Edmilson Teixeira

29 de Março de 2017

São Miguel dos Milagres

Taxistas que fazem transporte lotação em São Miguel dos Milagres estão na bronca contra o prefeito Bureco Ataíde (PSD). Alegam que o gestor vem fazendo politicagem para não renovar o alvará de alguns profissionais do volante, sobretudo os que foram contra ele na eleição. “É um absurdo o que está acontecendo por aqui” reclama o vice-presidente da Associação dos Taxistas, Givaldo Cirilo Filho, que depois de 15 anos atuando no ramo, deparou agora com uma situação desta natureza, onde também é vítima da nova “regra” municipal.

Justiça

Givaldo Cirilo Filho disse ainda, que cerca de 30 taxistas estão sendo prejudicados com  tal manobra política adotada agora pelo novo prefeito. “Estamos se mobilizando para levar o caso a Justiça, possivelmente ainda esta semana; porque o que está em jogo são pais de famílias que vivem absolutamente desse ramo, cuja situação não anda muito boa, por conta da concorrência e a crise que estamos enfrentando. Na verdade, temos hoje 55 taxistas cadastrados e a luta por aqui é muito grande para sobreviver” lamentou Givaldo. 

 Defesa

Em contato com o prefeito Bureco, ele afirmou a nossa reportagem que realmente vai rever muitos alvarás de taxistas, porque o prefeito passado, o Draga teria feito o maior festival de entrega de alvarás para fazer média com muita gente. “Designei o nosso procurador do município, a fim de que ele reveja todos os alvarás, visto que hoje temos mais de 50 praças circulando na cidade; um exagero de coisa. Porém o nosso plano é realmente cortar os mais recentes, sobretudo os que foram beneficiados pela “farra” do ex-prefeito Draga”, comentou Bureco. 

Poço das Trincheiras

Há 12 anos, o Alto do Tamanduá no município de Poço das Trincheiras, no médio sertão de Alagoas, foi certificado como comunidade quilombola pela Fundação Cultural Palmares/Ministério da Cultura. Seus moradores hoje vivenciam uma grande conquista social e de valorização para a agricultura familiar. O Iteral tem dado suporte com orientação técnica, a fim que as famílias possam  plantar a palma, milho, feijão e até o algodão.

Poço das Trincheiras

É que apesar da intensa estiagem e as dificuldades financeiras, 30 famílias quilombolas credenciadas no Programa Nacional de Crédito Fundiário conseguiram quitar a dívida do crédito rural junto ao Banco do Nordeste e terão a titulação das terras. Em Alagoas, o programa é coordenado pelo Iteral que garante a assistência técnica e extensão rural. 

Valorização

O Governo de Alagoas está preparando um convênio entre Emater e o Iteral, a fim de ampliar a assistência técnica no Estado, atendendo prioritariamente aos pequenos agricultores, quilombolas e indígenas, além de contribuir para o escoamento da produção agrícola nos municípios.

Pilar

“Prato Cheio” é o novo programa que a Prefeitura do Pilar lançou agora. A meta é atender diariamente cerca de 250 famílias que vivem em situação de extrema pobreza.

Com um cardápio variado de sopas, pães, canja e arroz doce, o programa, inicialmente, conta com famílias cadastradas que recebem a alimentação e que os filhos têm que estar devidamente matriculados nas escolas.

 

Planos

 

De acordo com o prefeito de Pilar, Renato Filho, a ideia é de que em breve, o projeto possa atender mais de duas mil famílias. “Há um cardápio montado todos os dias e que serão identificados para que as famílias peguem a alimentação diferenciada, onde é produzida manualmente na secretaria de Assistência”, destacou o gestor.

 

 

 

 

Anadia

A Prefeitura de Anadia está reivindicando ao governo alagoano a perfuração de poços artesianos, a fim de suprir a carência de água  na região. Apontamos 12 áreas do município que sofrem com a crise hídrica. “A construção de novos poços representará um avanço para a problemática de água existente em várias localidades, contribuindo para amenizar os problemas enfrentados pelos anadienses”, narrou na Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, o prefeito Celino Rocha

 

Arapiraca

 

Em Arapiraca a Câmara de Dirigentes Lojistas está oferecendo a oportunidade para os comerciantes adquirirem a prática de se comunicar por meio de Libras, a Língua Brasileira de Sinais. A capacitação para colaboradores e associados será extensiva também ao público (conforme disponibilidade de vagas). A duração do curso é de 20 horas. Na verdade a meta garantir praticidade   no atendimento com as pessoas mudas e surdas.  

 

 

Penedo

Com o objetivo de consumidores renegociarem dívidas e obter nova oferta de crédito no mercado, foi lançada ontem em Penedo a campanha ‘Nome Limpo, Nome Bom’. Até o dia 28 de abril, os consumidores inadimplentes da cidade ribeirinha e região, poderão quitar suas dívidas e recuperar o crédito perdido no comércio.

 

Coite do Noia

O abastecimento de água contínuo e diário, à disposição dos moradores do Sítio Alagoinhas e demais localidades da zona rural do município de Coité do Nóia, no Agreste alagoano, passou a ser uma realidade. Na manhã da última sexta-feira, o governador Renan Filho entregou sete poços artesianos perfurados pelo programa emergencial que está atendendo às cidades em situação de emergencial devido à seca.