Flávio Gomes

30 de novembro de 2016

Choque de egos

Cientista político Murillo de Aragão: “Em 2010, Aécio e Serra travaram uma briga de morte pela indicação para disputar a Presidência, a ponto de haver circulado a informação de que Aécio teria estimulado a publicação do livro ‘A Privataria Tucana’, de Amaury Ribeiro, para ferir o adversário. Tratava-se de uma pesquisa pouco convincente denunciando supostas irregularidades sobre a venda de estatais na era FHC, quando Serra era ministro do Planejamento e chefe da comissão que cuidava do assunto… Depois disso, o eixo de disputa tornou-se triangular: Aécio x Alckmin x Serra. Em 2014, Aécio tomou de assalto a presidência do PSDB e bloqueou a presença de Serra mesmo em cargos burocráticos, enquanto Alckmin quase o deixava sem legenda na disputa para o Senado. Aécio uniu o partido como só aconteceu na primeira campanha de FHC, mas os tucanos perderam pela terceira vez o comando do Executivo nacional para o PT de Lula. Hoje, o tucano mais forte é o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, graças à vitória arrasadora de João Doria Jr. – invenção sua – na eleição para prefeito da capital paulista e às seguidas derrotas de Aécio em Minas Gerais. Alckmin não aceita menos do que a presidência do PSDB e a candidatura para presidente. José Serra e Aécio Neves, atual presidente da legenda, têm idêntica ambição”…

Segredo

Muito se tem dito que Rui Palmeira vai deixar a Prefeitura de Maceió, em 2018, para ser candidato a governador. Nem para os mais próximos ele fala sobre essa hipótese. O que imaginam os assessores é que Rui só renunciará para ser candidato se receber muita pressão. Até para não ser acusado de deixar o mandato pela metade.

Angústia

Até a próxima semana Rui Palmeira anuncia a equipe para iniciar o segundo mandato, em janeiro. Ele quer ter tempo de planejar esse novo período de gestão. É muito grande a expectativa dos secretários e dirigentes de órgãos, bem como de ocupantes de cargos em comissão, para saber quem fica e quem terá de ir embora.

Pendências

Foi arquivado um inquérito contra o senador Renan Calheiros, relacionado à Lava Jato. Além dele, seis senadores, dois deputados federais e a ex-governadora Roseana Sarney também tiveram processos arquivados. Mas Renan e os senadores Edison Lobão e Aécio Neves ainda são investigados em outras ações no STF.

Empecilho

Segundo Davi Soares, no site “Diário do Poder”, o governador Renan Filho terá dificuldades em obter a reeleição de Luiz Dantas (PMDB) para presidir a ALE: “Os deputados Antônio Albuquerque (PTB), Francisco Tenório (PMN) e Marcelo Victor (PSDC) seguem em plena campanha pela conquista da Mesa Diretora”.

Oportuno

A presidente da Codevasf, Kênia Marcelino, chega hoje a Maceió, para participar da XXXI Plenária do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, amanhã e depois.

Chega em boa hora, justamente quando o Ministério Público detecta vários casos de dilapidação do meio-ambiente na região ribeirinha.

Agenda
Acontece hoje, 10 horas, no Teatro Deodoro, o lançamento do Relix, projeto integrado de arte, música, teatro, fotografia, mobilidade, educação ambiental, redes sociais e direitos humanos, patrocinado pelo Sesi, que vai circular por Alagoas alertando sobre a problemática do lixo. Na abertura, estreia da peça “Espetaculix”.

Opinião

Natan Dallagnol, procurador federal, diz que a Operação Lava Jato, por si só, não vai mudar o Brasil. E pede mais engajamento popular: “O Brasil tem governo forte e sociedade civil fraca. Temos que inverter essa equação. Se vocês continuarem achando normal o que é anormal, continuaremos a ter um País que não desejamos.”

 

*A Escola Sesi Industrial Abelardo Lopes participa, com cinco trabalhos, da 1ª Feira de Ciências da Educação de Alagoas. O evento, iniciado ontem, é iniciativa da secretaria da Ciência e Tecnologia, e se encerra hoje, no estacionamento do Maceió Shopping.

* A Controladoria Geral do Estado, o Fórum de Combate à Corrupção e a deputada Jó Pereira realizam hoje uma audiência pública para debater medidas de combate à corrupção. O evento faz parte do projeto “Corrupção: o jeito certo é dizer não”.

*O Circuito Penedo de Cinema, que integra o Festival de Cinema de Penedo, promove hoje debate com a atriz Bianca Comparato sobre “Netflix: um novo mercado para o Cinema Nacional”. Às 16 horas, na Casa de Aposentadoria. Com acesso gratuito.

*Com temas natalinos, a última apresentação do projeto “Quartas Eruditas” deste ano acontece hoje, a partir das 15h30m, no Complexo Cultural Teatro Deodoro, com entrada franca. É uma parceria entre Diteal, Secult e Instituto de Cultura Ero Dictus.

*O Cine Misa encerra hoje a programação pelas comemorações do Dia da Consciência Negra. A partir das 12h30m, no Museu de Imagem e Som, será exibido “Madame Satã”, dirigido por Karim Aïnouz, sobre João Francisco, interpretado por Lázaro Ramos.

*O ensaio fotográfico “Janela da Alma” estará em exposição somente até hoje, no Museu da Imagem e do Som, em Jaraguá. A mostra reúne fotografias de um ensaio artístico inédito da fotógrafa paulista Dhéia Ferrari. A entrada é gratuita. 

*Arthur Maia, alagoano falecido ontem no desastre com a Chapecoense, tinha Zico como ídolo e o sonho de jogar no Flamengo, com a camisa 10. Conseguiu no ano passado, por alguns meses, mas acabou indo para o exterior e, depois, para a Chapecoense,

 

“Certa a morte, porque todos certa e infalivelmente havemos de morrer; mas nessa mesma certeza, incerta, porque ninguém sabe o quando.”

Padre Antônio Vieira