Flávio Gomes

4 de outubro de 2016

O recado das urnas

Do jornalista Kennedy Alencar: “O resultado destas eleições mostra que falta autocrítica ao PT. É preciso que o partido faça um mea culpa sobre a forma como perdeu a Presidência e sofreu tantos revezes nas eleições municipais. O PT sempre levantou a bandeira de um partido que faz políticas públicas para os mais pobres, mas está marcado pela corrupção e por uma gestão econômica desastrosa feita por Dilma Rousseff. A narrativa do golpe e a tese de uma conspiração não serão suficientes para ajudar o PT a sair da crise. Os petistas precisam dar uma satisfação ao eleitor sobre a corrupção e a economia. O PSDB e o PMDB se beneficiaram eleitoralmente da crise petista. Os dois partidos continuam fortes nacionalmente. Mas são os responsáveis pelo governo Temer. Se produzirem resultados positivos na economia, poderão continuar em vantagem em relação ao PT nas eleições de 2018. Nestas eleições municipais, o governo Michel Temer ficou distante do debate eleitoral basicamente por duas razões: falta de popularidade para vitaminar aliados e temor de desagradar candidatos de uma ampla base de apoio parlamentar. Para uma gestão que precisa aprovar no Congresso medidas econômicas duras, não seria conveniente tomar partido nos pleitos municipais…”

Lapada

O sentimento, dentre os analistas políticos, é que Renan Filho foi o grande derrotado da eleição em Alagoas. Além de Cícero Almeida, apoiado por ele, ter ficado distante de Rui Palmeira, em Maceió, no interior seus aliados perderam em grandes colégios eleitorais, como Arapiraca, Marechal Deodoro, Rio Largo, Palmeira dos Índios, Delmiro Gouveia, Pilar, São Miguel dos Campos e Maragogi.

Desafio

O PMDB de Renan Filho e do senador Renan Calheiros, presidente do Congresso, tinha planos de eleger 60 prefeitos. E ambos se empenharam muito para isso. Mas o partido só conseguiu eleger 38. Além disso, em Maceió o desempenho foi bem abaixo do previsto. A missão agora é reverter o resultado em Maceió.

A conferir

Segundo disse ontem o cientista político Eduardo Magalhães, em entrevista à TV Mar, muito raramente um candidato que vence com quase 50% o primeiro turno deixa de ser eleito no segundo. É o caso, disse ele, de Maceió, onde Rui Palmeira (PSDB) obteve 46% dos votos, enquanto Cícero Almeida (PMDB) teve 24%.

Destaques

Lobão (PR), com 24 mil votos em Maceió, foi, proporcionalmente, o segundo mais votado do Brasil, atrás apenas de Eduardo Suplicy (PT), em São Paulo. Já avereadora reeleita Tereza Nelma (PSDB), foi, proporcionalmente, a candidata mais votada nas capitais, com 3,61% dos votos. Dois destaques positivos para Alagoas. 

Debacle

Tarcizo Freire e Ricardo Nezinho, ambos em Arapiraca, Marcelo Victor (Rio Largo) e Inácio Loiola (Piranhas) foram os deputados estaduais derrotados na pretensão de se elegerem prefeito este ano. Galba Novaes, candidato a vice de Cícero Almeida, continua no páreo, esperando a votação do segundo turno.

Resta um

Dos quatro deputados federais que entraram na disputa por prefeituras em Alagoas só Cícero Almeida ainda tem condições de se eleger. Dois outros concorrentes em Maceió, Paulão (PT) e João Henrique Caldas (PSB), estão fora da disputa. Em Delmiro Gouveia, Givaldo Carimbão sofreu sua primeira derrota eleitoral.

Revide

Do prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), respondendo a comentário do ex-presidente Lula, que o chamou de “aventureiro” e disse que ele teria surgido “do nada”: “O Lula sabe que em algum momento vou visitá-lo em Curitiba. Farei minha homenagem a ele”, disse em entrevista ao “Conexão Repórter”, do SBT

 

*Sérgio Jucá, Procurador Geral de Justiça, deu grande exemplo de cidadania no domingo, ao votar, na Faculdade Maurício de Nassau: tem prerrogativa de preferência para votar, pelo cargo e pela idade, mas esperou algum tempo na fila de votação.


* O “Movimento Menos Perda, Mais Água” – iniciativa da Rede Brasil do Pacto Global da ONU, liderada por Braskem e Sanasa – lança hoje, no Rio de Janeiro, uma cartilha com cases de cidades brasileiras que conseguiram diminuir drasticamente o desperdício.

* O Núncio Apostólico, Dom Giovanni D’Aniello, representante do Papa Francisco no Brasil, participa, de hoje a domingo, das celebrações dos 100 anos da Diocese de Penedo. A agenda será aberta com visitas a comunidades católicas e celebração de missa.


*Jair Galvão e Jannyne Barbosa, titulares da Secretaria Municipal de Promoção do Turismo de Maceió, promovem hoje a apresentação do projeto final do “Turismo do Saber”. A partir das 10 horas, na sala de reuniões da Semptur, na Avenida da Paz.


*Frustração é o mínimo que se pode dizer dos 4×0 sofridos pelo CSA contra o Volta Redonda, na disputa pelo título de campeão brasileiro da Série D. O presidente Rafael Tenório havia até anunciado a colocação de uma estrela dourada na camisa do clube.


*O ASA fez bonito, de novo, ao ganhar de 3×1 do Guarani de Campinas, na disputa por uma vaga na Série B do Brasileiro. No jogo da volta, sábado, em São Paulo, poderá até perder por um gol de diferença que estará com o acesso garantido.


*O CRB não jogou bem, passou um sufoco no primeiro tempo, mas em dois lances de oportunismo garantiu 2×1 sobre o Bragantino, em Bragança Paulista. Hoje, às 20h30m, no Trapichão, tem de ganhar do Atlético GO para tentar voltar ao G-4.

 

“Lula e PT, os grandes derrotados”

Ilimar Franco

Jornalista, sobre o resultado das eleições do final de semana