Blog do Dresch

29 de março de 2017

Crédito para uma comunidade quilombola

credito para uma comunidade quilombola 600x300 c - Crédito para uma comunidade quilombola

                   Cerca de 100 famílias residentes no Povoado Cajá dos Negros, em Batalha, foram beneficiadas com um crédito cedido pela Agência de Desenvolvimento de Alagoas, a Desenvolve. Os recursos foram liberados pelo governador Renan Filho e pelo presidente da Desenvolve, Rafael Brito, e serão aplicados na compra de insumos, ampliação da produção e na melhoria do estoque dos produtos. Segundo Brito “a liberação destes recursos permite aos moradores melhorarem suas colheitas e sua produção e terem condições de vida mais dignas”. Os moradores de Cajá dos Negros descendem de grupos quilombolas e mantém seus costumes e sua cultura na região do Agreste alagoano.

 

  Nova paralisação geral

                   As centrais sindicais escolheram o dia 28 de Abril como data para mais um protesto contra a reforma da Previdência e as mudanças na legislação trabalhista incluindo o projeto de terceirização aprovado pela Câmara dos Deputados. A decisão foi tomada em uma reunião que teve a participação da União Geral dos Trabalhadores (UGT), da CTB, CSB, Nova Central, Força Sindical, CUT, Intersindical, a CSP-Conlutas e a CGTB. O último movimento aconteceu no dia 15 de Março e contou com o reforço do MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra) e do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) sendo que as manifestações aconteceram em diversas cidades do país, contra a reforma da Previdência e contra o governo Temer. Em nota divulgada de forma conjunta, as centrais convocam os trabalhadores para protestar contra a retirada dos direitos trabalhistas e contra o desmonte da Previdência. O objetivo das centrais é aglutinar o maior número de pessoas e realizar um protesto para parar o país.


Efeito da Carne Fraca

                   A Operação Carne Fraca, da Polícia Federal poderá produzir efeitos positivos, a médio e a longo prazo, no agronegócio do país. A opinião é do presidente da Sociedade Rural Brasileira (SRB), Marcelo Weyland Barbosa Vieira, que assumiu a presidência na última segunda feira. Ele disse não acreditar que a imagem negativa ocasionada pela ação da PF na indústria da carne possa contaminar outros setores rurais. “No inicio o impacto parecia muito preocupante. Mas agora já é possível avaliar que a médio prazo o resultado é positivo, porque o consumidor brasileiro passou a se interessar mais por toda a cadeia de controle sanitário e está vendo como é bem estruturada” disse o presidente.

Efeito da Carne Fraca 2

                   Ainda de acordo com o presidente da SRB “apesar dos problemas iniciais relacionados às suspensões de compra do produto brasileiro por alguns países, o valor deste produto rapidamente vai voltar a seu patamar original”. Ainda segundo Marcelo Vieira “como em todo o mercado de commodities, sacudido por fatores extraordinários, as oscilações são rápidas, que são corrigidas rapidamente. Voltaremos a ter preços definidos pela oferta e demanda do produto, e já estamos vendo isso no curto prazo” defendeu o presidente da entidade ruralista.

Vem aumento por aí

             O governo Temer parece já ter decidido: aumentará a carga tributária pra compensar o rombo nas contas públicas neste ano. O Ministro Henrique Meirelles, da Fazenda revelou que a possibilidade “é muito grande” e boa parte do empresariado nacional não duvida que o aumento de impostos é apenas uma questão de tempo. O aumento servirá para atingir a meta fiscal de déficit primário de R$ 139 bilhões, estabelecida na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Segundo Meirelles, caso não haja o aumento de tributos, o contingenciamento final ficará entre R$ 42 bilhões e R$ 44 bilhões.

Vem aumento por aí 2

              Outro fator que esta forçando o aumento de impostos é a revisão do Produto Interno Bruto (PIB), que estava estimado em crescer 1,6% em 2017, mas por causa do baixo desempenho da economia, o governo reduziu a projeção para 0,5%. O governo também acabou reduzindo as receitas em R$ 54,8 bilhões. Também teve de rever, para cima, gastos obrigatórios com os benefícios da Lei Orgânica da Assistência Social, créditos extraordinários, fundos de desenvolvimento, subsídios, transferências e multas da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

 Censo Escolar 2017

                   Os dados da educação básica nas escolas deverão ser enviados ao Censo Escolar, até o final do mês de Julho, através do sistema Educacenso, via internet. O calendário foi publicado no Diário Oficial da União, na segunda (27). O envio dos dados ficará sob a responsabilidade dos diretores, responsáveis pela escola ou pelo sistema educacional. O Inep enviará os dados preliminares ao Ministério da Educação para publicação no D.O. até 17 de Agosto. Depois disso, as informações ficarão disponíveis para conferência dos gestores municipais e estaduais.

 

 

  • Com profundo pesar recebemos a notícia da morte do médico e pesquisador Sérgio da Hora Farias. Dedicado profissional, estudou e se entregou à pesquisa sobre os radicais livres e sua ação no organismo.
  • Alagoas perde um profissional do bem, que tratou e curou muitos alagoanos, sempre com bom humor, otimismo e seriedade no trato das suas atividades.
  • Geriatra reconhecido em todo o país pelo seu trabalho de pesquisa, Sérgio da Hora Farias elevava o nome de Alagoas em palestras, cursos e trabalhos que realizava em universidades e centros de pesquisa em todo o território nacional.
  • Sua dedicação e seu conhecimento o levaram a ser homenageado no Brasil e no exterior.
  • Seu falecimento precoce na Santa Casa de Misericórdia deixa uma lacuna na geriatria brasileira e entre os homens de bem de Alagoas.