13 de outubro de 2016

Imersão em Medicina do Esporte.

Estive na segunda e terça-feira pp. fazendo uma imersão em Medicina esportiva no Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo. O curso foi coordenado pelo Professor doutor Arnaldo Hernandez e pelo doutor André Pedrinelli respectivamente diretor e chefe do serviço de medicina do esporte do HC.

Tive a oportunidade de ficar alinhado com as atividades de médicos do esporte das várias modalidades esportivas que participaram das Olimpíadas e Para Olimpíadas. Todos são do HC ou já foram do citado serviço.

Apesar de todo o nosso terceiro mundismo, realizamos muito bonito e com eficiência as atividades médicas e as de todos os componentes da área de saúde, alimentação e recuperação.

Novidades tivemos através do Professor Norueguês de Oslo Lars Engebrestsen que trouxe toda a sua experiência em jogos olímpicos e de inverno que participa pela Fifa.

Falou sobre as lesões traumáticas dos joelhos com ênfase nos traumas que geram as rupturas do ligamento cruzado anterior. Também chamado de LCA. Exercícios preventivos visando fortalecer a musculatura envolvida e a propriocepção. Assim evitando a cirurgia reconstrutora como também fazendo uma economia de tempo e dinheiro para o cliente e para o estado.

Grande surpresa ao encontrar o Professor doutor Mânlio Mário Marco Napoli, grande nome da ortopedia brasileiro com 95 anos de idade. Chefe do grupo de pé e tornozelo do HC na época que fiz pós-graduação. Fundador da Sociedade Brasileira de pé e tornozelo. Estava chegando para visitar sua esposa que havia feito cirurgia do colo do fêmur. Aproveitando foi logo dando uma aula sobre a lesão: quebra e depois cai! Sua esposa está bem só aguardando a recuperação natural da fratura!