24 de outubro de 2016

As cinquentinhas.

Parece que agora vai!

As autoridades brasileiras padecem de um grande defeito. Primeiro deixam que os problemas cresçam para depois tomarem as medidas legais cabíveis. Quando o dragão já está “cuspindo” fogo é que vão apagar!

Vemos isso no futebol onde as brigas de torcida são constantes e cada vez mais violetas e no deslocamento de pessoas usando motos chamadas cinquentinhas.

As brigas dos torcedores do Corinthians Paulista estão com dias contados. Foram detidos dentro do estádio. Identificados e presos os agressores. Acredito que serão julgados e banidos do futebol para que os torcedores que querem torcer pelo clube ordeiramente possam comparecer aos estádios com suas famílias.

Já as motos cinquentinhas envolvem muito mais problemas. Além de serem turbinadas para cilindradas maiores que 50cc, os seus condutores não “tiram” carta de habilitação e não usam capacete junto com seus caronas.

Usam velocidade excessiva. “Costuram” entre os carros. Passam pelos “pardais” a mais de sessenta por hora e nada acontece. E ainda não registram as máquinas no departamento de trânsito. Ou seja: não possuem documentação para serem autuados.

Junto a tudo isso vem o fato mais agravante: vão aumentar em muito as estatísticas de mortos, deficientes e incapazes, pois os acidentes são iguais ou maiores que os com motos e condutores regularizados. Vão aumentar também a estatística dos serviços de saúde em urgência e em benefício.

Vamos torcer que a lei agora “pegue”, pois o Brasil varonil necessita acordar e passar a agir com rigor em benefício de seus cidadãos e cidadãs!