Blog do Dresch

11 de outubro de 2016

Uma premiação para o jornalismo científico

                   Será lançado no próximo dia 25, o Prêmio de Jornalismo Científico que levará o nome do professor e doutor em jornalismo, José Marques de Melo, e tem como objetivo estimular a produção jornalística alagoana na área da ciência, tecnologia e inovação. A iniciativa é da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, da Fundação de Amparo à Pesquisa de Alagoas (Fapeal), do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Alagoas e do Maceió Shopping. Serão premiados os melhores trabalhos nas seguintes categorias: jornalismo impresso, rádiojornalismo, reportagem de televisão, webjornalismo, estudante, e uma reportagem especial sobre os 200 anos de emancipação de Alagoas.

Jornalismo científico 2

                   Para o presidente do Sindicato dos Jornalistas, Flávio Miguel, a premiação é importante para a categoria porque amplia o mercado de premiações e estimula a produção e a qualidade jornalística em Alagoas. “É o tipo de iniciativa que valoriza o profissional, além de divulgar o trabalho científico no nosso estado” disse o sindicalista. Outro fator importante para o jornalismo alagoano é a homenagem ao professor José Marques de Melo, natural de Palmeira dos Índios, o primeiro doutor em jornalismo do Brasil. Atualmente é docente do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da Universidade metodista de São Paulo.

 

Cargos viram moeda de troca

                   Em busca dos votos necessários para a aprovação da perniciosa PEC dos gastos públicos, os deputados aproveitaram para negociar cargos nas empresas estatais. Fechados desde Domingo no Palácio do Planalto, os deputados seguiram à risca a determinação do presidente Michel Temer porque sabiam do interesse vital do Governo na aprovação da PEC, como de fato aconteceu, com 366 votos favoráveis. Para o Governo, os pedidos de cargos já eram esperados. “Nada disso é surpreendente. Sempre há um deputado federal, inclusive favorável à austeridade fiscal, que aproveita a situação para fazer negociações do seu interesse” avaliou um aliado governamental. Para garantir a aprovação da proposta, o presidente montou até uma força-tarefa ministerial, que incluiu a criação de um gabinete de inteligência, para identificar traições da base aliada e a exoneração temporária de auxiliares diretos que detêm mandato de deputado federal. Foi o caso dos ministros Bruno Araújo (Cidades), Fernando Coelho (Minas e Energia), Max Beltrão (Turismo). Durante a sessão de segunda a noite o próprio presidente tampão Michel Temer monitorou a votação para garantir os votos necessários. As informações são da Folha de São Paulo.

 

Colírio anti retinopatia

                Um colírio usado na prevenção e combate da degeneração gradativa que acontece com frequência nos olhos das pessoas com diabetes (retinopatia diabética), foi desenvolvido por um grupo de pesquisadores das faculdades de Ciências Médicas (FCM) e Engenharia Química da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Uma das vantagens do colírio é o fato de não ser invasivo. Por ser tópico não implica em riscos e cria uma barreira contra as alterações neurodegenerativas que afetam os diabéticos, explicou uma das pesquisadoras envolvidas no programa.

Colírio anti retinopatia 2

                  Ainda segundo a pesquisadora Jaqueline Lopes de Farias, por causa da hiperglicemia –excesso de açúcar no sangue- vários órgãos podem ser comprometidos. Em 40% dos casos, a doença leva a complicações na retina provocados pelo efeito tóxico da glicose. O sistema nervoso e vascular da retina passa a ter alterações progressivas que podem levar a cegueira. Atualmente o tratamento é feito com opções invasivas, como a fotocoagulação com laser, injeções intravítrea ou mesmo cirurgia. A descoberta desta tecnologia pode ser benéfica também no tratamento de outras anomalias da visão, como o glaucoma.

Reconhecido como ditador

                 O Chile reconheceu, oficialmente, o general Augusto Pinochet como “ditador e artífice de um aparato terrorista do Estado”. Uma resolução neste sentido foi aprovada pela Câmara dos Deputados e o texto também descreve o líder do golpe de estado de 1973 como “autor intelectual do premeditado e aleivoso assassinato do ex-chanceler Orlando Letelier”. A resolução é originária em antecedentes entregues pelos Estados Unidos, que apontam a participação de Pinochet no atentado que causou a morte do chefe da diplomacia do governo de Salvador Allende. Letelier teve o carro explodido em uma rua de Washington em 21 de Setembro de 1976.

Reconhecido como ditador 2

                  A resolução foi aprovada pela Câmara por 69 votos a favor e 23 contra. Entre as implicações estão que, a partir da sua publicação esta semana, estará proibido o uso ou a exibição do nome e de imagens do ditador em organismos públicos, assim como qualquer tipo de homenagem ao general criminoso. Com a decisão, o ministro de Defesa do Chile anunciou que vai determinar a retirada de todas as imagens do ditador das dependências do Exército, e decretará a proibição de homenagens em sua honra nos prédios públicos.

 

  • Em comunicado pelo Dia Mundial da Obesidade, a agência de saúde das Nações Unidas, recomendou aos países filiados a adoção de uma política fiscal mais rígida para as bebidas adocicadas como refrigerantes e produtos isotônicos.
  • A intenção é o combate à obesidade infantil, a diabetes e até a cárie dentária.
  • Os índices de obesidade em todo o mundo, mais do que duplicaram entre 1980 e 2014, quando quase 40% da população mundial estava acima do peso, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).
  • Para a OMS o aumento da tributação das bebidas pode reduzir o consumo de açúcares, além de resultar em benefícios diversos para a saúde e aumentar a receita dos governos.
  • Por outro lado, a agência também salienta a importância dos países em subsidiar frutas e verduras, para auxiliar na busca por hábitos alimentares mais saudáveis.