Flávio Gomes

19 de novembro de 2016

A direita sai do armário

 

Da jornalista Helena Chagas: “Não há, hoje, nada que indique que a maioria da população brasileira tenha mudado de posição e passado a aceitar o discurso do radicalismo de direita no país. Afinal, há pouco mais de uma geração vivíamos sob o tacão da censura, sob um regime que prendia, torturava e matava. Continuamos a contar essa história aos nossos filhos e netos, e esperamos que esses, por sua vez, a contem a seus descendentes, a fim de deixar o passado no passado e nunca mais dar espaço a ditaduras.  Mas episódios como o desta quarta-feira pós-feriadão deixam muita gente com a pulga atrás da orelha.  Que impacto terá sobre o cidadão um coquetel de imagens que junta o badernaço da direita na Câmara, os servidores manifestantes espantados a bombas de efeito moral em frente à Assembléia Legislativa do Rio e os meninos nas escolas invadidas aos números da economia no fundo do poço, de onde parece não querer sair mais? Difícil saber. A única certeza que temos é de que, a cada dia que passa, menos brasileiros se sentem representados por aqueles que estão na Câmara dos Deputados, nas assembléias legislativas, nos palácios de governo… E isso é um perigo.

 

Protesto 

 

O Movimento Brasil coordena, nesse domingo, o ato “Fora, Renan”, às 9 horas, na “Praça do Alagoinhas”, Ponta Verde, em frente à casa do senador Renan Calheiros. O ato, que defenderá também o fim do foro privilegiado, terá participação da líder do Movimento Nas Ruas, Carla Zambelli, e de outros grupos.

 

Proposta

O senador Benedito de Lira (PP-AL) defende que os políticos façam uma reflexão sobre o resultado da última eleição, que define: “Um claro recado de que existe uma grande insatisfação com a classe política, uma demonstração de que o eleitor brasileiro está cansado com a forma como se fez e se faz política no País”.

 

Cobrança

Para o senador Fernando Collor (PTC/AL), o governo federal precisa decidir, com urgência, sobre a renegociação das dívidas dos produtores rurais do Norte e do Nordeste prejudicados pela estiagem, a maior dos últimos tempos: “Espero, realmente, que as autoridades se sensibilizem com a extrema gravidade da situação”.

 

Contraponto

De nota da Seplag, a propósito de denúncia do deputado estadual Rogério Cunha, de que o Estado quer reduzir os investimentos em Educação no próximo ano: “Em 2017, o Estado investirá, em Educação, R$ 1,7 bilhão (26,89%). O valor é superior ao orçado em 2016, que correspondeu a 1,6 bilhão (25%).”

Agenda

O Sindicato dos Urbanitários de Alagoas realiza, desde ontem e até domingo, seu 10º Congresso Estadual, com o tema “Resistir ao Golpe: trabalhadores/a uni-vos”. A programação deste sábado, pela manhã e à tarde, será na sede da Fetag, tendo como um dos expositores Sérgio Gabrielli, ex-presidente da Petrobras.

Bem feito

Familiares de figurões presos nas operações Lava Jato e afins se queixam da situação dos parentes encarcerados. Principalmente das condições dos presídios e do impacto sobre pais, filhos e netos desses malfeitores de colarinho branco. Eles, malfeitores, deveriam ter pensado nisso antes de se apropriar de dinheiro público.

Gastança

Site “Diário do Poder”: “O MEC divulgou edital de licitação que prevê gastos de até R$ 198 mil por ano para o ministro Mendonça Filho e sua equipe lancharem enquanto voam nos jatinhos da Força Aérea Brasileira… a pasta explica que é preciso aumentar o ‘conforto’ de Mendonça Filho nos voos para ‘aumentar a eficiência’ do ministro.”

 

*Com texto e roteiro musical de Givaldo Kléber, o programa “Aplauso” do final de semana tem como personagem o cantor e compositor Jorge Aragão, grande nome do samba. Sábado, 15 horas, na Difusora AM; domingo, 10 horas, na Educativa FM.

* “Sou mãe, vai encarar?”, espetáculo em que Adriana Manolio fala sobre situações que vivem nas duas vezes em que engravidou, é atração deste sábado no Teatro Deodoro. A peça tem participação da pianista Eleny dos Anjos. Às 20h30m. Ingresso a R$ 30,00.

*O Senac/AL promove, de 2ª feira, 21, a 21 de dezembro, na Unidade Fernandes Lima, o Curso de Programação Neurolinguística, às 2as e 3as feiras, das 19 às 22 horas. As aulas serão ministradas por Fábio Gomes, trainer em Programação Neurolinguística.

*Estão abertas até a próxima 2ª feira, 21, as inscrições do I Concurso de Crônicas Ivone dos Santos, iniciativa da secretaria estadual da Cultura. É mais um reconhecimento póstumo à professora, jornalista, historiadora e escritora Ivone dos Santos.

*A juíza Juliana Batistela, de Santa Luzia do Norte, realiza workshop sobre constelação familiar na próxima 2ª feira, 21, a partir das 8 horas, no Fórum da Comarca. O evento é gratuito e abre a Semana Nacional da Conciliação, que segue até o próximo dia 25.

*A VII Mostra Sururu de Cinema Alagoano, que está com inscrições abertas até este domingo, 20, recebe incentivo, pela sexta vez, da distribuidora alagoana de gás natural, a Algás. O evento acontece de 15 a 18 de dezembro, no Centro Cultural Arte Pajuçara.

* “Em busca do sonho impossível” poderia ser denominado o desafio que o CRB tem na reta final a Série B, em que busca acesso à Série A. A etapa deste sábado é às 18h30m, contra o Brasil, em Pelotas. Para piorar, o CRB tem desfalque de 11 jogadores.


“Alguma coisa está errada na nossa pátria amada”

Cármem Lúcia

Presidente do STF, ao revelar que um preso no Brasil custa R$ 2,4 mil por mês e um estudante de ensino médio custa R$ 2,2 mil por ano