Blog do Dresch

20 de dezembro de 2016

Setor turístico comemora Marco Referencial

             O início das obras do Marco Referencial de Maceió foi muito bem recebido pelo segmento turístico alagoano. Lideranças e entidades comemoraram a obra que, para muitos será em breve uma das principais atrações turísticas da capital alagoana. Para o empresário Glênio Cedrim, presidente do Maceió Convention & Bureau “o Marco Referencial tem uma localização privilegiada, não apenas pela vista encantadora, mas também por estar no centro da orla de Maceió. A revitalização do espaço será essencial para melhorar ainda mais a visão que os turistas levam do Estado, além de reunir, gastronomia, artes e cultura em um mesmo local” afirmou Cedrin.

Turismo comemora Marco 2

             O Marco Referencial será erguido onde hoje se encontram as ruínas do Alagoinhas, na confluência da Ponta Verde com a Pajuçara. Uma péssima imagem para Maceió e que durante anos depôs contra o turismo alagoano. O local vai abrigar uma praça da alimentação com sete quiosques, um teatro com uma concha acústica, com capacidade para 1.500 pessoas, além de dois mirantes, guaritas, banheiros, camarins e uma sede administrativa. O investimento gira em torno de R$ 9 milhões e a empresa responsável pela obra garante sua conclusão em doze meses.

 

Contra a MP do Ensino Médio

             Em parecer enviado ao Supremo Tribunal Federal, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot posicionou-se contra a Medida Provisória do Ensino Médio. Para ele a MP não apresenta os requisitos de relevância e urgência, além de ferir diversos princípios constitucionais. A reforma proposta para o Ensino Médio conduz a grave situação de insegurança jurídica e a severos prejuízos pedagógicos e pessoais para toda a comunidade, ressalta o parecer. A manifestação faz parte da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) proposta pelo PSOL junto ao STF. “Não parece aceitável nem compatível com os princípios constitucionais da finalidade, da eficiência e até da razoabilidade, que tal matéria, de forma abrupta, passe a ser objeto de normas contidas em medida provisória, que atropelam do dia para a noite esse esforço técnico e gerencial do próprio MEC, em diálogo com numerosos especialistas e com a comunidade, ao longo de anos” justificou o Procurador. Segundo ele, as mudanças a serem implantadas em sistema que envolve 28 redes públicas de ensino (União, estados e Distrito Federal) e ampla rede privada, precisam de amadurecimento, estabilidade e segurança jurídica, que a MP não pode conferir, por estar sujeita a alterações em curto espaço de tempo pelo Congresso Nacional.

 

Crise acentuada no NE

               A Região Nordeste enfrenta uma situação econômica mais difícil que o restante do país, especialmente porque era a região do país que mais crescia antes da crise. A inflação nas principais capitais do Nordeste, por exemplo, é mais alta que a média nacional. Os piores índices estão em Salvador, Recife e Fortaleza, todas com percentual inflacionário acima de 8% nos últimos 12 meses. Em entrevista à Folha de São Paulo, o economista-chefe da Federação das Indústrias de Pernambuco, Thobias Silva dá uma explicação: além de sofrer mais por causa da renda menor e ser altamente dependente do setor público, o Nordeste também enfrenta uma seca extrema, que já dura cinco anos.

Crise acentuada no NE 2

                   Outro aspecto que é levado em conta diante da gravidade da crise, é que o Nordeste concentra o maior número de pequenos municípios do país, com uma grande dependência das verbas da União, inclusive do INSS. Na média, a receita retornou ao que era dm 2010 em termos reais, mas com despesas bem atuais. Também a crise fiscal interrompeu obras importantes como a Transnordestina e a transposição do Rio São Francisco. Sem falar no andamento de projetos de grande monta como a Refinaria Abreu e Lima em Pernambuco, por parte da Petrobrás.

Concurso para Defensoria

             Publicado no Diário Oficial do Estado o regulamento para a realização do concurso público para a Defensoria do Estado. O edital, que ainda não foi divulgado, deve estabelecer datas e número de vagas, além de outros dados específicos sobre as provas. O regulamento estabelece a formação de uma Comissão do Concurso, indicada pelo Conselho Superior da Defensoria, e terá validade por dois anos, prorrogável pelo mesmo prazo. Os candidatos passarão por provas objetiva e subjetiva, inscrição definitiva, prova oral e avaliação de títulos.

Concurso para Defensoria 2

             Os candidatos que conseguirem a aprovação nas provas iniciais (objetivas e discursivas) serão convocados para a inscrição definitiva, assim como a entrega da documentação comprobatória. Depois passarão por uma prova oral, com arguição pela banca examinadora. Os aprovados serão convocados para a avaliação de títulos, de caráter classificatório para verificar a experiência profissional e acadêmica. A nota final será apurada pela média aritmética das notas obtidas em todas as etapas e a classificação será em ordem decrescente.

 

  • Representantes da Associação dos Docentes da Universidade Federal de Alagoas reúnem-se amanhã (quinta-feira) com a Reitoria da Ufal para discutir um calendário de reposição de aulas.
  • Os professores resolveram encerrar a greve, iniciada dm 28 de Novembro, na última segunda feira, completando 21 dias de paralisação.
  • A greve era um protesto contra a PEC 55 (do limite para gastos públicos e investimentos), mas que acabou sendo aprovada pelo Congresso Nacional.
  • Em função da decisão dos senadores e deputados, houve uma recomendação do Comando Nacional de Greve, para que as 44 instituições federais que participavam do movimento deviam voltar ao trabalho de maneira unificada.
  • Semana passada foi a vez dos técnicos e servidores da Ufal voltarem ao trabalho, após 45 dias de paralisação.
  • As entidades dos trabalhadores agora focam no protesto contra a reforma da previdência, que está no Congresso e que promete um confronto de grande envergadura.