Blog do Dresch

9 de novembro de 2016

A valorização do turismo LGBT

                   O Ministério do Turismo está lançando o guia “Dicas para atender bem turistas LGBT” com a finalidade de proporcionar um melhor atendimento a estes viajantes no Brasil. Este segmento representa 10% dos viajantes no mundo a movimentam 15% do faturamento do setor, defende Marx Beltrão, ministro do Turismo. Na publicação, disponível na página do Ministério na internet, podem ser encontradas informações sobre legalidade, conceitos básicos e dicas gerais para atender bem. Entre os conceitos tratados no guia estão a diferença entre identidade de gênero, sexo biológico e orientação sexual. Os estabelecimentos são orientados a tratar os clientes pelo nome social, oferecer promoções para casais e datas especiais e sempre usar o termo orientação sexual.

Guia turístico LGBT 2

                   A publicação do Guia contou com a parceria do Ministério da Justiça e do Conselho Nacional de Combate à Discriminação e Promoção dos Direitos de Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais. O Guia também chegará ás secretarias estaduais e municipais de turismo. Segundo o Ministério do Turismo, o turista LGBT gasta, em média 30% a mais e viaja quatro vezes mais que os demais turistas. O mercado de viagens gays e lésbicas movimenta cerca de US$ 54 bilhões por ano. Além disso, 67% desses turistas têm preferência aos meios de hospedagem que se posicionam como “gay-friendly” (receptivo a gays) e por isso pagam 15% a 20% a mais nas tarifas.

O sambão do Planalto

                   Impondo medidas duras sob alegação de contenção de gastos para modificar o quadro da recessão econômica, o governo interino de Michel Temer não mede esforços para mostrar como não se faz economia. Sem licitação, o governo contratou a empresa “Treco Produções Artísticas Ltda.” por R$ 596.800,00 para organizar um show em homenagem ao centenário do samba. O evento para 600 convidados aconteceu na última segunda à noite, no Palácio do Planalto com a presença de Temer e da esposa Marcela e com apresentações de Neguinho da Beija Flor, Márcio Gomes, Áurea Martins e André Lara. A cantora Fafá de Belém foi contratada por R$ 15 mil para cantar o Hino Nacional. A contratação da “Trecos” foi feita pelo Ministério da Cultura, para prestar serviços de roteiro, direção, produção e garantir a apresentação dos artistas. O Ministério não justificou a dispensa de licitação, apenas registrou “Contratação de artistas consagrados pela crítica especializada e/ou opinião pública”. A festa previa ainda uma homenagem para 36 personalidades do samba, inclusive Dona Ivone Lara.

 

A inconstitucionalidade da PEC

                   O Núcleo de Estudos e Pesquisas da Consultoria Legislativa do Senado, divulgou esta semana um documento de 48 páginas, afirmando que a PEC 55 (antes 241) que limita os gastos públicos pelos próximos 20 anos, é inconstitucional. O parecer é assinado por Ronaldo Jorge Araújo Vieira Júnior, consultor do Senado na área do Direito Constitucional, Administrativo, Eleitoral e Partidário, além de ex-consultor-geral da Advocacia-Geral da União. O documento considera que caso o Senado aprovar a PEC, existem requisitos para que se proponha uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) perante o Supremo Tribunal Federal. “A PEC transforma o Executivo em um super poder, porque vai controlar os outros mediante a execução orçamentária” assinala o documento.

Coletes balísticos

                  O delegado-geral da Polícia Civil de Alagoas, Paulo Cerqueira, confirmou que foram entregues no último final de semana, 500 novos coletes balísticos para os policiais civis alagoanos. No total estão sendo adquiridos 2.022 coletes, sendo 1.400 comprados pela Secretaria de Segurança Pública com recursos estaduais e outros 622 que foram doados pela Secretaria Nacional de Segurança Pública. Todos devem ser entregues até Dezembro, segundo garantiu o delegado, o que permitirá atingir a todos os membros da instituição com acautelamento individualizado. Paulo Cerqueira acrescentou ainda que também estão sendo adquiridas 300 pistolas para uso dos policiais.

Cai busca por passagem aérea

                A procura pelo transporte aéreo doméstico de passageiros caiu 4,9% em Setembro na comparação com o mesmo mês de 2015. Esse já é o 14º mês de retração. A oferta doméstica de voos caiu 5,5% no mesmo período e está no 13º mês em queda. No acumulado do ano a demanda doméstica chega a 6,4%, e a oferta caiu 6,1% segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). O número de passageiros transportados no mercado doméstico em Setembro de 2016 atingiu 7,1 milhões, uma queda de 8,4% em relação ao mesmo mês em 2015. No período de Janeiro a Setembro do corrente ano, a redução foi de 8,2% ante mesmo período do ano passado.

 

 

Cai busca por passagem aérea 2

                 A demanda do transporte aéreo internacional de passageiros das empresas brasileiras, registrou queda de 4,7% em Setembro em comparação ao mesmo mês de 2015. A oferta internacional mostrou redução de 9,7% no mesmo período. A demanda e a oferta internacional estão em retração há sete meses consecutivos. O número de passageiros transportados por empresas brasileiras no mercado internacional em Setembro atingiu 614,5 mil, uma queda de 1,2% ante o mesmo mês no ano anterior. No período de janeiro a Setembro, a quantidade de passageiros transportados acumulou aumento de 1,4% em relação ao mesmo período de 2015.

 

 

  • O Ministério da Integração anunciou a liberação, esta semana de R$ 7,7 milhões para a sequência das obras do trecho IV do Canal do Sertão, que está com 58% de execução.
  • Também está sendo trabalhada a interligação do canal à adutora da Bacia Leiteira, que apresenta 65% de conclusão da primeira etapa.
  • Atualmente 358 mil pessoas no estado, recebem água dos trechos já concluídos (I, II e III além da adutora do Alto Sertão).
  • O Ministério também anunciou a liberação de R$ 30,3 milhões para a Adutora do Agreste de Pernambuco, e R$ 25,9 milhões para a Vertente Litorânea Paraibana. Quando estiverem concluídas, mais de 2,2 milhões de pessoas serão beneficiadas nesses estados.
  • Segundo o Ministério da Integração, o mês de Outubro teve o maior desembolso financeiro para estas obras hídricas estruturantes. Foram pagos R$ 103,7 milhões, sendo R$ 43,2 milhões para o Cinturão das Águas do Ceará; R$ 28 milhões para o Canal do Sertão (AL); R$ 25 milhões para a Adutora do Agreste (PE) e R$ 7,4 para a Vertente Litorânea (PB).