Blog do Dresch

8 de novembro de 2016

Requião condena a política econômica

            Em entrevista à revista Carta Capital do fim de semana, o senador Roberto Requião (PMDB-PR), defendeu que o Brasil não deve limitar gastos e investimentos “mas fazer um movimento contrário para superar a recessão econômica”. Ele citou inclusive a política de investimentos do presidente americano Franklin Roosevelt, (batizada de “New Deal”) que impulsionou a economia, gerou empregos e aumentou o consumo, fazendo com que os EUA superassem a crise de 1929, conhecida como “A Grande Depressão”. Na opinião do senador paranaense, limitando os gastos e os investimentos, através da PEC 241, o Brasil fica refém da financeirização da economia.

No combate à recessão 2

              Ainda segundo Requião, o presidente interino Michel Temer confia plenamente na condução da política econômica do ministro Henrique Meirelles, da Fazenda. “Conheço o Temer e ele nunca falou em estado mínimo. Falava em redistribuir o orçamento para reforçar estados e municípios. Tinha ojeriza a algumas distorções da aposentadoria, que realmente existem. Mas o estado mínimo é coisa do Meirelles. É um erro brutal, porque parte de uma análise equivocada da origem da crise” assinalou. Para ele, o Estado mínimo tem relação direta com a Operação Lava Jato, reduzindo o país a um mero produtor de commodities. “Pretende-se firmar o país como celeiro do mundo, enquanto o povo passa fome” disse Requião.

 

STF e o sacrifício de animais

           Uma ação em que se discute o sacrifício de animais em rituais religiosos de origem africana deve ser julgada pelo Supremo Tribunal Federal nos próximos dias. A ação é do Ministério Público do Rio Grande do Sul e pretende derrubar trecho de uma lei gaúcha que livra da punição por maus tratos a animais utilizados em cultos e liturgias de matriz africana, como o candomblé e que praticam sacrifícios. Após ter condenado a prática das vaquejadas em todo o país, agora o STF terá de decidir, mais uma vez, colocando em lados diferentes os defensores de animais e os de tradições culturais brasileiras. A lei que livra da punição os maus tratos aos animais, foi aprovada pela Assembleia Legislativa gaúcha em 2004. O MP recorreu ao Tribunal de Justiça, mas teve o pedido negado, direcionando então, seu apelo ao Supremo. O grande debate do STF agora é saber se a liberdade de culto, o caráter laico do Estado e a proteção a manifestações culturais deve prevalecer, nesses casos, sobre a proibição aos maus tratos e a proteção do meio ambiente. Diversos órgãos e entidades já se manifestaram a respeito, utilizando inclusive acordos internacionais sobre o tema.

 

Fotos para o Bicentenário

              Profissionais da fotografia e amadores inspirados podem participar do Concurso de Fotografia, lançado pela Secretaria de Estado da Comunicação (Secom), dentro das ações de comemoração pelo bicentenário de emancipação do Estado. As inscrições foram abertas no último dia 1º e seguem até 15 de Dezembro e pode concorrer qualquer material que ainda não tenha sido publicado, exibido em público, ou contemplado com alguma premiação. A temática exigida pelo edital, versa sobre “Minha Alagoas” e suas mais diversas tendências e pluralidades do seu povo e do seu território. Os trabalhos selecionados, serão expostos em uma exposição em Janeiro no Teatro Deodoro e receberão prêmios em dinheiro.

Segunda parcela do 13º

              O Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) anunciou o pagamento da segunda parcela do décimo terceiro salário de aposentados e pensionistas para o próximo dia 24 se estendendo até 7 de Dezembro. Quem ganha um salário mínimo recebe primeiro.  Acima dele, o pagamento será feito em 1º de Dezembro. Para quem ganha acima de R$ 1.903,98 será feito nesta parcela o desconto do Imposto de Renda retido na fonte. A gratificação será paga conjuntamente com a folha de pagamento referente a Novembro. O INSS para o benefício para quem recebe aposentadoria, pensão por morte, auxílio-doença, auxílio-acidente, auxílio-reclusão e salário-maternidade do INSS.

Agricultura irrigada

               O desenvolvimento de projetos de agricultura irrigada em diversos pontos do estado, tornou-se base de um protocolo de intenções assinado pelo Governo de Alagoas e o Ministério da Integração. A partir daí será criado um Plano Diretor da Agricultura Irrigada e de Recursos Hídricos para o Estado de Alagoas. O protocolo foi assinado pelo Secretário da Agricultura, Álvaro Vasconcelos e pelo Secretário Nacional de Irrigação, Ricardo Santa Rita, e coloca Alagoas em um projeto pioneiro em todo o país. Com o Plano Diretor, serão desenvolvidas ações conjuntas, elaboração de estudos, pesquisas e levantamentos, para programas e planos destinados ao desenvolvimento da agricultura irrigada.

Sobre a Voz do Brasil

             A Câmara dos Deputados pode apreciar a partir de hoje (8) a Medida Provisória que trata sobre a flexibilização da Voz do Brasil, até porque ela está trancando a pauta de votações. O parecer da comissão especial criada para estudar a flexibilização do programa, previa a mudança do horário durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio de Janeiro (5 de Agosto a 18 de Setembro), mas o prazo foi ampliado e agora se estuda a possibilidade de manter a livre escolha do horário, entre 19h e 21h. A Voz do Brasil, programa de rádio mais antigo da América Latina, faz uma resenha diária das ações e deliberações do Executivo, Legislativo e Judiciário do Brasil.

 

 

  • A coluna parabeniza e comemora com todos os companheiros vitoriosos no Prêmio Braskem de Jornalismo 2016.
  • Todos são merecedores, e até aqueles que não premiaram mas abrilhantaram com seus trabalhos a disputa e só engrandeceram a competição.
  • Destaco, com alegria e reverencia, o Prêmio de Reportagem Impressa, com a reportagem “Universo dos Sem Pedaço”, publicada nesta Tribuna Independente, e de autoria do repórter Wellington Santos.
  • Um trabalho que mostrou um problema enfrentado por milhares de pessoas, que sofrem com feridas, amputações, recuperações demoradas, horas e horas em hospitais, em clinicas, em consultórios.
  • A abordagem tratou do esforço e dedicação de uma estudante de enfermagem, Polyana, que se especializou no trabalho de cicatrização de úlceras e feridas, e hoje já requisitada por médicos, equipes e pacientes e até por estudos e pesquisas nacionais sobre o assunto.
  • Festa para Polyana. Festa para o Wellington e principalmente para o bom jornalismo.