Blog do Dresch

2 de setembro de 2016

Aposentadorias forçarão concursos no Estado

             O governo de Alagoas estuda a possibilidade de realizar concursos públicos para algumas áreas prioritárias, diante da possibilidade de cerca de 5 mil aposentadorias de servidores públicos, nos próximos dois anos. A avaliação é do secretário de Planejamento, Gestão e Patrimônio, Christian Teixeira. “Nos próximos dois anos, há a perspectiva de 5 mil aposentadorias. Estamos fazendo ajustes para que possamos abrir uma quadra de concursos. É imprevisível agora, determinar um prazo, ou dizer quais são essas áreas, mas sabemos que saúde, educação e segurança têm necessidade” explicou o secretário.

Governo estuda concursos 2

                   O secretário contudo, salienta que o Governo tem responsabilidade sobre a questão, e entende que a elaboração dos editais depende da adequação das finanças estaduais á Lei de Responsabilidade Fiscal. “O Governo tem trabalhado para aumentar a arrecadação e reduzir gastos em toda a estrutura administrativa, inclusive com o corte de servidores comissionados” afirmou Teixeira. Este trabalho de redução dos gastos públicos tem sido uma prioridade no governo Renan Filho, e vai continuar assim. Somente desta forma será possível elaborar editais e suprir as carências das áreas já citadas, sem que haja descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal, justificou Christian Teixeira.

Um baita retrocesso político

                   A Frente Brasil Popular, que reúne movimentos sociais e entidades sindicais, divulgou nota afirmando que o impeachment da presidente Dilma Rousseff, representa o maior retrocesso político do país desde o golpe militar de 1964. “Os senadores dobraram-se á fraude e à mentira, aprovando um golpe parlamentar contra a Constituição, a soberania popular e a classe trabalhadora” diz a nota. E mais: “as forças reacionárias, ao interromper um mandato legítimo, impuseram um governo usurpador, que não esconde seu perfil maligno e racista. Atropelaram o resultado eleitoral, condenaram uma mulher inocente e sacramentaram o mais grave retrocesso político desde o golpe militar”. As entidades caracterizam o impeachment como golpe e materializa o interesse das elites econômicas em empenhar o pré-sal, as companhias estatais e os bancos públicos, além de vender as terras brasileiras para grupos estrangeiros, comprometendo a produção nacional de alimentos e o controle sobre as águas. Diz ainda mais o texto: “os protagonistas do impeachment pretendem reduzir investimentos em saúde, educação e moradia, eliminar direitos trabalhistas, acabar com a vinculação da aposentadoria básica ao salário mínimo, o fim da reforma agrária e o esvaziamento dos movimentos sociais”.

 

STF derruba restrições

                   Os ministros do Supremo Tribunal Federal derrubaram o dispositivo do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) que estabelecia multas para emissoras de rádio e TV por veicular conteúdos impróprios em horários considerados inadequados para menores. Com a decisão, a definição de horários ficará a critério das emissoras, e somente será exigido o aviso sobre o conteúdo dos programas. Até agora, por exemplo, programas não indicados para menores de 14 anos não podiam ser exibidos antes das 21h. Os ministros, por maioria, consideraram que o dispositivo do ECA era inconstitucional.

Turismo mantém estabilidade

               O setor turístico alagoano tem mantido seus indicadores em um processo contínuo de desenvolvimento. Esta semana, a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH) apresentou dados que apontam um crescimento do número de turistas em Julho deste ano, em comparação com o mesmo mês do ano passado. Em Julho do ano passado, 91.702 passageiros desembarcaram no Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, enquanto que no mesmo mês agora de 2016 foram 94.262, um crescimento de 2,79%. Os hotéis apresentaram uma taxa de ocupação de 76% contra 72% registrada no ano passado.

Excesso de peso e câncer

                Pesquisadores da Agência Internacional de Pesquisa do Câncer, identificaram oito tipos de câncer relacionados ao excesso de peso e obesidade: estômago, fígado, vesícula, pâncreas, ovário, Meningioma (tipo de humor cerebral), tireóide e mieloma múltiplo (que atinge um subtipo de células da medula, os plasmócitos). A pesquisa se baseou em mil estudos de excesso de peso. E comprovou que existem muitas razões para a obesidade estar ligada ao risco de se ter câncer: a gordura aumenta o índice de estrogênio, testosterona e insulina, promove inflamação, e estes fatores favorecem o surgimento do tumor.

Excesso de peso e câncer 2

               Na maioria dos tipos de câncer listados, os pesquisadores notaram a seguinte relação: quanto maior o Índice de Massa Corporal (IMC), maior o risco de ter um tumor. Homens e mulheres com excesso de peso têm chances semelhantes de desenvolver um câncer. Em 2002, o mesmo grupo encontrou evidências suficientes da ligação do excesso de peso com o risco de desenvolver câncer de cólon, esôfago, rim, mama e útero. No mundo estima-se que 640 milhões de adultos e 110 milhões de crianças sejam obesas. Uma dieta saudável e a prática de exercícios, além de não fumar, poder ter impacto significativo na redução do risco de câncer.

 

 

  • A Desenvolve, agência de fomento do governo de Alagoas, estará liberando hoje pela manhã, mais de R$ 2 milhões para produtores rurais, pequenos criadores e comerciantes de seis grotas de Maceió.
  • A formalização de transferência dos recursos, acontece no Auditório Aqualtune, no Palácio República dos Palmares, ás 10h30, com a presença do governador Renan Filho e do presidente da Desenvolve, Rafael Brito.
  • Ao todo serão beneficiados mais de três mil alagoanos, a maior parte ligados à cooperativas, que serão incluídos no Programa de Financiamento a Cooperativas e Associações Produtivas de Alagoas.
  • O Juiz Sandro Augusto encaminhou ofício ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) solicitando tropas federais para garantir a tranquilidade das eleições no município do Pilar.
  • O magistrado relacionou uma série de justificativas para embasar a solicitação, tais como o alto índice de criminalidade na região, o clima de instabilidade política, e a relação de supostas mortes ligadas a campanha eleitoral.
  • Além do Pilar, também já foram solicitadas tropas federais para os municípios de Rio Largo, Batalha, Jacaré dos Homens e Belo Monte.