Blog do Dresch

20 de dezembro de 2016

Prefeito alerta para riscos de convulsão social

              Em entrevista à Carta Capital, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad alertou para a situação do país, a inércia do governo Temer e o pouco que falta para enfrentarmos uma “convulsão social”. “A grande dúvida é se o governo atual reúne condições para atravessar 2017 e 2018 até as eleições previstas. Se alguém acredita que as eleições podem ser antecipadas e de forma indireta, por certo não terá legitimidade e os congressistas terão ainda de driblar as investigações contra si. Estamos em uma situação delicada e que pode caminhar para um processo de convulsão” disse o prefeito Haddad.

Alerta de convulsão social 2

             Prestes a concluir seu mandato na maior cidade do país, Fernando Haddad diz: “Tudo pode acontecer. O povão não foi para as ruas protestar, ainda aguarda os acontecimentos. Acho possível uma convulsão social. De forma desorganizada, infelizmente caótica e violenta. A situação dos estados é de muita dificuldade financeira e as empresas são obrigadas a demitir”. O petista sugere um amadurecimento dos partidos de esquerda. “A esquerda precisa dar um contraexemplo: aglutinar, estimular um campo comum no qual os cidadãos possam defender um projeto nacional. Seria bom realizar prévias e escolher alguém para liderar o processo, criando uma plataforma. Se continuar assim, as eleições de 2018 serão disputadas por um candidato da extrema-direita contra um da direita.”

O aborto que mata a mãe

             Números do Ministério da Saúde, revelam que o Brasil registra uma média de quatro mulheres que morrem a cada dia por complicações decorrentes do aborto. São mulheres que buscam ajuda nos hospitais após interromperem a gravidez, mas acabam morrendo em função do procedimento. Neste ano, até Setembro foram registrados 1.215 casos, seguindo o mesmo padrão de 2015 quando morreram 1.664 mulheres por causa dessas complicações entre Janeiro a Dezembro. No entanto os números oficiais são muito desencontrados. Inicialmente sabe-se que existe o sub-registro, sem citar ainda as clinicas clandestinas, ou até mesmo as oficiais, que maquiam a interrupção da gravidez, alegando outro procedimento. Pelas contas do Sistema de Notificação de Mortalidade (SIM), o aborto teria sido responsável por 3,3% das mortes ligadas ao período da gravidez ou ao parto. Bem abaixo das causadas pela hipertensão, hemorragia ou infecções. E se a interrupção da gravidez for feita de forma segura com assistência adequada, são raríssimos os casos de morte. As taxas chegam a ser menores do que as de parto normal. Algumas Organizações Não Governamentais consideram que os números são suficientes para mudar as regras brasileiras sobre a criminalização do aborto. Consideram que poderiam salvar muitas vidas.

 

CPLA recebe equipamentos

             Seis carretas com diversos equipamentos que vão reativar a fábrica da Cooperativa de Produção Leiteira de Alagoas (CPLA) começaram a descarregar na cidade de Batalha. Em breve a antiga fábrica da Camila, voltará a funcionar, gerando 300 empregos diretos e consumindo 200 mil litros de leite por dia. Os equipamentos que chegaram são para uma fábrica de produção de leite, uma fábrica de leite condensado e doce de leite, uma máquina industrial para empacotadora de leite em pó, outra para confecção de embalagens plásticas e ainda um transformador de bandejas, custaram R$ 14,3 milhões repassados pelo Ministério da Integração Nacional. O Governo de Alagoas garantiu ainda outros R$ 7 milhões para reforma e ampliação do parque industrial.

CPLA recebe equipamentos 2

             O secretário de Agricultura, Álvaro Vasconcelos comemora a chegada dos equipamentos e acredita que ao entrar em operação, a CPLA vai gerar empregos na Bacia Leiteira, renda para pequenos e médios produtores e vai significar o fortalecimento da cadeia produtiva do leite em Alagoas. Para o presidente da Cooperativa, Aldemar Monteiro, “a reabertura da fábrica da antiga Camila representa um sonho para os produtores de leite e para os trabalhadores da região. É um ganho coletivo que precisa ser reconhecido por todos” finalizou.

Pindorama até Bolivar

            Marcada para ser inaugurada oficialmente no próximo dia 23, a rodovia que liga Pindorama ao Povoado Bolivar, na região sul do Estado, proporcionará a cerca de 150 mil habitantes, uma redução na distância entre diversos municípios, facilitará o escoamento da produção da Cooperativa e ainda fortalecerá o turismo local. Com 25 quilômetros, a rodovia reduzirá a distância entre Coruripe, Penedo e São Sebastião. A inauguração da obra contará com a presença do governador Renan Filho, e possivelmente do presidente Michel Temer, cujo cerimonial ainda não confirmou a presença.

 

 

.

Transposição perto do fim

               O Ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho afirmou que as obras do eixo leste da transposição do Rio São Francisco estão chegando ao fim. “No eixo leste estamos concluindo o curso das águas até 31 de Dezembro deste ano. Em seguida encheremos os reservatórios. Estaremos levando água até o último extremo do eixo leste até Fevereiro de 2017, entregando água ao Rio Paraíba e à região metropolitana de Campina Grande, que hoje sofre com a estiagem, até Abril de 2017” garantiu o ministro da Integração.

 

  • A atriz húngara Zsa Zsa Gabor, uma das mais belas mulheres do mundo na década de 1950, morreu Domingo, aos 99 anos em sua mansão, em Bel Air, nos Estados Unidos, anunciou seu marido Von Anhalt.
  • Ela vivia com ajuda de aparelhos há cinco anos. Estava de cadeira de rodas desde que sofreu um acidente em 2002. Em 2011 amputou uma perna após uma infecção.
  • Ela nasceu em Budapeste em 1917 e mudou-se para os EUA em 1936 após vencer o concurso de Miss Hungria. Ícone de Hollywood estreou no cinema em 1952 e sua carreira se estendeu por 45 anos.
  • Seus filmes mais famosos foram “Rebelião dos Planetas” (1958), “Moulin Rouge” (1952) e a “Marca da Maldade” (1958). Na TV participou de “Playhouse 90”, “Bonanza” e “Batman”.
  • Casou-se nove vezes e adorava escândalos. Uma revista chegou a dizer que ela antecipou a era das estrelas dos reality shows, famosas só por serem famosas, e sua melhor performance foi interpretando a si mesmo.