Flávio Gomes

5 de novembro de 2016

Brasil diz o que não quer

Da jornalista Helena Chagas: “… O alto e inédito número de abstenções e votos nulos em grandes centros como o Rio, por exemplo, dão uma pista importante: boa parte das pessoas não quer nada do que está aí lhe sendo apresentado como opção. É nessas horas que surge espaço para o ‘novo’, que nem sempre é de fato novo. Na maioria das vezes, é o velho travestido de novo, representando antigos esquemas e alianças cheirando a naftalina. Muita água ainda vai passar por debaixo da ponte até 2018, arrastando com elas as verdades apressadas e provocando novas reflexões. Por exemplo: o eleitorado não quer o PT da corrupção e nem o da má gestão da economia. Mas, distanciada a decepção, passada a raiva, e governada por outras forças sob o regime da austeridade que inevitavelmente vai reduzir o tamanho do Estado e sua ação social, como estará a percepção dessas pessoas, sobretudo daquelas famílias que melhoraram de vida na era petista? Se Michel Temer recuperar a economia e, sobretudo, o emprego, todo mundo vai ficar satisfeito – e essa é uma possibilidade real. Mas se não for bem assim, e a recessão se aprofundar, a memória dos que saíram e voltaram a ficar abaixo da linha da pobreza, ou foram para a classe média e de lá retornaram, poderá se avivar. Podem, quem sabe, sentir saudades de quem promoveu essas mudanças lá atrás. Sem qualquer sombra de ideologia.”

Na mosca

Em 2014, logo após as eleições daquele ano, o cientista político Eduardo Magalhães disse, em entrevista ao programa “Conjuntura”, na TV Mar, que seria inevitável, num futuro próximo, o confronto entre Renan Calheiros Filho e Rui Palmeira na disputa pelo governo do Estado. Agora, o futuro está anunciado para 2018.

Recomendação

Rosinha da Adefal (PT do B), que reassumiu o cargo de deputada federal, ao dizer no programa “Conjuntura”, da TV Mar, que não há no Congresso nenhuma proposta do governo para a reforma da Previdência: “Quem está prestes a se aposentar não tem que se preocupar agora. E há de se respeitar o direito adquirido.”

Vinculação

Anísio Amorim (PMDB), eleito pela 6ª vez em Murici, quer disputar a presidência da União dos Vereadores de Alagoas, informa o jornalista Edmílson Teixeira. “Anisão” é amigo de infância e aliado político de Renan Calheiros desde a juventude. O mérito da vitória ou o desgaste da derrota será atribuído ao senador.

Articulação

“Sabemos que vamos pegar um grande problema, mas estamos dispostos a administrar os desafios”, disse o prefeito eleito de Palmeira dos Índios, Julio Cezar (PSB), em reunião com dirigentes do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac. Em debate, a qualificação profissional de jovens e o fortalecimento do comércio de Palmeira.

Nova rota

A mais recente greve na Universidade Federal de Alagoas é mais um desestímulo a quem pretende estudar na instituição, porque, com tantas paralisações, fica difícil saber quando concluir o curso. Para se ter ideia, o ano letivo de 2016 começou em agosto – e já foi interrompido. O caminho tem sido faculdades particulares.

Determinação

O Governo Federal tem mais de R$ 30 bilhões em ações e projetos para reduzir os efeitos da seca severa, que dura cerca de seis anos no Semiárido brasileiro e começou a afetar outros Estados. Dentre as prioridades, a revitalização de bacias dos rios, principalmente do São Francisco, para ofertar água em qualidade e em quantidade.

Descrença

Do jornalista Ricardo Noblat, em seu blog, em “O Globo”: “Políticos que se imaginam a salvo da Lava-Jato, ou que rezam para se salvar, falam em reforma política a ser aprovada para produzir efeitos em 2018. Mas serão eles (cruzes!) que votarão tal reforma. É de se acreditar que produzirão algo decente?”

 

*Os melhores trabalhos de 2016 em comunicação serão conhecidos neste sábado, com o 27º Prêmio Braskem de Jornalismo. A solenidade será conduzida pela jornalista Leilane Neubarth, da Globo News, às 21 horas, no Espaço Pierre Chalita, em Jaraguá.

* O Edital Senai/Sesi de Inovação recebe, até 2ª feira, propostas de empresas para financiamento de projetos de inovação tecnológica, de desenvolvimento de protótipos e na área de saúde e segurança do trabalho. No total, há disponíveis R$ 23,6 milhões.

*O programa “Aplauso” do final de semana homenageia Sérgio Sampaio, que segundo o cantor pernambucano Lenine se equipara a Tim Maia e Raul Seixas, como “maldito” da MPB. Sábado, 14 horas, Difusora AM; domingo, 10 horas, na Educativa FM.

*O Parque Shopping vai promover neste domingo a chegada do Papai Noel, que descerá de helicóptero no estacionamento, e inaugurar a decoração natalina. Para animar o público, a banda Divina Super Nova se apresenta às 16 horas, em espetáculo infantil.

* O Iate Clube Pajussara, na orla de Pajuçara, promove hoje a festa “Anos Dourados”, a partir das 22 horas, com a Banda Celebration. Participação especial de Mister Pacco, guitarrista e vocalista do antigo grupo Os Incríveis. Contato: 3231.8877.

* O Trio Tardif-Avellar-Martins se apresenta, 2ª feira, no encerramento do 2º Encontro de Cordas da Escola Técnica de Artes da Ufal, no Espaço Cultural, Praça Sinimbu, que se inicia às 9 horas, com um Masterclass. O concerto tem início às 19 horas.

*Missão (quase) impossível: o CRB precisa vencer seus últimos cinco jogos na Série B para, dependendo de resultados de concorrentes, subir à Série A. O primeiro desafio é hoje, às 16h30m, no Trapichão, contra o Náutico, adversário direto na luta pelo acesso.

 

“A Lava-Jato tem sido um grande instrumento de combate à corrupção”

Gilmar Mendes

Ministro do STF, para quem, apesar disso, nem todas as decisões do juiz Sérgio Moro e dos procuradores que atuam no caso são incontestáveis