Roberto Baia

22 de novembro de 2016

Morre mestre Duda

Com informações do músico e produtor cultural Janu Leite: Faleceu na última sexta-feira (18) um grande baluarte da Cultura Popular de Alagoas, o arapiraquense Mestre Duda.

Criou o Reisado do Mestre Duda em 2003, cujo pai trazia grupos de reisado de outros municípios desde a década de 30. Duda começou a brincar cedo no Reisado do Mestre Militão e de lá pra cá espalhou seu conhecimento o quanto pôde.

 

Polêmica no Sertão

O polêmico médico legista George Sanguinetti esteve ontem, pela manhã, na cidade de Belo Monte, onde realizou um minucioso trabalho de perícia, a pedido da família de Emanuel Boiadeiro, que foi assassinado no dia 1º de outubro deste ano em uma suposta troca de tiros com a polícia.

A família acredita que Emanuel Boiadeiro foi assassinado e discorda da versão policial de que ele teria morrido durante um confronto ocorrido na cidade de Belo Monte, no Sertão alagoano.

 

Sem mandado

A versão dos parentes é de que policiais da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic) executaram Boiadeiro enquanto ele dormia, sem dar chance de defesa e reação à vítima.

Ainda segundo familiares, a polícia não tinha nenhum mandado de prisão contra o rapaz.

 

Denúncia

A família Boiadeiro faz outra denúncia de que a polícia teria implantado armas no local do crime para justificar o assassinato e ainda teria obrigado pessoas a assinarem documentos no dia em que aconteceu o crime.

Na ação policial, Fabrício Barbosa dos Santos, que estava com Emanuel Boiadeiro também morreu atingido por disparos. Outras quatro pessoas foram presas e armas de fogo foram apreendidas.

 

“Foi execução”

Após a chegada no local do crime, o médico legista George Sanguinetti pediu reserva para a sua análise pericial e que daria uma entrevista ao terminar o trabalho, mas ele adiantou que suas primeiras impressões reforçam a tese de execução.

 

Evidências

“Várias evidências me fazem concluir que as vítimas foram pegas de surpresa. Só há tiros de dentro para fora do ambiente. Encontramos uma calça do Emanuel perfurada a tiros e no hospital o corpo estava de bermuda,” declarou o médico legista.

 

Apreensão de pássaros

A Fiscalização Preventiva Integrada do Rio São Francisco da Tríplice Divisa (FPI do São Francisco), por meio da equipe fauna, flagrou, na manhã de segunda-feira (21), centenas de pássaros silvestres sendo comercializados ilegalmente na feira do município de Arapiraca, no Agreste de Alagoas. Eles foram resgatados e encaminhados ao centro de triagem montado especialmente para receber os animais que serão recolhidos ao longo dos 13 dias da força-tarefa.

 

Espécies resgatadas

O trabalho da FPI começou por volta das 05h da manhã e, dentre as espécies resgatadas, estavam Curió, Papa-Capim, Extravagante, Azulão, Galo de Campina, Rolinha e Sabiá. Grande parte dos animais apresentava sinais de maus tratos, segundo os técnicos. Além das aves, uma iguana foi encontrada.

 

Foram detidos

Durante a ação, dois homens foram detidos, Luiz Carlos dos Santos e José dos Santos Silva. O Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) lavrou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), já que os crimes de comércio ilegal, maus tratos e venda de animais silvestres são de menor potencial ofensivo.

 

 

… Na manhã de segunda-feira (21), a FPI do São Francisco da Tríplice Divisa já fez uma autuação em Delmiro Gouveia. Por meio do Instituto do Meio Ambiente (IMA), foi aplicada uma multa de R$ 258 mil conta a Prefeitura por manter um lixão na cidade, o que está proibido desde agosto do ano passado, por lei federal.

 

… De acordo com analistas ambientais do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), além da falta de licença ambiental, o lixão apresentou agravantes que contribuíram para a sanção.

 

… O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA/AL) também aplicou multa. O valor de R$ 1.179 mil foi motivado pela falta de Anotação de Responsabilidade Técnica (ARP), documento que permite a coleta, o transporte e a destinação dos resíduos sólidos de limpeza urbana.

 

… Já o Departamento Nacional de Proteção Mineral (DNPM) multou o Município em R$ 11 mil pela extração irregular de areia.