Edmilson Teixeira

15 de Fevereiro de 2017

Nilton Oliveira

fez 18 anos que um dos maiores nomes do jornalismo alagoano, nas décadas de 60, 70, 80 e 90, Nilton de Oliveira, faleceu. Oliveira foi fundador de vários jornais, em Alagoas e até no Norte do País. Por aqui comandou: O Repórter Semanal (com Assis Chateaubriand), O Repórter, O Espaço e O Diário, o segundo então maior do Estado. Além disso, criou em Roraima, O Jornal de Roraima, que chegou a ser o mais lido naquele Estado. Nilton de Oliveira trabalhou com os ex-governadores, Guilherme Palmeira e Divaldo Suruagy, um talento que se foi aos 59 anos de idade, mas que elevou e muito o nome de Alagoas, por onde passou.   

Porto de Pedras

O maior desafio do prefeito Henrique Vilela (PSDB) é o de tirar o município da relação negativa do CAUC. Entende que fora isso, fica difícil investir firme no Turismo sem a participação financeira do governo federal. “Estamos engessados por enquanto; porém, o nosso propósito é de incrementar firmemente no setor turístico, até porque o nosso território foi muito abençoado com tantas belezas naturais, que por sinal precisam ser muito exploradas, para assim gerar emprego e renda na região”, comentou Fábio Queiroz, comandante da pasta do Turismo.     

Marechal Deodoro

Quem passou o dia ontem em Brasília, percorrendo Ministérios e Gabinetes de deputados e senadores alagoanos, foi o prefeito de Marechal, Cacau (PSD). “Tive o privilégio de receber o prefeito Cacau em meu gabinete, que veio nos apresentar projetos para as áreas de Saúde e Turismo” comentou o federal Ronaldo Lessa, que prometeu trabalhar junto com o novo gestor, para o engrandecimento da terra onde nasceu o proclamador da República.   

Palmeira dos Índios

Absurdo. Clientes que foram ontem a agência bancária da Caixa Econômica em Palmeira dos Índios, encontraram o órgão com suas portas fechadas. Motivo: falta d’água no local de trabalho, assim como nas torneiras de toda a cidade. Segundo o correntista Geraldo Filho, a decisão foi tomada pelos próprios funcionários da Caixa, que não tiveram a decência de buscar um meio que pudesse resolver uma simples questão. “Falta de respeito com os clientes”, desabafou.   

 

Santa Luzia do Norte

 

A pacata cidade de Santa Luzia do Norte, bem no coração da região metropolitana de Maceió, terra de tradicionais orquestras de frevo, músicos, poetas e artistas culturais, promete mais uma vez movimentar o Carnaval de Alagoas, com muita alegria e emoção. Que o diga Pedro Soares, o “Poeta Pedão” como é conhecido, que no próximo sábado, estará pela 13ª vez, levando seu bloco  carnavalesco “Oí Nós Aí” às ruas de sua terra natal, sobretudo prometendo reunir o maior número de foliões já mais visto em sua agremiação carnavalesca, que ao longo de sua história, só sai no sábado que antecede o sábado de Zé Pereira.

 

Peleja

 

Sem dinheiro em caixa e com muito pepino para resolver na administração pública, o prefeito de Santa Luzia do Norte, Edson Mateus já adiantou que a Prefeitura na fará o Carnaval este ano. Mas, está oferecendo orquestras aos blocos que vão desfilar, num total de 17. O que não preferir a orquestra dada pela Prefeitura terá uma ajuda de custo na ordem de 500 reais para escolher outra bandinha.

 

Ausente  

 

No caso do Bloco “Oí Nós Aí”, seu dirigente Pedão disse que preferiu ficar de fora quanto ao apoio da Prefeitura, alegando que não foi por questão política. Por sinal, as camisas do Bloco começaram a ser vendidas ontem, ao preço de apenas 10 reais. A concentração do bloco será no sábado a partir das 15h, no bairro Quilombo, em frente ao Palhoção. A animação ficará por conta da Orquestra de Frevo do maestro Douwe Gonzáles. “Todos os anos o nosso Bloco homenageia um astro da cultura local; e nesta edição o escolhido foi o músico  Kal Mascarenhas do Sax, que terá seu nome destacado nas camisas”, disse.

 

 

Paripueira

 

Na segunda-feira de Carnaval, o Bloco “Seu Boga” promete ‘arrebentar’ a festa de momo dos paripueirenses. “Vamos mais uma vez fazer o nosso tradicional arrastão, proporcionando muita alegria, paz e frevo pra valer durante uma boa pisada pelas principais ruas da cidade”, disse entusiasmado o dirigente do Bloco, Marcílio Balbino, argumentando que a festa é de graça (apoio da Prefeitura) e que os foliões estão proibidos de adotar o clima de tristeza, sobretudo durante a passagem do Bloco, que esta ano entra para a sua 5ª edição.    

 

Guerra


Mais de 250 gestores, coordenadores e técnicos da Atenção Básica e Vigilância em Saúde participaram em Maceió na segunda-feira, do I Encontro Temático sobre Vigilância em Saúde, evento que ocorreu no Cremal. Promovido pelo Cosems em parceria com a Sesau, o encontro culminou com a abertura da semana de mobilização para o combate ao Aedes aegypti, que deve mobilizar dezenas de profissionais de diversos órgãos do Estado e municípios nos mutirões que serão intensificados  sexta-feira desta semana.  

 

Guerra II

 

A presidente do Cosems, Normanda Santiago, reafirmou a importância da junção de esforços com a Sesau; com o Meio Ambiente e Recursos Hídricos; Educação; Infraestrutura; Defesa Civil estadual; da sociedade civil organizada; dentre outros setores afins, no sentido de combater os focos do mosquito causador da dengue, zika e chikungunya nos 102 municípios alagoanos. A seca que já atinge o Sertão de Alagoas é segundo ela um fator preocupante e requer a necessidade de os gestores orientarem a população quanto ao armazenamento correto da água.