Blog do Dresch

11 de março de 2017

Folha homenageia Aldo Ivo

folha homenageia aldo ivo 600x300 c - Folha homenageia Aldo Ivo

                   Acontece hoje (Sábado, 11), na Igreja dos Capuchinhos, no Farol, ás 18h, a missa de sétimo dia em memória do companheiro jornalista José Aldo Ivo, que faleceu esta semana aos 84 anos. Na edição de ontem, a Folha de São Paulo registrou a importância do jornalista para a crônica esportiva alagoana e para a classe jornalística em geral. A matéria cita a idolatria pelo Botafogo, do Rio de Janeiro e conta a história de que ao jogar em Maceió em 1976, sabendo que o então governador Divaldo Suruagy era botafoguense, a equipe carioca autografou uma bandeira e doou ao governador. Este, ao receber o presente, disse que conhecia só uma pessoa mais botafoguense que ele, e repassou a bandeira para Aldo Ivo. Foi esta bandeira que envolveu o seu caixão.

Viúvas acionam a Chapecoense

                   Pelo menos cinco viúvas de jogadores da Chapecoense, que morreram no acidente aéreo na Colômbia, em Novembro de 2016, estão acionando o clube catarinense na justiça, na busca por direitos referentes a premiações e direitos de imagens dos atletas.  A primeira ação foi movida por Valdécia Borges de Morais Paiva, viúva do volante Gil. Seguiram o seu exemplo as mulheres dos atacantes Bruno Rangel, Canela, Ananias e do lateral Gimenez As petições estão sedo conduzidas por um escritório de advocacia de São Paulo. Após o acidente, que matou 71 pessoas, entre as quais 19 jogadores, a Chapecoense fez pagamento de verbas rescisórias e seguros, parando por aí. A argumentação das viúvas é que os atletas morreram em traslado sob responsabilidade da Chapecoense, o que caracterizaria acidente de trabalho. O clube contesta essa argumentação. As viúvas estão se organizando através de grupo do Watsapp para se ajudarem. O número de viúvas interessadas em acionar o clube deve aumentar.

 

Contra a Justiça do Trabalho

              O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) defendeu esta semana uma proposta bem mais radical na Justiça do Trabalho, que para o parlamentar “não deveria nem mesmo existir”. O Governo Michel Temer encaminhou uma proposta de mudanças na Justiça trabalhista, mas que foi considerada “tímida” por Maia. Para ele a Câmara deve ir bem mais além, mesmo eu isso possa até desagradar o presidente Michel Temer.  “A relação entre patrão e empregado tem excesso de regras que atrapalham a relação” disse o deputado.

Contra a Justiça do Trabalho 2

             Rodrigo Maia insistiu que a Câmara precisa avançar, “porque esse processo de proteção do trabalhador na verdade só gerou desemprego, insegurança e dificuldades para os empregos brasileiros”. Ainda segundo o presidente da Câmara, algumas decisões de juízes trabalhistas acabaram quebrando o sistema de bares, restaurantes e hotéis do Rio de Janeiro. “A quebradeira do setor de alimentos foi irresponsabilidade da Justiça do Trabalho, que não deveria nem existir” repetiu.

A favor da Justiça do Trabalho

                   As declarações do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, caíram como uma bomba na Justiça do Trabalho. As manifestações de repúdio vieram de todos os cantos do país “Repudiando tais declarações, consideradas grosseiras, arbitrárias e atentando contra a elevada função institucional” conforme nota emitida pela Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 1ª Região (Rio de Janeiro). Segundo o documento “os Magistrados Trabalhistas cumprem muito bem seu papel institucional de zelar pelo estrito cumprimento da legislação especialmente a trabalhista”.

O roubo das jiboias

              Uma jiboia muito rara, conhecida como “arco-íris” foi roubada recentemente do Museu da Amazônia (Musa) em Manaus, mais precisamente do seu laboratório. Ela foi levada juntamente com outra espécie mais comum. As duas não são peçonhentas e por certo os ladrões sabiam disso.  O roubo só foi descoberto no dia seguinte e os criminosos até agora não foram identificados. As cobras ficam em uma sala trancada e são expostas aos visitantes, acompanhados de monitores. Em um intervalo, dois elementos quebraram a janela, invadiram o local e roubaram as cobras disse o diretor do Museu, Roberto Moraes.

O roubo das jiboias 2

                O Musa fez um Boletim de Ocorrência sobre o roubo e denunciou o caso como sendo tráfico ambiental e de animais. As cobras são de propriedade da Fundação de Medicina Tropical. Estão sob o cuidado do Musa sendo utilizados diariamente para aulas de educação ambiental, junto a alunos da rede pública de ensino de Manaus. São 22 exemplares de cobras peçonhentas e não peçonhentas que ficam em um laboratório experimental. Um ato como este (o roubo) entristece a todos, porque é uma coisa muito grave que se pratica contra o meio ambiente, definiu Moraes.

 

  • A Secretaria de Estado da Fazenda lembra aos servidores públicos estaduais que ainda não fizeram a atualização cadastral, que o prazo termina na próxima quarta feira, dia 15.
  • Os servidores do Estado ativos, inativos e pensionistas devem realizar a atualização para evitar a suspensão do salário, conforme portaria publicada no Diário Oficial do Estado em 31 de Janeiro de 2017.
  • O procedimento deve ser agendado junto à Caixa Econômica Federal, e ser realizado de forma presencial, munido dos originais de um documento de identificação com foto, CPF, comprovante de residência com CEP válido, além de contracheque ou documento que contenha o número da matrícula e o número de ordem.
  • Neste Sábado (11) o Estado efetuou a liberação da segunda faixa salarial dos servidores públicos estaduais, para aqueles que recebem vencimentos acima de R$ 2.340,00. Desta forma o governo quita o mês de Fevereiro com todos os funcionários públicos.