25 de Janeiro de 2017

Excesso de uso.

Um velho amigo dizia brincando que até água se ingerida em excesso poderia prejudicar, provocando um “afogamento”!

Assim o chamado over use em qualquer atividade da vida e principalmente na prática esportiva pode levar à lesões de vários tipos.

Muitas pessoas, independente do condicionamento físico atual, partem para fazer exercícios sem se incomodar com o certo ou errado. Enfim focam apenas no resultado.

Ficam seis meses sem nenhuma atividade e em determinado final de semana faz uma caminhada de vinte quilômetros ou uma corrida de dez quilômetros. No dia seguinte ficam com dor nas batatas das pernas (panturrilhas), ou nos pés e assim por diante. São obrigadas a parar novamente. Agora por uma razão de dor e vão ter que procurar um médico do esporte ou ortopedista.

A atividade física deve ser uma constante em nossa vida. Sempre temos que ter algo para nos movimentar. Sempre! O mínimo é de trinta minutos três vezes por semana. Qual atividade? A que gostar. A que se identificar mais. A que o seu médico cardiologista permitir. Ou a que o seu médico do esporte e o seu educador físico indicarem.

O excesso de uso pode gerar lesões que irão dificultar a progressão da atividade física e deixar inclusive sequelas. Não é isso que ninguém quer. O exercício tem que ser prazeroso e que tenha retorno no condicionamento físico de quem pratica produzindo uma melhor qualidade de vida com uma saúde perfeita.