Blog do Dresch

14 de outubro de 2016

Criminalística receberá equipamentos americanos

                 Um contrato para cessão equipamentos a serem utilizados no Laboratório de DNA do Estado, foi assinado entre o Instituto de Criminalística de Alagoas e a empresa Life Technologies, uma das maiores do mundo na área de biotecnologia, com sede na Califórnia (EUA). Segundo o perito-geral Manoel Melo, a empresa americana está disseminando tecnologia própria, através de uma prestação de serviços temporária sem qualquer ônus para os cofres públicos, durante o período de comodato. Desta forma o Laboratório poderá utilizar os equipamentos da Life Technologies.

Equipamentos de criminalística 2

                Segundo informações da perita criminal Rosana Coutinho, chefe do Laboratório Forense, o contrato antecipa a chegada de um analisador genético de oito capilares, que permite análise simultânea de oito amostras, um conjunto de estação de trabalho para genotipagem e um conjunto de softwares com sistema proplex para amplificação do DNA. Os equipamentos serão importados da matriz da empresa nos Estados Unidos e deverão chegar à sede do Laboratório em cerca de 40 dias. Ao mesmo tempo da viabilização do citado contrato, o Instituto também está em processo de aquisição definitiva de outros equipamentos importantes, cujo projeto já foi autorizado pelo Conselho Estadual de Segurança Pública (Conseg).

Campanha para a Previdência

                   O governo federal decidiu fazer uma campanha para aprovar a reforma da Previdência, bem maior do que a que foi feita pela PEC dos gastos. A informação é do ministro da Fazenda Henrique Meirelles. Segundo ele, o governo vai definir aspectos finais do projeto, que devem ser o estabelecimento de idade mínima de aposentadoria aos 65 anos e o fim do pagamento de duplas aposentadorias, entre outras propostas em discussão. Mais uma vez serão feitas reuniões com os parlamentares, com o presidente Michel Temer e o próprio ministro à frente dos encontros. Depois haverá uma campanha de esclarecimento das medidas com o destaque para necessidade de aprovação. “Deverá ser uma campanha mais extensa, longa e abrangente, incluindo publicidade” assegurou Meirelles. Entre os pontos da reforma o ministro da Fazenda salientou somente a questão da idade mínima, que deve ficar mesmo aos 65 anos e a chamada dupla aposentadoria, que a reforma pretende acabar. Hoje uma pessoa recebe aposentadoria normal e pode receber outra com a morte do cônjuge. A reforma acabará com isso, com a pessoa optando pela pensão que quiser.

 

País péssimo para meninas

                  O Brasil está entre os 50 piores países do mundo para se nascer mulher segundo ranking divulgado pela ONG internacional Save The Children. A posição é decorrente do alto número de casamentos infantis (antes dos 18 anos) e da quantidade de meninas grávidas na adolescência. O relatório destaca ainda o fato de o Brasil estar apenas três posições à frente do Haiti, mesmo tendo uma renda média considerada alta, enquanto que a ilha é um dos lugares mais pobres do mundo. Contudo, alguns países com Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) dos mais altos como Austrália (21º no ranking), Reino Unido (15º), Canadá (19º) e França (18º) ficaram em posições consideradas ruins pela ONG.

País péssimo para meninas 2

                   Na elaboração do ranking, o relatório leva ainda em consideração alguns fatores em especial, como os já citados casamentos infantis e gravidez na adolescência e ainda a mortalidade materna, a representatividade feminina no parlamento e a conclusão do ensino médio pelas garotas. Outros assuntos que ainda influenciam na qualidade de vida das meninas pelo mundo, como acesso a serviços de saúde e educação sexual, violência de gênero, suscetibilidade a conflitos e desastres e exclusão econômica. Na maioria dos casos, de acordo com a ONG a fragilidade das garotas está especialmente relacionada à sua condição social.

Desmonte do Banco do Brasil

                   A chamada “reestruturação” do Banco do Brasil foi iniciada esta semana com a integração de áreas, enxugamento de pessoal e várias outras alterações na estrutura do banco. Os 93 funcionários vinculados à Diretoria de Crédito Imobiliário foram avisados de que a área será integrada à Diretoria de Empréstimos e Financiamentos, onde trabalham 133 pessoas. Também a Diretoria de Habitação será reformulada, uma vez que foi criada para o Programa Minha Casa Minha Vida. As decisões ainda não são definitivas mas acredita-se que o governo Michel Temer deva cortar cerca de 18 mil trabalhadores do BB, de um total de mais de 115 mil empregados.

Papa pede cessar-fogo

                   Mais uma vez o Papa Francisco implorou por um “cessar-fogo” imediato na Síria, e pediu que ele se estenda pelo tempo necessário para permitir a retirada dos civis, especialmente das crianças. O apelo foi feito durante um intenso ataque aéreo sobre a cidade de Aleppo. “Quero destacar e reiterar minha proximidade com todas as vítimas do desumano conflito vivido na Síria. E, com caráter de urgência, renovo meu apelo, implorando a todas as autoridades, com toda a minha força, um cessar-fogo imediato” disse Francisco na audiência semanal na Praça de São Pedro. O exército sírio, apoiado pela Rússia, bombardeia intensamente a cidade desde 22 de Setembro. Milhares de pessoas, na maioria civis, perderam a vida.

 

 

  • Em solenidade que acontece na manhã de hoje no Palácio dos Palmares, o Governo de Alagoas vai outorgar recursos para 134 pesquisadores que foram selecionados em oito editais da Fundação de Amparo à Pesquisa de Alagoas (Fapeal). O aporte concedido é de R$ 4,3 milhões.
  • A outorga vai contar com a presença de acadêmicos e gestores de todas as universidades do Estado (Ufal, Uneal, e Uncisal), do Instituto Federal de Alagoas (Ifal), e dos Centros Universitários Unit e Cesmac.
  • Segundo o professor Fábio Guedes, diretor-presidente da Fapeal, a cerimônia representa o compromisso do órgão com o investimento e o reconhecimento da importância da pesquisa científica e acadêmica no Estado.
  • Através dos editais foram selecionados pesquisadores e estudantes que apresentaram projetos voltados á participação em reuniões científicas no Brasil e no exterior; organização de eventos científicos em Alagoas; auxílio à pesquisa nas universidades do Estado e auxílio a periódicos científicos.