Flávio Gomes

7 de outubro de 2016

Calamidade histórica

Do senador Cristovam Buarque (PPS/DF): “… Os resultados do Ideb mostram estagnação do ensino fundamental em baixíssimas notas – 5,5 e 4,5 – em seus dois níveis e mostram o retrocesso do ensino médio, em pleno século XXI, com a vergonhosa nota 3,7. Por essas notas, o Brasil foi reprovado em 2015. Essa média é ainda mais assustadora se levarmos em conta que metade das crianças brasileiras ficam fora da avaliação por ter abandonado a escola antes do ensino médio – com a nota desse grupo, o Ideb seria muito menor. O Ideb também não reflete plenamente a gravidade de nosso problema educacional, se lembramos que ele não indica a brutal desigualdade na educação de nossas crianças conforme a renda das famílias nem mostra que outros países estão ultrapassando o Brasil, oferecendo melhor educação a suas crianças. Essa calamidade deveria ser tão visível quanto a seca no Nordeste, a avalanche em Mariana, as filas de desempregados e a falência financeira do Estado brasileiro. Mas nossos governos têm sido cegos para percebê-la. Por isso, nossos presidentes não manifestaram até hoje horror diante dessa tragédia, não declararam calamidade histórica, não indicaram o que deve ser feito para o Brasil enfrentar a maior e mais duradoura de nossas crises…”

Faz sentido

A turma de Rui Palmeira está difundindo um mote de campanha, na disputa do segundo turno para a Prefeitura de Maceió. O argumento: votar em Cícero Almeida é reforçar politicamente os Renans, pai e filho, para 2018, quando disputarão, respectivamente, a reeleição para o Senado e para o governo de Alagoas.

Xerife

O “Estilo Dilma” de Renan Filho pode explicar maus resultados do seu grupo político nos principais colégios eleitorais do Estado. Muito enfático ao impor suas decisões, o governador com isso em várias ocasiões desagrada assessores e aliados. Pouco ou muito essa característica teve reflexos, sim, nas urnas.

Registro

O deputado federal Pedro Vilela (PSDB-AL) registrou a vitória de Rogério Teófilo em Arapiraca: “A população da Capital do Agreste se destacou nessa eleição pela independência e pela altivez e elegeu Rogério, um homem dos mais respeitáveis e com uma das vidas públicas mais dignas e admiráveis do Estado de Alagoas”.

Grandeza

Da prefeita de Arapiraca, Célia Rocha, em nota: “Todo o processo de transição será respeitado, com transparência e cordialidade, garantindo aos novos administradores as informações necessárias para esse início de mandato. Aos vitoriosos, meus desejos de que façam um bom governo, direcionado ao bem comum”.

Placar

O deputado federal Paulão foi o único de Alagoas a votar contra a quebra do monopólio da Petrobras para o Pré-Sal. Votaram a favor Arthur Lira, João Henrique Caldas, Nivaldo Albuquerque e Pedro Vilela. Não participaram Cícero Almeida, Ronaldo Lessa e Givaldo Carimbão. Marx Beltrão não tinha ainda substituto definido.

Nós na fita

No julgamento do STF sobre se poderia ou não haver prisão para quem for julgado em segunda instância Alagoas foi citado. Foi quando o ministro Gilmar Mendes disse que, quando presidente do CNJ, detectou aqui cinco mil casos de homicídios sem apuração: “Alagoas tem esses números, e acaba virando o paraíso do crime de mando”.

Opinião

De nota do ex-presidente Lula, sobre seu indiciamento pela PF por suspeita de crimes em contratos da Odebrecht em Angola: “Não são processos sérios de investigação, e sim uma campanha de massacre midiático para produzir manchetes na imprensa e tentar destruir a imagem do ex-presidente mais popular da história do país”.

 

*Informação do portal IG, sobre o resultado de reunião de lideranças petistas, esta semana, em São Paulo, para avaliação da eleição de domingo passado: “PT vê cenário trágico e estima perder controle de 50 mil cargos com 350 prefeituras a menos”.

*A Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) promove, hoje, o evento “Sexta é Dia de Feira”, visando incentivar o consumo de alimentos saudáveis. É uma parceria com a Organização Arnon de Mello. Das 6 às 20 horas, em frente à TV Gazeta.

*Acontece hoje, 11 horas, na Associação dos Procuradores do Estado de Alagoas, a palestra “Justiça e Espiritualidade”, com Vitor José, da Associação Espírita Nosso Lar. O evento é organizado pelos procuradores Cláudia Amaral e Mário Jorge Uchôa.

*Hoje, durante o quarto dia de visita a Penedo, o Núncio Apostólico Dom Giovanni D’Aniello, representante do Papa Francisco no Brasil, reúne bispos do Nordeste no Colégio Diocesano e celebra missa na Catedral Nossa Senhora do Rosário.

*Termina hoje o trabalho de inspeção na rede de distribuição de Gás Natural Canalizado de Alagoas, que está sendo vistoriado pela Pesquisa Anual de Vazamento, realizada pela Algás. O serviço tem acompanhamento de técnicos da Arsal.

*Celebrando o Dia Internacional do Idoso, o Shopping Pátio Maceió realiza hoje, das 10 às 17 horas, um workshop especial com diversas atividades para o público da melhor idade. O workshop é uma parceria com o Conselho do Idoso e a SMTT.

*Acontece nesta sexta-feira mais uma edição da happy hour promovida pelo Sesc Alagoas, com apresentação da orquestra Avalon. Para comerciários e convidados, a partir das 19h30m, no Sesc Poço. Informações: 0800.284.2440.

 

“Se havia algum discurso de golpe, de que tiraram Dilma, de que o PT tinha 54 milhões de votos, esse discurso acabou”

 Romero Jucá

 Senador e presidente nacional do PMDB, sobre o massacre do PT nas urnas, domingo