Blog do Dresch

14 de setembro de 2016

Mais de 400 mil famílias no Bolsa Família

                   O programa Bolsa Família, a mais eficiente ferramenta de inclusão social, superou a marca de 400 mil famílias beneficiadas em Alagoas. Isso significa um aporte de recursos de R$ 75,5 milhões no mês de Setembro, comemorado pelo Secretário de Assistência e Desenvolvimento, Antônio Pinaud. “Esse incremento faz a diferença nos municípios do interior do Estado, movimentando o comércio e gerando mais renda” afirmou o secretário. Ainda segundo Pinaud o valor também é resultado do aumento de 12,5% concedido pelo governo federal ao benefício.

Bolsa Família cresce em Alagoas 2

                   De acordo com dados fornecidos pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, Alagoas tinha 397.432 famílias beneficiadas pelo programa no mês de Junho, passando para 397.446 em Julho, caindo para 396.395 em Agosto e aumentando para 400.480 em Setembro. O aumento, segundo a coordenação estadual do programa, foi provocado pelos processos de revisão e averiguação cadastral, que continuam até Dezembro. Esse aumento do número de famílias inscritas no programa acarretou também o aumento no repasse dos valores, que era de R$ 66,8 milhões em Junho e chegando agora a R$ 75.596.665,00.

Corrupção é o assunto do STF

                   A posse da ministra Carmen Lúcia como nova presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) trouxe à tona o combate a corrupção como assunto principal discutido naquela Casa. Representantes das três classes do direito, que fizeram uso da palavra na solenidade de posse abordaram o assunto: juízes, procuradores e advogados. Outro que discursou, o ministro Celso de Melo, decano do STF, também abordou o assunto: “Existe uma estranha e perigosa aliança entre determinados setores do Poder Público, de um lado, e agentes empresariais, de outro”, cujas práticas “enfraquecem as instituições, corrompem os valores da democracia, da ética e da justiça e comprometem a própria sustentabilidade do Estado Democrático de Direito”. Já o Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, citou diretamente a Operação Lava Jato “descobrimos a latitude exata do entroncamento entre o submundo criminoso da política e o capitalismo tropicalizado do compadrio, favorecimento e ineficiência”. Janot também fez questão de defender as dez medidas contra a corrupção propostas pelo Ministério Público, e que foram criticadas pelo ministro Gilmar Mendes. “Há um consenso cristalizado na sociedade brasileira de que é preciso punir os corruptos e que o atual sistema jurídico é inepto para isso. Precisamos de mudanças. Se as nossas propostas não são boas, que se apresentem outras melhores” afirmou o procurador.

 

Sátira até com terremoto

                   A população da cidade de Amatrice, na Itália, entrou com uma ação judicial contra o jornal satírico “Charlie Hebdo” por difamação agravada causada por uma sátira do semanário francês. A ação é assinada pelo advogado Mário Cicchetti, na qualidade de representante da cidade. A charge mostrava as vítimas do terremoto que destruiu boa parte da cidade, como “pratos” de comida. O jornal acrescentou ainda que foi a Máfia quem construiu as casas destruídas no sismo e ironizou o fato do terremoto ter matado como um “ataque” terrorista. O jornal foi alvo de um ato terrorista do Estado Islâmico quando 14 jornalistas foram mortos na redação.

Sátira até com terremoto 2

                   Na ação o advogado desabafa “trata-se de um macabro, insensato e inconcebível desprezo pelas vítimas de um evento natural. Os desenhos ofendem a memória de todas as vítimas do tremor, as pessoas que sobreviveram e a cidade de Amatrice”. O caso foi considerado tão grave que a Embaixada da França na Itália, chegou a se manifestar, afirmando que o desenho “não representa absolutamente a posição do país”. A cidade de Amatrice foi a que mais contabilizou mortos na tragédia: das 295 vítimas fatais, 234 estavam na cidade.

Perícia monta laboratório

              Já foi aberto o processo de licitação para aquisição de equipamentos que vão compor o Laboratório de Genética Forense do Instituto de Criminalística. A nova unidade permitirá a inclusão de Alagoas na Rede Integrada de Bancos de Perfis Genéticos do Governo Federal. Segundo o Perito-geral, Manoel Melo, o laboratório deverá estar pronto para entrar em operação a partir do início do próximo ano. Segundo ele, o projeto foi aprovado por todos os integrantes do Conselho Estadual de Segurança Pública (Conseg), que autorizaram a liberação de R$ 1.256 milhão para a compra e instalação dos equipamentos.

Perícia monta laboratório 2

                O Laboratório poderá realizar exames de DNA para identificação de cadáveres e de autores de crimes através do confronto genético de materiais biológicos coletados em cenas de crime por peritos ou encaminhados ao Instituto de Criminalística por autoridades policiais. “O Laboratório poderá fornecer a fundamentação técnico-científico para os laudos periciais que irão dar o subsídio necessário aos inquéritos policiais e aos processos judiciais, isso com a garantia de um trabalho consistente, moderno, ágil e de alto padrão” disse Manoel Melo. Os exames de DNA serão de responsabilidade de peritos graduados nas áreas de Ciências Biológicas e Ciências da Saúde com especialização em Genética Forense.

 

 

  • O deputado Arthur Lira (PP) foi o único parlamentar alagoano a votar contra o processo de cassação do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
  • Ele foi um dos dez deputados que mantiveram os laços de amizade com Cunha, apesar de toda a situação desfavorável.
  • Mas na Câmara, tudo pode acontecer. O deputado delegado Edson Moreira discursou antes da votação contra a cassação de Cunha, mas depois votou a favor.
  • O Governo Presente, evento elaborado e coordenado pelo Gabinete Civil, com a parceria de diversas secretarias de Estado e órgãos da administração direta e indireta, leva ações de cidadania é comunidades carentes de toda Alagoas.
  • Hoje (14) é a vez da aldeia indígena Geripancó, em Pariconha, no alto sertão alagoano, receber os serviços de cidadania. Amanhã será a vez do município de Ouro Branco.
  • Depois a caravana estará no dia 20 no município do Pilar e no dia 23, as ações serão desenvolvidas no município de Murici.
  • São ações de saúde, exames médicos, expedição de documentos, ações judiciais, preservação do meio ambiente e muitas outras.