Flávio Gomes

7 de setembro de 2016

O último ato de Dilma

Do jornalista Ricardo Noblat: “Dilma acha que não cometeu crime algum. E para abortar o golpe, valeu-se de todos os recursos lícitos e ilícitos. Empenhada em preservar o mandato e seus direitos políticos, bateu à porta da Justiça algumas dezenas de vezes, sem sucesso. E também sem sucesso à porta de deputados e senadores oferecendo cargos, liberação de dinheiro para obras públicas e outras vantagens. Poderia não ter feito nada disso uma vez que se tratava de um golpe, não de um processo de impeachment regulado pela Constituição e acompanhado de perto pela Justiça. Debitemos tamanho equívoco, porém à sua ingenuidade. Deve ter imaginado que seria possível vencer o golpe participando ativamente de todas as suas fases. Não estava só. Procederam igualmente assim todos os que a apoiam. Sua ida ao Senado para depor e ser interrogada pelos senadores investidos da condição de juízes seria a prova definitiva para quem ainda carecia de alguma de que Dilma jamais foi alvo de um golpe. Como Fernando Collor não foi. Como Itamar Franco e Fernando Henrique não teriam sido, tantas foram as vezes que o PT quis derrubá-los pela mesma via usada para se derrubar Dilma agora… Demos graças a uma democracia tão repleta de defeitos como a nossa, mas mesmo assim capaz de garantir pelo voto a troca de governantes.”

Saudade

O Desfile da Independência, hoje, a partir das 8 horas, em Maceió, não terá mais nenhum ex combatente alagoano na II Guerra Mundial. O último, Abel do Amor Divino, faleceu, há duas semanas, aos 92 anos. Hoje só desfilarão instituições militares. Entidades civis desfilarão em 16 de setembro, Emancipação de Alagoas.

Pódio

Ao participar da articulação que possibilitou o impeachment de Dilma Rousseff, mas garantiu à ex-presidente os direitos políticos, Renan Calheiros, reafirmou sua condição de político mais poderoso do Brasil no momento. E consolidará essa imagem se conseguir se livrar dos inúmeros processos judiciais que tem contra si.

Consequência

Como o benefício a Dilma Rousseff poderá ser estendido ao deputado Eduardo Cunha, Renan absorverá também o desgaste político, se isso de fato acontecer. O presidente do Senado divide o efeito, nesse contexto, com o presidente do STF, ministro Ricardo Lewandovski, com quem articulou o benefício a Dilma.

Planos 

Cícero Almeida, candidato do PMDB a prefeito de Maceió, assumiu compromissos de uma gestão de muitas obras, ao participar, ontem, de debate com empresários, na Casa da Indústria. E lembrou que as obras estruturantes por ele realizadas quando dirigiu a prefeitura beneficiaram diretamente a construção civil.

 

Agenda

O deputado federal Paulão (PT) é quem participa amanhã da série de debates com empresários que a Federação das Indústrias do Estado de Alagoas está promovendo com candidatos a prefeito. As reuniões são sempre na sede da Fiea, na Casa da Indústria, na Avenida Fernandes Lima, Farol, a partir das 8h30.

Cabo eleitoral

Depois de exercer mandato de vereador em Maceió e de deputado estadual o engenheiro Judson Cabral, atualmente presidente do Serveal, está fora da eleição deste ano. Judson, um dos principais nomes do PT, está engajado na campanha a vereador do advogado Fábio Cabral, filiado ao PSB, um dos seus sobrinhos.

Opinião

José Eduardo Cardozo, advogado da presidente Dilma Rousseff: “Tenho vergonha do sistema político brasileiro. O sistema gera corrupção, os partidos entram no jogo e as pessoas caem no jogo. Ou nos conscientizamos que temos que mudar, ou iremos demonizar o partido A ou B, quando o demônio está nos sistema.”

 

 

*O 10º Festival Internacional de Marimbas e Percussão, que acontece de hoje a sábado, 10, na cidade de Villahermosa, em Tabasco, no México, tem a presença de Augusto Moralez, professor da Escola Técnica de Artes da Ufal, único brasileiro a participar.

 

*Tanto hoje, Dia da Independência do Brasil, quanto no dia 16, data da Emancipação Política de Alagoas, o Maceió Shopping funciona em horário normal. Uma atração hoje é a estreia da pista de patinação, de 200m² de piso vinílico. Sem restrição de idade.

* “Gente”com o Coral Cesmac, é o espetáculo de hoje do projeto Teatro é o Maior Barato, a partir das 19 horas, no Teatro Deodoro. É um espetáculo autoral, composto por canções do maestro Luiz Martins. O coral comemora 10 anos de atividades.

*O guitarrista Toni Augusto é a atração do projeto “Quinta no Arena”, amanhã, a partir das 19 horas, no Teatro de Arena Sérgio Cardoso. Vai apresentar o show “Ad Libitum”, de referências ao jazz, blues, soul, rock, maracatu, reggae e outros estilos.

*A Secretaria de Estado da Fazenda comunica aos contribuintes que já está disponível no site o serviço de consulta online a pendências de obrigações acessórias com o Fisco. Para realizar o procedimento, basta acessar o endereço http://dec.sefaz.al.gov.br.

* Estudantes de jornalismo da Ufal produziram imagens da exposição fotográfica “Fernão Velho, tons do tempo”, que está aberta a visitação pública até 20 de setembro, no hall da Biblioteca Central da Ufal. A curadoria é da professora Janayna Ávila.

 *Autêntica “briga de foice” marca a disputa pelo G4 do Campeonato Brasileiro, nas Séries A, B e C. A esta altura, faltando ainda muitas rodadas, nenhum clube pode se considerar garantido. O nível técnico é baixo. Não há nenhum destaque individual.

 

“Algumas pessoas só começam a valorizar a vida quando se deparam com a possibilidade de perdê-la”

 Ana Cláudia Quintana

 Médica geriatra