Roberto Baia

4 de dezembro de 2016

Lutando pelo rio

O professor universitário e CEO da Alcance Foundation no Brasil, Landstayner Quintela, esteve, na noite da última quinta-feira (01), na Câmara de vereadores de Viçosa para pedir uma audiência pública e buscar mecanismos para impedir a morte iminente do rio Caçamba, localizado em Viçosa. O rio é um dos principais afluentes do Rio Paraíba do Meio, e banha as cidades de Viçosa, Paulo Jacinto, Quebrangulo e Palmeira dos Índios.

 

Rio assoreado

O assoreamento do rio Caçamba, de acordo com a Alcance Foundation no Brasil, entidade filantrópica voltada para o bem social, deve-se a utilização, como paliativo, para o problema da falta de água dessas cidades. O Rio Caçamba atualmente não passa de dois metros de largura por dois palmos de profundidade d’água, em uma região que ultrapassava os dez metros de largura e a profundidade de três metros em períodos de verão.

 

Objetivo alcançado

“Nosso principal objetivo é mobilizar a sociedade para a causa emergencial do rio Caçamba. A Câmara está mobilizada, à sociedade, o executivo que irá fazer uma análise do caso, o SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Viçosa) está atento, seu diretor foi em busca de soluções, o IMA foi contatado, a Secretaria de Recursos Hídricos do Estado também. Estaremos sempre dispostos a dar um empurrão, pois é apenas o necessário para as coisas funcionarem”, afirma Landstayner.

 

 

 

Falta de acessibilidade

A Defensoria Pública Estadual ingressou com uma ação civil pública contra o Município de Maceió, pedindo providências para a remoção de obstáculos e barreiras urbanísticas nas calçadas e vias públicas, bem como adequações nos pontos que especifica.

 

Sem estrutura

Responsável pela ação, o defensor Fabrício Leão Souto denuncia a inadequação em partes do Município de Maceió no que diz respeito à adequação aos parâmetros de acessibilidade e cita diversos pontos problemáticos apontados em relatório pela Associação dos Deficientes Físicos de Alagoas (Adefal). De acordo com o relatório a faltam rampas, os pisos táteis são inadequados, as faixas de pedestres inacessíveis para quem tem dificuldade de locomoção e não existe faixas de pedestres e/ou sinais sonoros.

 

 

Sem água

A Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) e a empresa parceira CAB Águas do Agreste paralisaram, na última sexta-feira (2), as atividades do novo Sistema Adutor do Agreste. A medida foi necessária para que as empresas realizassem consertos na adutora desse sistema, que apresentou vazamentos nas juntas de vedação da adutora.

 

Abastecimento deficiente

Com a suspensão das atividades, o abastecimento ficou deficiente na parte alta de Arapiraca e nos municípios de Craíbas e Igaci. A previsão é de que o reparo da tubulação seja concluído até o final desta sexta-feira (2), quando o fornecimento de água começará a se normalizar.

 

Taquarana

A Cidade de Taquarana também teve seu abastecimento afetado. O problema é devido a um defeito no conjunto motobomba que atende a localidade. A Casal já trabalha na manutenção corretiva do equipamento. Tão logo o conserto seja concluído, o fornecimento de água começará a ser normalizado.

 

Chã Preta

Mesmo finalizando a gestão municipal na cidade de Chã Preta, o prefeito Audálio Holanda, juntamente com o vice-prefeito Maurício Holanda e o secretário de saúde da cidade, Júnior Lima, estão lutando para deixar a Prefeitura e a cidade bem estruturada. Na manhã da última sexta-feira (02) eles realizaram a aquisição de mais equipamentos para as quatro Unidades Básicas de Saúde, e completaram o mobiliário das Unidades de Básicas de Saúde da Família (UBS), com gabinetes odontológicos e televisores.

 

Compromisso

“E em breve estaremos divulgados todos os equipamentos comprados com o recurso da emenda parlamentar no valor de R$: 407.995,00 que teve como facilitador o atual Governador do Estado Renan Filho, que há época ocupava o cargo de época deputado Federal. Ele viabilizou a emenda que estrutura a rede de Atenção Básica do município de Chã Preta”, explica o secretário de Saúde, Júnior Lima.

 

 

… Como havia prometido, antes do período eleitoral, o prefeito de Chã Preta também, esta semana, empossou alguns novos servidores que pleitearam o último concurso público para município.

 

… A prefeitura realizou o Concurso público em novembro de 2015 e este ano começou a chamar os aprovados para os cargos nas mais diversas áreas, como saúde, educação e infraestrutura.

… A nova posse, segundo a gestão, faz parte do compromisso do gestor que havia afirmado que iria até o fim deste ano empossar os servidores aprovados em concurso e assim cumprir o que determina a lei Orgânica do município.