parlamentar. O MPF pede o pagamento de mais de R$ 2 bilhões, a suspensão dos direitos políticos dos acusados e perda dos direitos de contagem e fruição da aposentadoria pelo Regime Especial. Os procuradores também querem a perda dos cargos dos que cumprem mandato. Os esquemas de propina detectados pela Lava Jato envolvem contratos da Petrobrás, entre 2004 e 2014, e com a Braskem entre 2006 e 2012.

MPF coloca PP na mira 2

                   Além da sigla, a Lava Jato colocou na mira os deputados federais Nelson Meurer (PR), Mário Negromonte Júnior (BA), Arthur Lira (AL), Otávio Germano (RS), Luiz Fernando Faria (MG) e Roberto Brito (BA) e os ex-deputados federais Pedro Corrêa (PE), Pedro Henry (TO), João Pizzolati (SC), Mário Negromonte (BA) e de João Genu, ex- assessor do falecido deputado José Janene. Em nota, o PP informou que “todas as doações recebidas foram legais e devidamente declaradas e aprovadas pela Justiça Eleitoral, e que não compactua com condutas ilícitas e confia na Justiça para que os fatos sejam esclarecidos”.

 

  • Começa nesta segunda (3) mais uma campanha de vacinação antirrábica em todo o estado. Ela se estenderá até o dia 13 e garantirá a imunização dos animais vacinados por um ano.
  • De acordo com o setor de Vetores, Zoonoses Ambientais da Secretaria da Saúde, a campanha tem a meta de imunizar 366.141 cães e 167.211 gatos.
  • Técnicos das 102 Secretarias Municipais de Saúde foram treinados pela equipe da Secretaria Estadual sobre os procedimentos que devem ser adotados durante a campanha.
  • O chamado “Dia D” da campanha será no dia 8 de Abril, segundo o coordenador da campanha, Eduardo Silva. Ele faz um apelo aos proprietários de animais que realizaram a imunização na última campanha par que assegurem a nova dose para os mesmos.
  • A vacina deve ser aplicada nos animais domésticos a partir de dois meses de vida, e não existe contra indicação a aplicação, exceto se o animal estiver debilitado por diarreia ou vômitos frequentes.