Edmilson Teixeira

15 de dezembro de 2016

Santa Luzia do Norte, qual o destino?

A expectativa é grande em Santa Luzia do Norte, quanto ao prefeito eleito, Edson Mateus (PRB) e seu vice José Ailton do Nascimento. Na verdade o destino político deles está nas mãos da juíza da 41ª Vara Eleitoral, Dra. Juliana Batistela, que deverá tomar um a posição antes da diplomação, agendada para esta sexta-feira. Por conta disso é que provavelmente nesta quinta-feira, mediante uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), a magistrada dará um desfecho sobre o flagra de compra de votos durante a campanha, cujo crime está registrado no telefone do próprio Edson, com mensagens enviadas pelo whatsapp, tratando de compra de votos.     

Santa Luzia do Norte – aplicativo

As investigações, comandadas pelo promotor eleitoral Vinícius Ferreira Calheiros, tiveram início após denúncia de que Edson estaria comprando votos através de um aplicativo de troca de mensagens. De posse das informações, o representante do MP/AL, requereu ao juízo daquela Comarca medidas cautelar, a fim de que os fatos denunciados fossem averiguados. E, após o cumprimento de um mandado de busca e apreensão, onde foram recolhidos um telefone celular e vários documentos, o promotor viu, de fato, fortes indícios de que a prática da corrupção eleitoral poderia mesmo estar ocorrendo.

Santa Luzia do Norte – crime  

Afirma o promotor Vinícius Ferreira Calheiros, que após a quebra do sigilo telefônico do acusado, em apenas uma consulta foram constatadas pelo menos 28 conversas indicativas de corrupção eleitoral. Dentre as coisas prometidas estavam empregos na Prefeitura, dinheiro em espécie, pagamentos de faturas de energia elétrica, passagens interestaduais e doação de materiais de construção, óculos, medicamentos e de vales para combustível. Ainda segundo o promotor, um resumo das conversas e os números dos telefones que estavam negociando voto com o candidato também foram acostados aos autos da ação.

Maribondo

Emocionado durante sua diplomação, Leandro Batista eleito vereador por Maribondo, agradeceu os eleitores pelos 648 votos conquistados e citou com ênfase enaltecendo o nome do saudoso irmão, Zé Batista, que faleceu este ano vítima de câncer.  Batista era o  vice-prefeito dessa atual gestão.   

Joaquim Gomes

Sobre a medida da Justiça de impedir a diplomação do prefeito eleito Adriano Barros, por ter encontrado irregularidades na prestação de contas de sua campanha, Adriano pede tranquilidade a seus eleitores e da população de modo geral. Diz que todas as situações apontadas na decisão do juiz eleitoral estão sendo providenciadas e o assunto é algo a ser esclarecido, não se trata de forma alguma de crime eleitoral, não está se discutindo abuso de poder econômico, nem tão pouco, compra de voto, ou seja, apenas esclarecimentos a serem feitos.

Joaquim Gomes II

Adriano rebate afirmando que o município sofre por muitos anos e que o momento é de renovação. “Desse modo cria um inconformismo enorme por parte de adversários, que mais uma vez provam que não são adversários políticos e sim, inimigos do povo, pois não respeita a democracia, nem tão pouco o interesse popular, que do contrário que imaginavam, optaram por um prefeito decente e não por quem, já provou incapaz de administrar Joaquim Gomes. Então estou firme, e farei um governo que pensa no povo”.

 

Joaquim Gomes – causa

Entre os indícios de irregularidade foi apontado pelo juiz ausência de assinaturas nos recibos eleitorais do beneficiário; locação de veículo de fornecedor que não é o proprietário; aquisição de combustíveis incompatíveis com os utilizados nos veículos citados e recebimento de doação de campanha por doador desempregado e pessoas inscritas em programas sociais do governo e contratação de serviços advocatícios pagos com recursos de campanha.

Atalaia

Os candidatos eleitos de Atalaia foram diplomados ontem. Entre eles, o prefeito Chico Vigário (PMDB) que pela quarta vez (um caso inédito em Atalaia) estará no comando da Prefeitura; ele que já foi vereador durante uma gestão. Por falar em vereador, o irmão de Chico, Fernando Vigário, também é um recordista de mandato na terra atalaiense. Foi diplomado agora, para seu oitavo mandato de vereador no parlamento local.

Capela  

Sucessivos manifestos vêm ocorrendo na porta do escritório da Casal em Capela. A bronca está relacionada às constantes falta d’água nas torneiras. “Minha gente, ao invés de tanto xingamento com o gerente da CASAL, Joacir Conceição, vamos orar e pedir a Deus água, pois o problema não é apenas em Capela. Não estou dizendo que a Casal não tem suas culpas, mas o gerente é um funcionário como nós e nem tudo depende dele” comentou nas redes sociais, a diretora da Escola Municipal Cícero Cabral Toledo, Tâmara Lucena.

 

Coqueiro Seco

O empresário Redson Cavalcante, um forte alagoano que integra a direção do Partido Verde, deve fazer parte da equipe de governo da prefeita eleita Deceli Dâmaso (PMDB) em Coqueiro Seco. O homem é detentor de um conhecimento sem igual das causas ligadas a natureza; e como se não bastasse seu elo com a futura gestora, está mais presente do que tudo, sobretudo  na busca de dias melhores para aquele município.