Flávio Gomes

27 de setembro de 2016

Falta voz ao governo

De Josias de Sousa, em seu blog: “… O ministro da Saúde disse um par de tolices. O ministro do Trabalho se enrolou na própria língua ao falar sobre reforma trabalhista. O titular da Casa Civil meteu-se na seara do czar da Fazenda. Os auxiliares de Temer se desentendem sobre a data do envio da proposta de reforma da Previdência ao Congresso. Foi contra esse pano de fundo que surgiu a novidade de que Temer nomearia um porta-voz. Imaginar que um porta-voz dará uniformidade a um governo tão desuniforme é supor que o problema do doente pode ser resolvido retocando as manchas da radiografia. A realidade é que há no ermo da Brasília pós-impeachment um vozerio desconexo. Faltam estabilidade monetária, equilíbrio fiscal, empregos e ética. Admita-se que Temer nomeie um porta-voz. No dia seguinte, a inflação e os gastos públicos continuarão altos. Os empregos não reaparecerão. E não haverá um surto de honestidade na República. O que falta ao governo é funcionalidade e uma voz de comando capaz de inspirar esperança. Sem ela, um porta-voz se limitará a rogar diariamente para que todos creiam em tudo o que ele foi capaz de ver com estes olhos que a imprensa haverá de comer.”

Prioridade

Nesta semana que antecede a eleição Renan Filho tem se dedicado mais à campanha dos seus aliados do que às questões do Estado. O governador pensa na sua reeleição, em 2018, daí ter interesse em redutos fundamentais, como Maceió e Arapiraca. Tem sido assim com todo governo, em toda eleição.

Jogo forte

Quem também está jogando tudo nessa reta final de campanha em favor do seu grupo é o senador Renan Calheiros. Primeiro, para demonstrar força política em Brasília, já que em janeiro deixará a presidência do Congresso; segundo, porque em 2018 disputará a reeleição num embate que deverá ser difícil.

Ingratidão

Do jornalista Júlio Cezar, candidato a prefeito de Palmeira dos Índios (PSB), a Davi Soares, no “Diário do Poder”, sobre o apoio do ex-governador Téo Vilela a Doutora Verônica, sua adversária: “Isso foi o que recebi em troca de ter atuado como um soldado do PSDB em 2014, contra tudo e contra todos”.

Memória

Lembrando: Júlio Cezar, vereador em Palmeira dos Índios, era assessor do então governador Téo Vilela e em 2014 foi convocado pelo chefe para ocupar a vaga do promotor de justiça Eduardo Tavares, que desistira da candidatura a governador. Não tinha chances, mas fez uma campanha de nível, então pelo PSDB.

Estranho

Ninguém entendeu a denúncia de Marcos Madeira, que tenta de novo ser prefeito de Maragogi, de que estaria ameaçado de morte. O município tem uma tradição de disputas acirradas na política, mas nenhum histórico de violência nesse campo. Além disso, as pessoas que ele acusa são, reconhecidamente, de paz.

Presença

O gerente de Marketing e Relações Institucionais da Braskem, Milton Pradines, vai participar, hoje, do Painel “Práticas Sustentáveis da Indústria Extrativa em Reservas da Biosfera”, durante o Seminário Internacional de Gestão Empresarial em Reservas da Biosfera. Às 10h30m, no Hotel Marinas, na Jatiúca.

Opinião

Do deputado federal Roberto Freire (PPS-SP): “A presença de Lula no banco dos réus em Curitiba – ele também responde na Justiça Federal de Brasília pela suposta tentativa de obstruir as investigações da Lava Jato – passa a integrar aquilo que venho chamando de marcha da sensatez em curso no Brasil nos últimos meses”.

 

*O Ministério da Saúde lançou a campanha nacional de doação de órgãos, com o slogan “Viver é uma grande conquista. Ajude mais pessoas a ser vencedoras”. A divulgação marca a comemoração do Dia Nacional da Doação de Órgãos (27 de setembro).

* A Eletrobras Alagoas e o Hemoar realizam hoje, em Arapiraca, uma campanha de incentivo à doação de sangue, por iniciativa da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes da Eletrobras no município. Das 8 às 14 horas, em frente à subestação.

*A 13ª Mostra Alagoana de Dança tem hoje o espetáculo de encerramento, 19 horas, no Complexo Cultural Teatro Deodoro. A Mostra, realização da Secult, percorreu os municípios de Arapiraca, Murici, Boca da Mata, Coruripe, Piranhas e Porto Calvo.

*A Galeria Gamma recebe duas exposições de hoje a 11 de novembro: “De Família”, com curadoria de Henrique Gomes; “A Tenda e Le Petit Dassine – cores e intuições para um Oráculo Lenormand”, de Daniela Aguilar. A abertura acontece às 19h30m.

*A 14ª Expofísica, promovida pelo Instituto de Física da Universidade Federal de Alagoas, tem abertura hoje, às 17 horas, e se entende até 6ª feira, dia 30, das 8h às 18h. O evento envolve os três segmentos universitários da instituição.

*O CRB voltou a jogar mal, foi prejudicado com mais uma expulsão ainda no 1º tempo, mas o time se valeu da raça para empatar em 2×2 com o Bahia, de virada. Para sonhar com a Série A, todo jogo agora é decisão. A começar pelo Novo Horizontino, sábado.

*O CSA precisava da vitória no domingo, contra o Volta Redonda, mas o empate em 0x0 ainda deixa o clube em boa situação para ser campeão da Série D. Se não vencer o jogo de volta, qualquer empate, de 1×1 em diante, garante o título para Alagoas.

 

“Se o PT grita tanto ‘fora Temer’, por que não consegue levar às ruas nem 8% dos seus 1,7 milhão de filiados?”

Cláudio Humberto Rosa e Silva

Jornalista