Roberto Baia

3 de março de 2017

Um novo empreendedor

um novo empreendedor 600x300 c - Um novo empreendedor

Um dos mais conceituados médicos de Alagoas, obstetra e ginecologista Ulisses Pereira (ler também Hospital Regional), irá se lançar em um novo e pioneiro empreendimento no setor da saúde em Arapiraca.

Ao lado dos colegas de profissão, Celso Marcos, Cleildo Oliveira e Cristiano Vital , ele irá abrir a policlínica LabMais e ClinMais, para atendimento e prestação de serviços a preços populares. A ideia, segundo eles, é investir em qualidade com humanização. Quem conhece a equipe já sabe que o sucesso é garantido.

 

Live no mercado

A jornalista Mônica Nunes investe em trabalho e boas ideias em seu novo negócio. A Live Comunicação e Marketing, que ela abriu com o colega de profissão Igor Castro, se lança no mercado e já promete mudar alguns conceitos antigos. A ideia da dupla é fazer com que os clientes tenham assessoria pesada também no relacionamento  com a imprensa, facilitando o acesso e a comunicação com os veículos de mídia. A ideia é nova por aqui e já tem gente adotando!

Boa sorte!

 

“Prefeito caloteiro”

E, em Arapiraca, os professores e servidores de outros segmentos profissionais gritaram em couro, ontem à tarde, pelas ruas do Centro da Cidade: “Prefeito Rogério, pague o nosso salário”.

Teófilo, até o momento, vem dando um calote homérico nos incautos servidores. Ele tem ensaiado algumas negociações com a CEF, mas os professores afirmam que ele não quer pagar o mês de dezembro último e diz, com todas as letras, que esse “débito” é da gestão anterior.

Pode uma coisas dessas???!!!

 

Fechou escolas

Em tempo: o prefeito e educador Rogério Teófilo, que faz questão de afirmar que é professor da Uneal, é o mesmo que foi responsável pelo fechamento de duas escolas do CNEC, uma na capital alagoana e outra em Delmiro Gouveia, no Sertão das Alagoas.

Deixou professores e alunos simplesmente chupando dedo.

 

Bom coração

Dizem às más língua que ele só não fechou o Colégio Cenecista Nossa Senhora do Bom Conselho em respeito ao pai, o educador Moacir Teófilo.

Pelo menos, mostra, em se tratando de família, que tem um bom coração.

 

Festa no Sertão

Com a Assessoria de Comunicação: Nesta sexta-feira, 3 de março, a cidade de Pão de Açúcar comemora 163 anos de emancipação política. A prefeitura preparou uma programação especial para homenagear a terra de Jaciobá, onde este colunista teve o privilégio de nascer.

 

Filhos ilustres

Nesta data, a cidade se orgulha e lembra seus filhos ilustres, a exemplo do historiador Moreno Brandão, os índios Uramaris, que são os responsáveis pelo primeiro nome da cidade – Jaciobá, que em guarani significa Espelho da Lua -. Várias autoridades nasceram em Pão de Açúcar e hoje são referências para Alagoas e para o mundo.

 

Programação especial

Em comemoração a data haverá uma vasta programação, contendo entre elas a reinauguração da Unidade Municipal de Ensino Bráulio Cavalcante, que foi revitalizada, o hasteamento das bandeiras Nacional, Estadual e Municipal, uma missa celebrada na Igreja Sagrado Coração de Jesus, e a Feira Agrária, que estará na cidade nos dias 3 e 4, comercializando alimentos com baixo custo e sem agrotóxicos, além do show da banda local Nukomando, e outras atividades que estão sendo preparadas pela gestão através da Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Esporte.

O prefeito Flavinho Almeida e seu vice, Clayton Farias, participarão de todas as atividades.

 

Técnico ou prefeito?

 

A nota é da coluna Labafero, do Cada Minuto:

O prefeito Júlio Cezar, de Palmeira dos Índios, resolveu dar sua opinião sobre o time da cidade, o CSE, logo após a derrota para o Sete de Setembro por 1 x 2.

“Amanhã, a metade destes jogadores devem ir embora, eles não são dignos de vestirem a camisa do CSE”, disse o prefeito em entrevista a Rádio Sampaio.

Após a declaração, o prefeito foi mais elogiado do que criticado.

Daí, acrescentamos: técnico, prefeito ou dono do time?

 

Contra o calote

E, em Arapiraca, os professores e servidores e outros segmentos profissionais gritaram em couro, ontem à tarde, pelas ruas do Centro da Cidade: “Prefeito Rogério, pague o nosso salário”.

Teófilo, até o momento, vem dando um calote homérico nos incautos servidores. Ele quer pagar o mês de dezembro último e afirma, com todas as letras, que esse “débito” é da gestão anterior.

Pode uma coisas dessas???!!!

 

 

… Arapiraca, seguramente, nunca teve um bom carnaval, a não ser pelo movimento de foliões que em protesto contra a “decisão” de gestores optaram por brincar a Folia de Momo em clubes Sociais como Fumicultores e AABB.

 

…. Mas não custava nada, o atual prefeito, que se diz educador e homem público ligado à cultura, trabalhasse com parceiros para proporcionar um carnaval decente para o povo arapiraquense.

 

… Rogério Teófilo, para surpresa de muitos, fez e faz o mesmo jogo dos seus colegas que passaram pela Prefeitura, que preferiram se apegar a “crença” de uma eterna Arapiraca sem carnaval, cruzar os braços e curtir a festança em outros rincões desse Brasil Varonil.