Edmilson Teixeira

2 de novembro de 2016

Piranhas

“Ao que parecem, as almas ‘sebosas’ de Lampião e seu bando, resolveram atanazar nosso município nesses últimos oito anos, ocasionando um clima de atraso sem igual. Veja bem, a ex-prefeita Mellina Freitas, hoje secretária de Cultura de Alagoas; como todos sabem,  comandou uma quadrilha, que chegou a desviar cerca de 16 milhões de reais, entre o período de 2009 a 2012, conforme levantamento do MPE/AL, cuja prática, era o pagamento de compra e serviços contratados e não realizados; ação criminosa que  engessara por completo o crescimento de Piranhas” disse um leitor que pediu para não revelar seu nome, denunciando a situação de abandono hoje de Piranhas

 

Piranhas II

 

“O  sucessor de Mellina, o Dr. Dante, que despontava como a bola da vez na qualidade de opositor, em pouco mais de  um ano  no comando da Prefeitura, já estava roubando até pano de boneca; tanto que espontaneamente renunciou seu cargo em fevereiro de 2015, sobretudo pressionado pela Justiça, que o acusava de uma série de falcatruas com o dinheiro público” afirma 

 

Piranhas III

 

“O vice-prefeito Manoel Audálio que assumiu o cargo, tem sido um verdadeiro desastre. Não disse para que veio; além de não dispor de noção alguma para comandar uma administração do porte de Piranhas. Na verdade, a cidade hoje vive completamente abandonada; lixos por toda parte, salários atrasados; todos os servidores  comissionados e contratados foram afastados, em fim, nossa esperança agora é aguardar pela futura prefeita, dona Maristela (PP), eleita com 6.921 votos, ela que derrubou o ‘poderoso’ ex-prefeito e atual deputado Inácio Loiola (PSB) com uma diferença de 270 votos”, disse.

 

Piranhas IV

 

“Um posto de Saúde inaugurado no meio do ano, até agora não funcionou; rombo de mais de 2 milhões na Previdência Municipal,  fornecedores há meses sem receber, motoristas que transportam estudantes em seus automóveis cruzaram os braços, porque estão sem ver a cor do dinheiro; o lixo somente uma caçamba da Prefeitura é quem está fazendo a coleta diária, uma vez que os proprietários dos outros veículos estão sem receber. Acreditamos que na Educação o ano letivo será prejudicado e tudo leva a crer, que haverá uma paralização por parte da maioria dos servidores municipais neste restante de ano, principalmente da Saúde e Educação” completou.  

 

Atalaia 

A ótima notícia  para a comunidade de Atalaia, é que a Usina Uruba que já  deu início a sua segunda moagem como empresa Cooperativada  promete aquecer por completo a economia da região. É que o ressurgimento do parque industrial que aconteceu graças ao apoio do Governo de Alagoas, tem uma previsão por parte de sua diretoria  de moer um milhão de toneladas de cana de açúcar e a geração de aproximadamente 2.300 empregos diretos e 400 terceirizados. 

 

Atalaia II

 “Essa segunda moagem da Usina Uruba simboliza que o modelo do cooperativismo vem dando certo no setor e traduz a esperança das famílias dos trabalhadores, dos produtores e dos fornecedores”, constata o secretário de Agricultura do Estado, Álvaro Vasconcelos. Segundo ele, a geração de emprego e renda no atual momento de crise é motivo de comemoração.

 

 

Palmeira dos Índios 

Ao que parece, o futuro prefeito de Palmeira, Júlio Cezar (PSB), já começou a trabalha. É que na manhã segunda-feira, ele se reuniu com os dirigentes do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, a fim de analisar a viabilidade de parcerias que venham a contribuir com o desenvolvimento do município. Em pauta, a qualificação profissional com foco, principalmente, para os jovens e o fortalecimento do comércio de Palmeira. Segundo Júlio, existem cerca de 400 mil consumidores em potencial naquela região. 

 

Barra de São Miguel 

Teve início na terça-feira, na Barra de São Miguel, o primeiro Seminário e Curso Internacional de Ostras e Comunidade. É um evento vai até sexta-feira e que conta com a participação da Secretaria de Estado da Agricultura, com o tema “Produção, depuração, comercialização e gestão participativa”.  As palestras e debates acontecerão nos espaços do Villa Barra Hotel, a partir das 10h.

 

 

Barra de São Miguel II

 

O evento é direcionado às comunidades produtoras, empresários, especialistas, consultores, estudantes e gestores públicos de turismo e técnicos. O curso é presencial e terá carga horária de 32 horas de duração, e prevê ainda aulas teóricas e visitas às áreas de cultivo e às instalações da Depuradora de Coruripe.

 

Parcerias

 

Na segunda-feira, a Sesau firmou convênio com os Correios, a fim de ampliar os serviços ofertados à população do interior e capital, no que se refere à parte logística, quanto ao Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (CEAF) e pela Hemorrede Pública do Estado. “Com essa união com os Correios visamos melhorar o lado social, levando os medicamentos para os 102 municípios alagoanos e para atender, especialmente, aquelas pessoas que possuem alguma dificuldade de locomoção”, comentou a secretária da Sesau, Rozangela Wyszomirska.