Flávio Gomes

19 de outubro de 2016

O perdão a Zé Dirceu

Do jornalista Jorge Oliveira: “Seria muito bom que a bondade do senhor procurador-geral da República, que pediu ao STF que Zé Dirceu fosse perdoado da condenação do mensalão, também fosse estendida aos ladrões de galinha que vivem amontoados nos cárceres do Brasil. Zé Dirceu continuou delinquindo mesmo quando ainda estava preso na Papuda em Brasília. Foi provado que recebia milionárias propinas que saiam da Petrobras para o seu bolso, agravante que impediu o perdão da sua pena, segundo o procurador-geral declarou à época. E o que mudou então de lá pra cá para o STF perdoar a pena de Zé Dirceu? Aparentemente nada, para nós mortais. Mas para Rodrigo Janot, muita coisa, depois que ele encontrou filigranas jurídicas para beneficiar o chefe da quadrilha petista no seu novo pedido encaminhado ao STF. Janot reavaliou seu parecer anterior sobre a conduta de Zé Dirceu, dizendo que a má conduta do ex-ministro teria ocorrido antes do período previsto no decreto de indulto de Natal do ano passado. Não considerou sequer que Zé Dirceu foi condenado a vinte anos de prisão pelo juiz Sérgio Moro por crime cometido quando ele ainda estava preso na Papuda. Desconsiderou, inclusive, a reincidência da delinquência do ex-ministro de Lula Baseado nessa elasticidade jurídica do procurador-geral da República é que o ministro Roberto Barroso, do STF acatou o novo parecer e perdoou a pena de Zé Dirceu…”

Fumaça 

Ganha corpo, em Brasília, a informação de que Renan Calheiros, quando deixar o cargo de presidente do Congresso Nacional, será Ministro da Justiça. Cargo, aliás, que ele já ocupou no governo FHC. Não se sabe é se Michel Temer correrá o risco político de ter na Justiça mais um ministro respondendo a processos.

Razões

O certo é que Renan Calheiros dificilmente ficará sem um cargo de expressão, ao ter de deixar a presidência do Senado. Pelo seu espaço no mercado político, e pela força que tem por conta disso, não parece razoável que ele vá para a planície, como se diz na gíria política. Até porque precisa de prerrogativas.

Ponto comum 

Rui Palmeira e Cícero Almeida devem estar preocupados com o Dia do Servidor Público, 28 de outubro, que neste ano cai numa 6ª feira, antevéspera do segundo turno da disputa pela prefeitura. O “feriadão” pode tirar muitos funcionários públicos de Maceió, em viagem. Com isso, a tendência é aumentar a abstenção.

Alerta

Agiotas já cobram a conta dos prefeitos que ajudaram a eleger. Essa atividade existe há muito tempo, mas foi maior na eleição deste ano, pela proibição de doação de recursos de empresas para as campanhas. O MP deve ficar de olho, pois a contrapartida a esses “doadores” virá, sem dúvida, dos cofres públicos.

Postura

O deputado estadual Rodrigo Cunha foi pressionado para ser candidato do PSDB a prefeito de Arapiraca. Não quis, embora liderasse pesquisas internas, por compromisso com Rogério Teófilo, companheiro de partido, e para não interromper o primeiro mandato na ALE. Ganhou muito, com a vitória de Rogério.

Braskem 

A Braskem participa da “Feira K”, principal evento internacional da indústria de plásticos e borracha, até 26 de outubro, em Düsseldorf, Alemanha. Na feira, apresenta projetos de expansão em nível internacional e também portfólio de novidades em plástico e em química, área onde tem clientes em 70 países.

Opinião 

De Marcus Pestana, deputado federal do PSDB-MG, sobre a PEC 241: “Quem perderá se a PEC não for aprovada? Os mais pobres, pelo aumento da inflação e do desemprego e pela falência das políticas públicas. E os jovens, porque herdarão um país quebrado. O Brasil precisa mudar. Basta que sejamos responsáveis e façamos nosso dever de casa.” 

 

*Por um erro de digitação, Conjuntura publicou que a última pesquisa Ibope sobre a disputa em Maceió registrara 67% para Rui Palmeira (PSDB) e 37% para Cícero Almeida (PMDB). Na verdade, Almeida obteve apenas 33% – diferença de 44 pontos, pró Rui.

*A diretoria da Academia Alagoana de Letras foi reconduzida para o biênio 2016/2018, mantendo o escritor Carlos Méro presidente. O 1º vice-presidente é Alberto Rostand Fernandes Lanverly e o 2º vice-presidente é Marcos Davi Lemos de Melo.

*Acontece hoje o Fórum “Maceió – Destino Referência em Integração Institucional”, uma iniciativa do Sebrae Alagoas em parceria com o Maceió Convention & Visitors Bureau. No Centro de Convenções de Maceió, das 15 às 18 horas. Contato: 4009.1722.

* A Seplag, através da Superintendência da Escola de Governo de Alagoas, promove, no dia 23 de novembro, a premiação do VII Concurso de Ações Inovadoras. O concurso é uma atividade que faz parte das comemorações do Mês do Servidor 2016.

* O penúltimo show da temporada 2016 do projeto Teatro Deodoro é o Maior Barato traz hoje “Elaine Kundera, 30 anos”, em que a cantora comemora sua trajetória profissional. A partir das 19 horas, no Teatro Deodoro. Ingresso a R$ 20,00.

* Em sua 9ª edição, a Mostra Cultural do Instituto da Visão tem como tema “Revivendo o Cordel”, com artistas de diferentes vertentes inspirados na Literatura de Cordel. A mostra segue aberta ao público até 28 de outubro, no próprio Instituto da Visão.

*O Conselho Regional de Medicina Veterinária de Alagoas aproveita a campanha do Outubro Rosa, voltado às mulheres, para alertar sobre cuidados preventivos em relação a animais de estimação. Quem está à frente é a médica veterinária Simona Sanches.


“Pena só pode aplicada no Brasil quando há previsão legal”

Cármen Lucia Rocha

Presidente do STF, ao defender, no programa Roda Viva, da TV Cultura, que a lei deve ser mudada para haver punição mais severas para magistrados