Blog do Dresch

22 de dezembro de 2016

Só não joga quem não sabe

             O gramado do Estádio Rei Pelé está sendo totalmente recuperado e estará pronto para receber os jogos de todas competições disputadas por equipes alagoanas. A garantia foi dada pela secretária de Esporte, Lazer e Juventude, Cláudia Petuba, que esta semana visitou os trabalhos no campo, juntamente com o assessor da Superintendência do Estádio, Charles Herbert. “O gramado do Rei Pelé é considerado um dos melhores do país, com sua grama do tipo Bermuda, utilizada em todas as arenas da Copa do Mundo. E a partir do próximo dia 15 de Janeiro já estará disponível para receber os jogos” explicou a secretária.

Um tapete para o futebol 2

             Tecnicamente falando, foi realizado um corte vertical com uma máquina específica doada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). No caso, este procedimento teve a finalidade de controlar      a densidade de grama existente por cada metro quadrado de área. Este trabalho evita o chamado “acolchoamento” do tapete de grama. Também foi aplicado certa quantidade de areia lavada, com adubo, ureia e agentes anti-pragas. A fase final, a partir da primeira semana de Janeiro, será com o uso de muita água e a utilização de uma máquina com rolo nivelador.

Pelo menos, safra será boa

             São bastante otimistas as expectativas em relação a safra 2016/2017, segundo projeções do presidente da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA), Antônio Alvarenga. “A safra colhida agora não é boa porque teve problema com a seca, mas a expectativa para a próxima safra é muito boa, principalmente em relação ao milho e a soja que vão aumentaram as áreas de plantio”. A previsão da SNA é que sejam produzidos em torno de 215 milhões de toneladas. “Os produtores estão animados e confiantes porque o clima está ajudando bastante” disse ele. O presidente admitiu que o agronegócio é influenciado pela conjuntura do país, mas menos que os demais setores da economia, porque está muito ligado ao mercado internacional. Alvarenga disse que o agronegócio brasileiro tem mercado para a soja e o milho. O segmento do açúcar e do álcool também deve ter um bom desempenho e retomar as atividades porque os preços já estão melhores. “Acho que o agronegócio vai fazer bonito de novo” afirmou o presidente da SNA. Em Alagoas, a Cooperativa dos Produtores de Açúcar acredita que um crescimento de 4,4% na produção de açúcar e álcool nesta safra.

 

A relevância da pesquisa

             A descoberta da relação entre o vírus da zika e a microcefalia, tornou a especialista em doenças infecciosas da Fiocruz de Pernambuco, Cecília Turchi, uma das dez cientistas mais importantes de 2016. A relação foi publicada pela revista britânica Nature. Ao descobrir a relação, Cecilia deu o alerta para o mundo todo e ao mesmo tempo formou uma equipe de epidemiologistas, especialistas em doenças infecciosas, pediatras, neurologistas e biólogos especializados em reprodução humana. “Nem no meu pior pesadelo eu imaginei uma epidemia de microcefalia em bebês” disse ela à revista Nature.

A relevância da pesquisa 2

             A pesquisadora brasileira disse ainda que o seu trabalho foi um grande desafio por não existir testes confiáveis sobre o vírus e nenhum consenso em relação à definição de microcefalia. No entanto, o intenso contato dentro da rede de especialistas formada por ela, permitiu gerar evidências suficientes para ligar a infecção pelo vírus da zika e a doença no primeiro trimestre da gravidez. Os cientistas escolhidos este ano pela Nature formam um grupo bastante diverso, passando por ondas gravitacionais, pela descoberta de um planeta parecido com a Terra, novas técnicas de reprodução assistida, um novo programa de inteligência artificial e técnicas de fertilidade.

Sobre penas alternativas

               A Central de Acompanhamento de Penas e Medidas Alternativas (Ceapa) deu início nesta semana ao planejamento para alinhar os procedimentos para 2017. O órgão funciona no Estado há 15 anos e atualmente acompanha 3,700 beneficiários, que cumprem penas alternativas sem a necessidade do encarceramento. Eles cumprem suas penas em escolas, hospitais, creches e outros órgãos sem fins lucrativos, estabelecendo desta forma a penalização através de um benefício social revertido em prol da sociedade.

Sobre penas alternativas 2

               As equipes multidisciplinares da Ceapa realizam uma análise psicossocial nos selecionados ás penas alternativas, onde se analisa o perfil dos mesmos, com o intuito de atingir o retorno esperado no órgão conveniado. Em todas as instituições para onde os beneficiários são encaminhados são estabelecidas regras de acompanhamento, dentro do trabalho específico de cada uma. São médicos que tratam pacientes, advogados que analisam processos, engenheiros que desenvolvem projetos en0tre outros profissionais com atuações em diversas áreas de trabalho.

 

  • O boletim anual da Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica para HIV/Aids apontou que foram notificados 141 novos casos de Aids em Maceió, e 291 casos de contaminação pelo vírus HIV.
  • Até o final do último mês de Outubro, há o registro de que 3,101 pessoas vivem com Aids na capital alagoana.
  • Os dados apontam ainda que 103 pessoas do sexo masculino e 188 do sexo feminino contraíram o vírus HIV. Já os casos de Aids atingiram 73 mulheres e 46 homens.
  • Na capital, unidades de saúde que fazem o teste-rápido, hospitais conveniados e laboratórios notificam os casos de HIV e Aids, mas os números mais expressivos estão nas unidades que além do exame, também tratam os pacientes infectados.
  • É o caso do Hospital Escola Doutor Hélvio Auto, Hospital Geral do Estado, Hospital Universitário e PAM Salgadinho.
  • O primeiro caso confirmado de Aids no município de Maceió foi em um adulto em 1986.