Blog do Dresch

7 de dezembro de 2016

Mais um ministro enrolado

             Acusado de promover um desmatamento ilegal em uma fazenda no Parque Estadual Serra Ricardo Franco, na cidade de Vila Bela de Santíssima Trindade (MT), o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, sofreu um bloqueio de bens a pedido do Ministério Público e concedido pela Justiça do Mato Grosso. O valor bloqueado chega a R$ 38,2 milhões e atinge Padilha e outros dois sócios. Mas o valor é preventivo e não significa que os envolvidos disponham destas quantias.

Mais um ministro enrolado 2

          Segundo decisão do juiz Leonardo de Araújo Costa Tumiati, as contas e os imóveis dos envolvidos devem ser bloqueados em função de um desmatamento ocorrido entre 1998 a 2015, atingindo uma área equivalente a 735 campos de futebol. O ministro Padilha disse que não cometeu nenhum crime ambiental e que a decisão do juiz foi dada sem ouvi-lo, por isso vai contestar a mesma. “Vamos contestar as ações, produzir provas e acredito que elas serão julgadas improcedentes, pois confiamos na capacidade do Poder Judiciário. Não cometi nenhum crime ambiental. Não extrai uma só árvore da área em questão” garantiu o Ministro da Casa Civil do governo Temer.

Apoio para agricultura familiar

             A Emater de Alagoas anunciou que vai repassar, através de um convênio com o Ministério de Desenvolvimento Social e Agrário, diversos equipamentos de modernização de unidades de apoio à distribuição de produtos da agricultura familiar. A ideia é melhorar os pontos de recebimentos dos alimentos do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) com novas balanças, computadores, e minicaminhões para transporte dos produtos. Também serão entregues frezzers, caixas monoblocos e pallets. Ao todo 55 municípios serão beneficiados. Segundo o diretor-presidente da Emater, Carlos Dias, o órgão vai trabalhar com prefeituras e sindicatos rurais. Cada município receberá R$ 149 mil para montar um escritório com os equipamentos. Também receberá um minicaminhão para escoamento dos produtos, e ainda uma motocicleta e um veículo Saveiro, que permitirá o desenvolvimento das atividades com mais rapidez e eficiência. “Estes equipamentos vão fortalecer os órgãos, as prefeituras e os sindicatos, no sentido de poderem prestar o melhor serviço na compra, estocagem e repasse dos produtos adquiridos” defendeu Carlos Dias.

 

Congresso científico na Ufal

              Tem início nesta quarta-feira (7) o Congresso Acadêmico Integrado de Inovação e Tecnologia (Caiite), considerado um dos maiores encontros de divulgação científica de Alagoas. Para este ano foi escolhido o tema “Ciências, saberes e sociedade em rede” e contará com a participação dos especialistas Roberto Leher da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e Áquila Mendes da Universidade de Campinas (Unicamp). Leher é professor titular da Faculdade de Educação e do Programa de Pós-graduação de Educação da UFRJ, além de ser o reitor da mesma. Mendes é doutor em Ciências Econômicas da Unicamp e livre docente de Economia da Saúde, da USP.

Congresso Científico na Ufal 2

             O Caiite traz ainda novidades neste ano, como as trilhas acadêmicas de atividades, que foram divididas em Graduação, Pós-Graduação e Pesquisa, Extensão e Praticas profissionais e Inovação Científica. Só na modalidade Comunicação oral foram aprovados mais de mil trabalhos. Sobre a infraestrutura para o evento, o campus da Universidade está sendo reformado e ambientado para receber os participantes. As salas contarão com sinalização alusiva à fauna e flora alagoanos com possibilidade de extinção. A ideia é redimensionar o olhar dos presentes para a preservação ambiental.

Caminho para perder peso

             Um estudo elaborado por cientistas da Universidade Monash de Melbourne, na Austrália e publicado ontem, aponta um caminho para acelerar a perda de peso. Os pesquisadores descobriram que a “religação” de vias do sistema nervoso central aumentou a capacidade de queima de gordura do corpo. A descoberta marca o fim de uma corrida global de sete anos para descobrir “como mudar o interruptor” no corpo para ajudar na perda de peso. Os cientistas mantiveram ratos a oito graus Celsius por uma semana e isso ativou um processo no sistema nervoso, causando à gordura branca, que armazena energia, a transformação em gordura marrom, que queima energia.

Caminho para perder peso 2

             Os pesquisadores australianos revelam ainda que “para que tais eventos sejam planejados de maneira que ajude os animais e os humanos a reagirem adequadamente às mudanças na temperatura e na dieta, deve haver coordenação dessa mudança no sistema nervoso central”. Identificar o processo foi um passo significativo para identificar o que poderia ser alterado, imitado ou bloqueado para transformar “gordura ruim em gordura boa”. A esperança do estudo é que, ao induzir a gordura marrom, você possa melhorar a capacidade de queimar energia. É uma questão de tentar encontrar a porta de entrada para ativar estes caminhos.

 

 

  • Alguém poderia imaginar que o Brasil chegaria a Dezembro de 2016 com uma situação tão caótica? A crise política extrapolou, a econômica é incontrolável e a crise social se agrava a cada dia.
  • Este é o preço que se paga por não se respeitar o processo da legitimidade, não respeitar as instituições, passando por cima de tudo que se construiu com tanta determinação após o período da ditadura militar.
  • Depuseram uma presidente eleita pela maioria do povo brasileiro, sob alegações estapafúrdias, sem avaliar o que significaria o rompimento brutal do processo democrático e agora o resultado está aí, fragmentando as instituições.
  • Preço por um governo ilegítimo, que utiliza a ditadura do Legislativo, com a subserviência de setores da Justiça para controle dos destinos da nação.
  • Mudanças importantes, como a reforma política, o combate á corrupção, a reforma da previdência, feitas de maneira, não para resolver, mas para ajustar a situação sob a ótica dos interesses pessoais, que somente enfraquecem o presente e colocam em xeque o futuro.