Roberto Baia

23 de novembro de 2016

“Gato” indesejado

O prefeito eleito de Rio Largo, Gilberto Gonçalves (PP), tem muito que explicar não só aos seus eleitores como as autoridades. É que um “gato”, como é conhecido popularmente o furto de energia elétrica, foi encontrado em sua residência na tarde de ontem (terça-feira, 22) por uma equipe de técnicos da Eletrobras.

 

Chamou a polícia

Tiveram, inclusive, que chamar a polícia para que acompanhasse a operação evitando, assim, algumas surpresas desagradáveis que por ventura surgissem.

diga aí, pode uma coisa dessas??!!

 

Foi desbaratada

E a polícia arapiraquense colocou, finalmente, as mãos em uma quadrilha que há muito tempo estava aprontando na região. Após cometer vários assaltos a lojas comerciais, quatro homens e um menor que estavam em um veículo Chevrolet Corsa Classic, preto,  A MUZ 5026, no bairro Boa Vista, na Capital do Agreste, foram abordados e presos pela PM.

Eles foram identificados como Jonas Emanoel Soares dos Santos, João Pedro Medeiros Ribeiro, André Luiz Bianor de Souza e o menor. O menor apreendido foi entregue ao juizado de menores

Início do campeonato

A comissão de vistorias dos Estádios de Futebol do Estado de Alagoa avaliou na manhã de ontem, terça-feira (22), as dependências do Estádio Municipal Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca, para possíveis alterações para o início do Campeonato Alagoano em janeiro de 2017.

 

Recebeu aval

O estádio, que será local dos mandos dos jogos da Agremiação Sportiva Arapiraquense (ASA) no Campeonato Alagoano de 2017, o Fumeirão recebeu o aval da comissão para que as partidas possam acontecer, porém, algumas mudanças terão de ser realizadas.

 

Adaptação

De acordo com o administrador do Coaracy da Mata Fonseca, Gilney Franklin, dentre as principais necessidades solicitadas na ocasião foram cruciais o aumento de assentos nos bancos de reservas, acesso restrito da arbitragem ao gramado, não havendo contato com torcedores, imprensa ou dirigentes dos clubes, e melhorias nos vestiários.

– São coisas básicas que estaremos adaptando durante esses meses que antecedem o Campeonato Alagoano do próximo ano. Vamos trabalhar para que possamos deixar o Fumeirão pronto o quanto antes ”, afirmou Gilney Franklin.

 

Anadia

Segundo dados levantados pela Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social (Seades), a 5ª edição do Governo Presente, que acontece nos dias 2 e 3 de dezembro, pode gerar um aumento de até R$ 1.647.360,00 nos repasses anuais do Benefício de Prestação Continuada (BPC) para o município de Anadia.

 

Programas sociais

Segundo cruzamento de dados do benefício com o Cadastro Único de Programas Sociais, 156 moradores do município, sendo 103 deficientes e 53 idosos, possuem perfil para ingressar no BPC, o que representa um acréscimo de até R$ 137.280,00 por mês para o município.

 

Melhor atendimento

A secretária municipal de Assistência Social de Anadia, Jéssica França, destacou a importância do repasse para Anadia. “Essas ações incentivam a busca pelo melhor atendimento à população. O BPC significa a autonomia do usuário que praticamente depende unicamente desse programa para sua subsistência”, explicou. Jéssica França.

 

Quer proibir

Em mais uma ação do Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL) no combate aos maus tratos contra os animais, a 12ª Promotoria de Justiça de Arapiraca ajuizou, nesta segunda-feira (21), uma ação civil pública ambiental, com pedido de liminar, para impedir a realização da “12ª Vaquejada Parque Divina Luz, Etapa Final CPV 2016”. O evento está marcado para o período de 1º a 4 de dezembro, no Sítio Varginha, zona rural do Município.

 

 

… Esta é a terceira ação do MPE/AL para coibir a realização de vaquejadas no estado. As duas primeiras ocorreram nas cidades de Palmeira dos Índios e Pilar, depois de procedimentos ajuizados pelas respectivas Promotorias de Justiça.

… No primeiro caso, a parte demandada chegou a recorrer ao Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas, que manteve a liminar do Juízo de Direito em desfavor da organização do evento.

 

… Segundo o promotor de Justiça Wesley Fernandes Oliveira, a vaquejada com bovinos e equinos que está prestes a acontecer em Arapiraca até poderia ser comum em outros tempos. No entanto, tal como já ocorreu em países como Espanha e Portugal em relação às touradas, o Estado Juiz e parte da população brasileira já deixaram de tolerar as atrocidades praticadas contra animais.