Roberto Baia

4 de outubro de 2016

Perdeu espaço

No Agreste, o deputado estadual Jairzinho Lira perdeu espaço político em duas importantes cidades. Em Lagoa da Canoa, Lira não conseguiu eleger a esposa Fabiana Lira, que perdeu para Tainá do Doutor Lauro.

Em Feira Grande, Jairzinho também não conseguiu a reeleição do irmão, Veridiano Almir, que foi derrotado para o candidato Flávio do Chico da Granja, irmão do ex-prefeito Fabinho.

 

Outra derrota

O deputado Jairzinho também teve outra derrota que com certeza poderá comprometer o seu futuro político. Na cidade de Dois Riachos, onde o  parlamentar apoiava o cunhado Junior Matias, foi derrotado pelo prefeito eleito Ramon Camilo.

Correligionários, acreditam que a perda das representações políticas poderá comprometer sua reeleição a Casa Tavares Bastos em 2018.

 

Novos vereadores

Com informações do jornalista Roberto Gonçalves: A Câmara Municipal de Arapiraca, na gestão 2017/2020, contará com novos oito vereadores, enquanto quatro com mandatos não conseguiram reeleição para as novas 17 vagas.  Sérgio Fábio Nunes (PPS) – (Sergio do Sindicato), foi o candidato mais votado da cidade, com 5.116 votos válidos. Em segundo lugar ficou Rogério Nezinho (PMDB), que recebeu uma votação de 4.043 eleitores.

 

Continuam

Continuam ocupando lugar na casa os candidatos Sérgio do Sindicato (PPS), Fabiano Leão (PMDB), Rogério Nezinho (PMDB), Edvânio Correia (Edvanio do  Zé Baixinho) (PSL), Gilvânia Barros (PMDB), Professora Graça (PDT), Sargento Moisés (PDT), Dr. Fábio (PR) e Aurélia Fernandes (PSB).

Quatro vereadores que atuavam na Câmara não foram eleitos: Ronald Vital Rios (PDT), Josival pereira (Dorge do Queijo) (PRTB), Josias Albuquerque (PSL) e Marcio Marques (PSL).

 

Votação expressiva

A Casa Herbene Melo contará com oito novos vereadores a partir de 2017. Alguns deles foram eleitos com votação expressiva a exemplo de Leo Saturnino (PMDB), que ficou em terceiro lugar na cidade, com 3.622 votos, deixando para trás candidatos já conhecidos em Arapiraca.

O novato Fábio Henrique (PC do B) também desbancou alguns dos vereadores que atuavam na Casa. Ele foi o quarto vereador mais votado em Arapiraca, com 3.295 votos. Confira o resultado:

 

Os novos

Leo Saturnino (PMDB); Fábio Henrique (PC do B); Thiago ML (PMN); Willomaks (PRP); Melquisedec (PRB); Jário Barros (PRP); Pablo Fenix (PRB)

Pastor Marcos Caetano (PTC). Continuam: Sérgio do Sindicato (PPS); Fabiano Leão (PMDB); Rogério Nezinho (PMDB); Edivânio do Zé Baixinho (PSL); Gilvânia Barros (PMDB); Professora Graça (PDT); Sargento Moisés (PDT); Dr. Fábio (PR) ; Aurélia Fernandes (PSB).

 

Ficam fora

Roninho Rios (PDT); Dorge do Queijo (PRTB); Josias Albuquerque (PSL); Marcio Marques (PSL). A vereadora Fabiana Pessoa (PRB) concorreu às eleições como vice-prefeita de Rogério Teófilo, cuja vitória também foi anunciada na noite de domingo (02).

 

 

Boa atuação

Com todos os promotores eleitorais em campo, o Ministério Público foi um dos atores sociais que ajudaram a garantir a ordem nas eleições municipais de 2016. Da capital ao interior, o trabalho de fiscalização do cumprimento da lei realizado pelo órgão ministerial, em conjunto com os órgãos de segurança pública, permitiu que os eleitores dos 102 municípios do Estado de Alagoas tivessem a segurança necessária para escolher os representantes que comandarão os Poderes Executivo e Legislativo nos próximos quatro anos.

 

Normalidade

Segundo o coordenador das Promotorias Eleitorais, Edelzito Andrade, as eleições transcorreram dentro da normalidade. “O Ministério Público Eleitoral atuou de forma enérgica contra os crimes eleitorais, resguardando o consequente livre exercício do voto. É importante frisar o acompanhamento constante e de perto do procurador-geral de Justiça, Sérgio Jucá, que durante todo o dia manteve contato com todos os promotores presentes no pleito”, destacou.

 

Ficou surpresa

A promotora eleitoral Maria José Alves se surpreendeu positivamente com a tranquilidade das eleições em Maceió. Diferente das edições anteriores, os casos de conflitos entre populares por motivos eleitorais ou mesmo por outras razões foram raros.

… “Houve apenas um eleitor que apareceu para votar sob efeito de bebida alcoólica nas 141 seções eleitorais onde fiscalizei. Nem mesmo aglomerações de eleitores tivemos esse ano, comuns em determinados horários do dia, até porque, dessa vez, só votamos para prefeito e vereador”, disse.

 

… Uma dos três responsáveis por acompanhar o pleito na 2ª Zona Eleitoral de Maceió, Maria José Alves lamentou a grande abstenção dos eleitores. “Uma média de 20% dos eleitores não compareceu às seções do Colégio Eleitoral da Capital”, destacou a promotora eleitoral, que elogiou a Justiça Eleitoral pela celeridade na troca de urnas eletrônicas com defeito.

 

… Em Pão de Açúcar, a promotora da 11ª Zonal Eleitoral, Martha Bueno, formalizou representação contra três policiais militares e um civil junto às Corregedoria da Polícia Militar do Estado de Alagoas e da Polícia Civil. Eles teriam feito uso dos seus cargos públicos para intimidar a população.