Edmilson Teixeira

4 de outubro de 2016

Delmiro Gouveia

O sonho de ser prefeito de Delmiro, depois de algumas tentativas, agora virou realidade. O polêmico padre Eraldo (PSD) que anos atrás chegou a peitar a Igreja Católica, razão de não vestir mais a batina, se elegeu no último domingo, superando o deputado federal, Givaldo Carimbão (PHS) e o candidato Valdo Sandes (PSB). Eraldo teve 14.722 votos, Carimbão 10.107, esse apoiado pelo prefeito Lula Cabeleira, e por fim, Valdo Sandes que obteve 3.063 votos.   

Matriz de Camaragibe

Anderson Bolevard (PSD) é o futuro prefeito de Matriz. Venceu o ex-prefeito Dr. Washington (PP) com uma diferença de 1.092 votos. O garoto é sobrinho do atual prefeito Marquinhos de quem recebeu amplo apoio, cuja campanha foi reforçada com as presenças do governador Renan Filho, Renan pai e o senador Fernando Collor.

Coruripe

O  prefeito  Joaquim  Beltrão (PMDB),  foi  reeleito com  19.710 votos, obtendo  seu  quarto  mandato   municipal  da  cidade mais importante  da região Sul de Alagoas. Os outros dois candidatos da oposição  foram  Zé Enéas (PPS), com  5.822 votos  e Edinho do Hélvio (PP) com apenas 2.732 votos. Lá, tivemos 1.085 votos em brancos, 2.258 votos nulos, e abstenções de 6.933 eleitores. O pleito ocorreu na maior tranquilidade possível.

Traipu

“Obrigado Traipu por mais uma vitória, meu Deus! Como é bom sentir a presença de Deus na nossa vida, saber que ele está sempre ao nosso lado nos amparando com a sua mão divina! Mesmo quando nos sentimos sozinhos e perdidos, o Senhor está conosco, mostrando a direção certa para seguirmos pelo melhor caminho!” comentário nas redes sociais da prefeita Conceição, sobre a vitória de seu primo, Eduardo Tavares, que vai lhe suceder na Prefeitura de Traipu.  

Major Izidoro

Santana Mariano foi reeleita com 6.544 votos. Promete dinamizar ainda mais seus trabalhos à frente do serviço público, sobretudo depois de ter dado uma verdadeira arrumada no município. O embate foi mais uma vez contra Ítalo Amaral, que alcançou uma contagem de 4.993 votos.

Boca da Mata

Gustavo Feijó (PMDB) foi reeleito com uma folgada margem de 1.857 votos de diferença. Enfrentou o filho do ex-prefeito Zé Tenório, Zezinho (PTB). Foram 8.034 votos contra 6.177. O outro candidato, Zé dos Santos (PEN), teve apenas 391 votos. Quem também concorreu esse pleito, mas para vereadora, foi a mãe de Zezinho, a ex-primeira dama Nilzinha (PTB), que não chegou a ser eleita, visto que só alcançou apenas 279 votos. “Nossos planos são para melhorar cada vez mais Boca da Mata, sobretudo com apoio de parceiros importantes como o governador, o senador Renan e o ministro Maurício Quintela”, disse Feijó.

Branquinha

Jairinho Maia (PSDB) derrotou a candidata Vaninha (PMDB) por uma diferença de 589 votos, no município de Branquinha. Lá, há um longo tempo à região vem sendo controlada politicamente pela prefeita Renata Moraes e seu marido, Neno. Jairinho é filho do ex-prefeito, Dadado, que hoje atua como promotor de Justiça do próprio município. Nos anos 90, Dadado chegou a ser vice-prefeito do Neno, depois se elegeu prefeito. Desde então, vivem até hoje rompidos.

Cajueiro

Palmery Neto (PMDB) se elegeu prefeito, onde a partir de 2017 volta a comandar a Prefeitura de Cajueiro, desta vez num terceiro mandato. Tem como seu vice, Zé Carlos do PT, que apareceu depois de uma exótica união formada (já que ambos mantinham uma rivalidade sem igual), onde teve a participação do governador Renan Filho, sobretudo com o propósito de derrotar a prefeita Lucila Toledo (PSDB).  Palmery venceu com uma diferença de 354 votos.

Campo Alegre

Prefeita Pauline Pereira (PSDB) se reelegeu com a maior expressão de voto em Alagoas, quando obteve  82,63% dos votos válidos. Simplesmente ela recebeu 14.581 votos. Em Campo Alegre ela enfrentou dois adversários; Djalma Sampaio (PTB) que alcançou 2.926 votos, e o “poca urna” Genaldo Gama (PSOL) que ainda conseguiu 140 votos.

Estrela de Alagoas

Arlindo Garrote (PP) se reelegeu com uma folgada vantagem de 1.153 votos, contra a mesma adversária do pleito passado, Geralda Ferro (PMDB). Foram 4.777 votos dele e 3.624 dela. Em 2012, Arlindo venceu por uma apertada vitória de 254 votos de diferença. Detalhe é que a mãe do prefeito Arlindo, Ângela Garrote continua firme mantendo seu carisma na região. Que o diga a família, que já soma décadas com a Prefeitura nas mãos.

Girau do Ponciano

O ex-prefeito David Barros (PTB) chegou como um trator na eleição deste ano em Girau, liquidando por completo o grupo liderado pelo ex-prefeito Zé Aurélio. É que David aplicou uma ‘goleada’ de 7.283 votos de diferença diante do atual gestor, Fabinho Aurélio (PSD). Ou seja, arrancou 13.279 votos nas urnas. Isso leva a crê, que a administração pública do município está uma verdadeira desgraça. A disputa este ano lá, reuniu ainda três ‘poca urnas’: Roberto Martins (PT) 228 votos, Thales da Costa (PMB), 94 votos e Diógenes Aurélio (SD)  que teve 28 votos.  

Marechal Deodoro

Quem assumiu nesta segunda-feira, a Prefeitura de Marechal, foi o presidente da Câmara de Vereadores, Aberlado Leopoldino.  Desde o afastamento do prefeito Cristino Matheus, há 13 dias, o município estava  sem um administrador.  Na verdade quem deveria assumir o cargo, seria a vice-prefeita, Yolanda, que alegou impossibilitada para exercer tal função, por conta de problema de saúde. Cristiano foi afastado pela Justiça, por ser acusado de praticar um rombo de mais de 102 milhões de reais.