Blog do Dresch

30 de novembro de 2016

Região Norte terá abatedouro bovino público

               Vários municípios da Região Norte do Estado serão atendidos por um matadouro público para abate de bovinos, com modernas instalações e que será construído na cidade de Matriz de Camaragibe. O anúncio foi feito pelo Secretário de Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, Álvaro Vasconcelos. O matadouro tem como finalidade oferecer segurança alimentar à população e para tanto seguirá as especificações do Ministério da Agricultura. O local vai dispor de espaço adequado para o abate de bovinos, currais e câmaras frigoríficas, proporcionando um produto de qualidade para a população.

Abatedouro na Região Norte 2

                   O novo abatedouro atenderá aos municípios de Matriz e ainda de Paripueira, São Luiz do Quitunde, Barra de Santo Antônio, Porto Calvo, Jacuípe, Passo de Camaragibe, Maragogi, entre outros da região. Atualmente estão em fase de conclusão os abatedouros de Murici e Viçosa, e a meta do governo, segundo o secretário Vasconcelos, é construir outras unidades em Santana do Ipanema, União dos Palmares e Penedo. O objetivo é inibir o abate clandestino de animais do estado, evitando riscos à saúde pública.

 

Mudanças nas regras de votação

             As regras de votação no Brasil deverão ser alteradas para 2018, como vem sendo defendido pelo relator da comissão especial de reforma política da Câmara dos Deputados, deputado Vicente Cândido (PT-SP). “Existe um consenso de que não poderemos realizar as eleições de 2018 com as regras atuais. As eleições de 2016 mostraram isso. Vamos focar no modelo de votação, que pode ser lista fechada ou distrital, ou distrital mista, para viabilizar o financiamento de campanha. Isso é essencial. O restante podemos votar para 2022 ou 2026” disse o relator. Mas ele admite que seria muito difícil votar as mudanças ainda este ano, antes do recesso. “Creio que é melhor iniciar os debates em Fevereiro, ouvindo mais a sociedade e discutindo a questão, para votar em Março ou Abril” defendeu Cândido. Esta semana o petista recebeu uma contribuição da OAB de São Paulo, com dez propostas da entidade para a reforma política, entre elas, o voto distrital e a cláusula de barreira ou de desempenho dos partidos políticos. “Não estamos propondo a redução de partidos políticos. Pode ter até 100 partidos. Mas não pode ter é um monte de partidos no Congresso porque isso dificulta a governabilidade”, explicou Alberto Luis Rollo, que preside a comissão de reforma política instalada pela OAB de São Paulo.

 

Temer duvida das instituições

             Em um evento junto a empresários, na segunda feira em Brasília, o presidente Michel Temer disse que o Brasil “não tem instituições muito sólidas, e por isso qualquer fatozinho consegue abalar estas instituições”. A afirmação foi para justificar o fato de que os empresários e investidores estrangeiros, se mostram ansiosos para investir no Brasil, mas certas instabilidades institucionais, acabam assustando estes potenciais investidores. Para o presidente, essas instabilidades são passageiras e não devem ser levadas a sério: “O país é que precisa ser levado a sério” afirmou.

Temer duvida das instituições 2

             O presidente também falou sobre as ações que estão sendo feitas para retomar o crescimento e conter o déficit público. Ele citou a PEC que limita os gastos públicos e os investimentos pelos próximos 20 anos, a reforma da Previdência, a reforma trabalhista, e o plano de concessões à iniciativa privada, inclusive com a cessão de prédios públicos. “Vamos privatizar várias entidades e prédios públicos que pertencem à União e são desnecessários. Tudo o que eu digo está pautado pelo texto constitucional. Precisamos harmonizar as duas forças produtivas do país, o empresariado e o trabalhador” disse Michel Temer.

Expedicionários da Saúde

                A população da Vila de Assunção do Içana, no município de São Gabriel da Cachoeira (AM) no Alto do Rio Negro, dispõe agora de um centro cirúrgico no meio da Floresta Amazônica. Acessível apenas em períodos de cheia do Rio Içana, a aldeia recebeu esta semana os Expedicionários da Saúde, entidade sem fins lucrativos, que leva atendimento médico especializado para a população indígena. Médicos voluntários escolhem três vezes ao ano, uma região para fazer o mutirão com cirurgias de catarata, hérnia, tracoma e outros procedimentos cirúrgicos, ginecológicos e pediátricos.

Expedicionários da Saúde 2

               Os centros cirúrgicos levados ás aldeias, pesam 15 toneladas em equipamentos, utilizados por 45 médicos voluntários, que atuam em hospitais de referência, como o Sírio Libanês e Albert Einstein, em São Paulo. Nos primeiros cinco dias de trabalho foram feitas 164 cirurgias em 770 procedimentos. Também são distribuídos óculos de grau para os que necessitam. A ideia do mutirão no Alto do Rio Negro, surgiu após um passeio de um grupo de amigos médicos ao Pico da Neblina. O grupo ficou sensibilizado com a necessidade dos grupos indígenas de ter um mínimo de acesso à saúde básica. Os médicos conseguem medicamentos e equipamentos de grandes empresas e laboratórios e o governo entra com a logística, na triagem, no transporte, na comida e em algumas instalações locais. 

 

  • O novo sistema de radiocomunicação digital implantado esta semana na estrutura da segurança pública de Alagoas. Ele potencializa a capacidade de integração dos diversos órgãos que compõem a estrutura da segurança alagoana.
  • Além disso proporciona uma ampliação do sinal, permite a localização de viaturas automaticamente, e assegura uma diminuição considerável do tempo-resposta nas operações.
  • A autenticação dos terminais, garante também que nenhum sinal pode ser captado e ocorrências copiadas.
  • A tecnologia Tetra, utilizada no novo sistema digital proporciona a compatibilidade com as diferentes redes de comunicação da segurança pública, com o auxílio do sistema de gravação de voz, georreferenciamento dos terminais e transmissões criptografadas.
  • Foram adquiridos 670 rádios móveis. 140 transceptores fixos, seis estações de rádio base entre outros equipamentos.