Blog do Dresch

24 de novembro de 2016

Hermeto receberá título de Cidadão de Maceió

             Orgulho alagoano e nacional, talento reconhecido em todo o mundo, o compositor, arranjador e multi-instrumentista Hermeto Pascoal, finalmente vai ganhar uma homenagem da cidade de Maceió. Natural do município de Lagoa da Canoa, no agreste alagoano, Hermeto vai receber o título de Cidadão Honorário de Maceió, segundo projeto de decreto legislativo de autoria do vereador Cleber Costa (PP) aprovado pelos demais pares presentes á sessão de terça feira. A data para entrega da homenagem não foi definida, até porque depende da agenda e das atividades pessoais e profissionais do artista.

 

Salário para todos cidadãos

             A partir de Janeiro de 2017, o governo da Finlândia vai pagar um salário de 560 euros (R$ 1.990) para dois mil finlandeses, em um projeto piloto que a partir de 2019 vai atingir todos os cidadãos daquele país. A ideia é criar um programa universal de renda mínima, a ser paga a todos, em troca de nada, sem impostos e não importando se a pessoa é um miserável ou um bilionário. Viver na Finlândia asseguraria este direito. O plano piloto do governo é conduzir o pagamento durante 2017 a 2018 e produzir uma avaliação dos resultados a partir de 2019. A proposta de renda mínima universal é substituir todos os auxílios sociais oferecidos pelo Estado, por um único benefício, pago a todos. Não haveria mais auxílio-moradia, seguro-desemprego, auxílios para deficientes, nem verbas para estudantes. Tudo seria desnecessário, pois cada cidadão receberia do Estado, o suficiente para viver. Mas isso não é exagero de primeiro mundo. Dar a cada cidadão uma renda mínima vai sair mais barato do que o sistema atual, onde o Estado necessita de um baita contingente de funcionários públicos para administrar uma complexa rede de programas sociais ofertados pelo Governo. O novo modelo exigirá apenas um grupo de servidores sem falar que praticaria eliminaria a burocracia governamental. Outros países já começam a seguir o modelo finlandês.


Reorganização institucional

               O Banco do Brasil saiu na frente no processo de enxugamento administrativo. Já anunciou o fechamento de 402 agências, e vai transformar outras 379 em postos de atendimento. Além disso está lançando um plano de aposentadoria incentivada, com período de adesão voluntária até 9 de Dezembro, e que tem como público alvo 18 mil funcionários que já estão em condições de aposentadoria. A economia com estas ações deve chegar a 750 milhões de reais, sendo R$ 450 milhões decorrentes da nova estrutura organizacional e R$ 300 milhões com redução no transporte de valores, segurança, locação de condomínios e manutenção de imóveis entre outras despesas.

Reorganização institucional 2

                Em Alagoas o Banco do Brasil oferece 101 unidades de atendimento sendo 63 agências e 38 postos de atendimento. Também são ofertados 283 correspondentes bancários, 555 caixas eletrônicos próprios e presença em 214 terminais da rede Banco 24h no Estado. Com a reorganização serão desativadas as agências localizadas na Rua do Sol, nº 4423, Avenida Fernandes Lima, 4983 e na Avenida Juca Sampaio, 5726. Outras três agências serão transformadas em postos de atendimento: Canapi, Mata Grande e Piaçabuçu. Após o processo de reorganização, a rede de atendimento do Banco do Brasil em Alagoas contará com 57 agências, 41 postos de atendimento e 98 unidades de atendimento.

Padre e o aborto legal

             O Superior Tribunal de Justiça (STJ) condenou o padre Luiz Carlos Lodi da Cruz a pagar R$ 60 mil de indenização por interromper um aborto legal. O caso aconteceu em 2005, no interior de Goiás. Na oportunidade, o padre Lodi entrou com um habeas corpus para impedir uma mulher grávida realizasse um aborto, já que o feto havia sido diagnosticado com Síndrome de Body Stalk, um conjunto de malformações que inviabiliza a vida fora do útero. O padre alegou que o casal cometeria um homicídio e foi atendido no Tribunal de Justiça daquele estado. No momento da concessão do habeas, a mulher estava no hospital tomando medicação para induzir ao parto. Foi forçada a voltar para casa, já com dilatação iniciada. Passou oito dias com dores, até a hora do parto, sendo que o feto morreu após o nascimento.

Padre e o aborto legal 2

             A ação por danos morais contra o padre foi negada pela justiça de Goiás e acabou no STJ. A relatora foi a ministra Nancy Andrighi e seu voto foi acompanhado por unanimidade. Ela entendeu que o padre “abusou do direito de ação e violou direitos da gestante e de seu marido, provocando-lhes sofrimento inútil”. Ainda de acordo com a Ministra, o padre “buscou a tutela estatal para defender suas particulares ideias sobre a interrupção da gestação e agrediu os direitos inatos da mãe e do pai”.

B.O contra os trotes

             Os absurdos trotes passados principalmente para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), levaram o chefe do plantão da base Maceió, Douglas Carvalho, a registrar dois Boletins de Ocorrência (B.O.) na Central de Flagrantes. Agora a Polícia Civil vai realizar diligências para identificar e punir os responsáveis. Dados do SAMU mostram que de Janeiro a Outubro do ano passado, foram registrados 278.327 trotes. No mesmo período deste ano, o número subiu para 300.831 trotes. Este tipo de comportamento obstrui os trabalhos e prejudica o atendimento à população. No último mês, foram detectadas quase cem ligações, que eram trotes, todos oriundos de um mesmo número.

 

 

  • O governador Renan Filho lança hoje o edital de licitação para a construção do Hospital da Mulher, em solenidade marcada para as 9h no Salão de Despachos do Palácio do República dos Palmares.
  • O hospital será construído no Tabuleiro dos Martins, e vai ofertar 180 leitos para pacientes do Sistema único de Saúde (SUS) da   Região Metropolitana.
  • O prédio vai consumir recursos da ordem de R$ 90 milhões, garantidos por emendas parlamentares da bancada federal de Alagoas, e também do Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep).
  • Ao entrar em funcionamento, o Hospital da Mulher vai oferecer um melhor atendimento aos alagoanos, além de desafogar as demais unidades públicas de saúde.
  • O novo hospital vai proporcionar ainda atendimento de urgência e emergência, no âmbito da clínica materna, pediátrica e médica, além de procedimentos de alta complexidade.
  • Contará ainda com serviço de laboratório, exames de imagem, intervenções terapêuticas e ainda qualificar o serviço de transplantes no Estado.