Blog do Dresch

21 de setembro de 2016

Violência em Limoeiro preocupa autoridades

                   O pleito eleitoral em Limoeiro de Anadia ganhou contornos violentos nas últimas semanas, segundo denúncias feitas ao Conselho Estadual de Segurança (Conseg), pelo prefeito do município Marlan Ferreira. Segundo ele, partidários da oposição, liderados pelo deputado Antônio Albuquerque, estão cometendo uma série de desmandos no município e que estas atitudes já geraram cerca de 12 boletins de ocorrência (B.O) por agressões e invasão de domicílios. O prefeito apresentou aos conselheiros cópias dos Boletins ao mesmo tempo em que denunciou o clima de violência.

Violência em Limoeiro 2

                   Ainda segundo Marlan, as ocorrências verificadas no município decorrem da disputa eleitoral entre um dos filhos do deputado, Artur Albuquerque do PMDB e do candidato da situação Marcelo Barbosa. Ainda segundo o prefeito, a situação agravou-se porque foi indicado um segurança do deputado Antônio Albuquerque, para comandar o Grupamento da Polícia Militar na cidade, além de um delegado também ligado ao parlamentar. Marlan afirmou que já denunciou o fato à OAB e encaminhou um pedido de tropas federais para o pleito na cidade, também solicitado pela Promotoria de Justiça do município.

Os Jogos e as Forças Armadas

                   Toda a operação montada pelas Forças Armadas para garantir a segurança dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio de janeiro, consumiu três anos, 43 mil homens e custou R$ 705 milhões aos cofres públicos. A informação foi prestada pelo Ministro da Defesa, Raul Jungmann. No balanço feito pelo Ministro, a atuação do Exército, da Marinha e da Aeronáutica no patrulhamento e na garantia da segurança do megaevento no estado do Rio e em outras cinco capitais, onde aconteceram jogos de futebol, foi bastante positiva. Estiveram sob proteção as principais áreas de competição, na Praia de Copacabana (Arena do Vôlei), Parque Deodoro, Parque Olímpico, Vila Olímpica, Estádio Olímpico (Engenhão), o Estádio de Remo na Lagoa e na Marina da Glória. O aparato exigiu a mobilização de 26 navios, 3.083 viaturas, 109 blindados, 51 helicópteros, 370 motocicletas, 81 embarcações de menor porte. Os 43 mil homens das tropas federais consumiram 860 toneladas de alimentos, mais 46 mil peças de vestuário, 875 mil litros de óleo diesel e 151 mil litros de gasolina. Foram feitas ainda mais de 1.200 patrulhas, sendo 6.457 a pé, 4.539 motorizadas e 896 marítimas. Foram realizadas 632 escoltas, a maior parte para proteger governantes de 19 países que estiveram no Rio no período.

 

Revisão de benefícios

                   O governo Temer desconfia que tem muita gente enganando o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) e por vai reavaliar os benefícios pagos pelas pessoas que recebem auxílio-doença e as aposentadorias por invalidez. Em Alagoas serão submetidos à uma nova perícia 16.065 pessoas que recebem o auxílio doença, e 18.291 aposentados por invalidez. No total 34.356 serão reavaliados. Em todo o Brasil, são 1.71 milhão de segurados que estão na mira do governo, recebendo de forma irregular.

Revisão de benefícios 2

                   A legislação estabelece que os segurados que recebem o benefício por incapacidade, devem ser submetidos a reavaliações a cada dois anos, para verificar se ainda existe incapacidade para o trabalho, até mesmo em outra atividade. Porém isso não era cumprido porque não havia espaço na agenda dos médicos-peritos. Agora os segurados serão notificados e deverão agendar uma nova perícia. Caso fique constatado que não existe mais a incapacidade, o benefício será cancelado. O INSS criou um bônus para os peritos de R$ 60 por atendimento e permitiu mutirões aos Sábados.

Preparando a greve geral

            Dezenas de sindicatos alagoanos estão mobilizando seus associados para participarem nesta quinta-feira (22), para o Dia Nacional de Paralisação, que é um ato preparatório para a greve geral que está sendo articulada pelas principais centrais sindicais do país.  As entidades representativas dos trabalhadores querem chamar a atenção de todos para o “pacote de maldades” que está sendo construído pelo governo Temer e que pretende cortar diversas conquistas dos trabalhadores e do povo brasileiro. Entre as medidas já anunciadas estão a ampliação da jornada de trabalho, a terceirização de diversos serviços, a privatização de setores fundamentais da economia brasileira, o impedimento de concursos públicos e as mudanças das regras da aposentadoria.

O gasto com cartões

              Os brasileiros gastaram mais de meio trilhão de reais somente com o uso de cartões de crédito e débito no primeiro semestre deste ano, informou a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs). O valor que chegou a R$ 546 bilhões, representa uma alta de 7,2% em relação a igual período de 2015. O crédito foi mais utilizado com R$ 337 bilhões, sendo que o sistema de débitos concentrou R$ 209 bilhões. No total foram 6 bilhões de transações, sendo 3,2 bilhões de crédito e 2,8 bilhões de débito.

  

  •  Outras doze empresas formularam pedidos de migração para a nova sistemática do Programa de Desenvolvimento Integrado do Estado (Prodesin). Assim, já são 48 empresas instaladas em Alagoas que contam com os benefícios da modernização.
  • O processo de migração foi aprovado pelo Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (Conedes), que tem o compromisso de garantir que as empresas já instaladas se mantenham ativas, além de estimular a vinda de novas indústrias para o Estado.
  • O Prodesin foi reformulado para oferecer um novo sistema de incentivos às indústrias já instaladas, mais moderno e amplo, bem como facilitando a instalação de empresas no parque industrial alagoano.
  • Atualmente, segundo o presidente da Conedes, secretário Helder Lima, 152 empresas estão operando com o novo Prodesin e várias outras estão sob consulta.